[VIDEO GAME] Far Cry 4 (review)

Far-Cry-4-s-Pagan-Min-Isn-t-the-Father-of-the-Protagonist-Wants-to-Be-Friends-449186-2

Depois do enorme sucesso de Far Cry 3, Far Cry 4 chega arrebentando expectativas com uma enorme pressão nas costas para alcançar e ser digno de seu antecessor.

Far Cry 4 era sem dúvidas um dos jogos mais esperados do ano, sendo considerado um dos melhores FPS´s da atualidade (First Person Shooter), com gráficos mais do que louváveis, uma enorme gama de armas, veículos, entre muitos outros itens.

Far-Cry-4-Signature-Edition-006

O jogo é inteiramente em mundo aberto, com a possibilidade de explorar cada canto do vasto cenário, desde fazer missões, até simplesmente perder alguns minutos brincando com os milhares de inimigos espalhados pelo cenário. Um dos fortes e principais atrativos de Far Cry são os belos cenários feitos nos mínimos detalhes, com vistas deslumbrantes e paisagens surpreendentes. 

Far-Cry-4-Himalayas-Background-HD-

O jogo conta com um pequeno naipe de veículos. São basicamente 2 ou 3 carros diferentes, um helicóptero pessoal, alguns tipos de barcos e só.

A mecânica do jogo impressiona muito, completamente fácil de ser jogado, simples, e ao mesmo tempo completa e cheia de opcionais. O menu principal é fácil de ser mexido, com diversas opções, porém, sem muita confusão. Já a mecânica durante o game play flui de maneira prática e fácil. Com um simples apertar de botão você pode passear entre 4 opções de armas (isso apenas mais para frente do jogo, no começo é apenas uma arma). Além das clássicas granadas, há também C4, minas terrestres, e até carne para ser jogada e atrair animais.

Já a parte de upgrade conta com o sistema de ”Karma” e o famoso ”XP”. Karma é ganho quando você salva seus colegas de combate ou civis. Ele ajuda a desbloquear armas e equipamentos no geral. O XP é usado para dar um upgrade nas famosas ”skills”, ou árvore de talentos. São diversas opções, desde montar em elefantes até maior fôlego, passando ainda por bônus de carma, por exemplo. Espalhados em diversos pontos do mapa existem pequenas lojas nas quais você pode recarregar a munição, vender itens achados ao longo do jogo, além de comprar e fazer upgrade nas armas. Upgrade de munição, carregar armas, granadas e até flechas são feitas caçando animais e utilizando suas peles para tais propósitos.

[SPOILER ALERT]

far-cry-4-pagan-min

Durante o jogo você assume o papel de Ajay Ghale, que ao atender o último desejo de sua mãe, acaba indo parar em Kyrat – Himalaia, para que as cinzas da sua mãe sejam deixadas no lugar de descanso final. Durante a expedição de chegada à Kyrat, o ônibus onde Ajay está é parado por militares a mando de um homem sarcástico, sádico e levemente insano chamado Pagan Min, que autodenomina-se o ”Rei de Kyrat”. Eis que o próprio “Rei” aparece para lhe dar as boas vindas, e neste momento começamos a perceber onde nos metemos. Ele dá a entender que tinha um romance com sua mãe e, sem que percebamos, entramos de cabeça em uma guerra civil que estava no auge durante sua visita. Daí pra frente começamos nossa grande jornada por toda Kyrat, em uma aventura para acabar com a guerra e trazer paz a este lindo lugar.

far-cry-4--gameinfo-section-kyratAvaliação final:

O jogo se passa em lindas terras indianas, com paisagens espetaculares, cercadas de muita mágica e guerra. Mas eis que surge o problema: o jogo é extremamente parecido (para não dizer igual) ao Far Cry 3. A mecânica melhorou em muitos pontos, mas continua muito parecida. Os lugares são lindos, mas não chegam a nos deixar de boca aberta, como em Far Cry 3. Muitas pessoas, inclusive eu, acharam que o jogo não mudou muito de um para outro, e que ele pode ser chamado de ”Far Cry 3.5′‘, sem mencionar o final alternativo mais ou menos…

Mas joguem e tirem suas próprias conclusões!

nota-4