[LIVROS] Teorias dos fãs sobre a Crônica do Matador do Rei

Salutations, people who live Here-And-There!

Enquanto, As Portas de Pedra não se abrem e eu não termino de assistir uns animes e ler uns livros para escrever para vocês, resolvi fazer esse texto com algumas teorias que os fãs lançaram sobre A Crônica do Matador do Rei. Então, se você não conhece essa série e não leu [uai, meu fi, uai?], esse texto não é para você [é, foi mal]. Se você está lendo, também não aconselho, já que aqui o spoiler rola solto! Mas, se você é um fã teorizador curioso, pegue seu baú tritrancado, seu copo de hidromel [na mitologia nórdica, a história do hidromel é muito nojenta, sempre quis provar, mas meio perdi o gosto depois de saber] e vem comigo fazer ciência! 

66549_2515920314362_738064532_n

Algumas teorias são bem loucas, outras quase certas como o verdadeiro nome da Lua é Ludis, here we go!

1 Família Lackless – Iax – Laurian – Kvothe

Essa já não é considerada nem mais uma teoria, e sim um fato, uma certeza, uma promessa de amor [opa, acho que ficou incoerente].

“Embora nenhuma família possa vangloriar-se de um passado verdadeiramente pacífico, os Lackless têm sido especialmente marcados por infortúnios. Uns vindo de fora: assassinatos, invasões, revoltas de camponeses e furtos. Mais revelador é o infortúnio que vem de dentro: como pode uma família prosperar quando o herdeiro primogênito abandona todos os deveres familiares? Não admira que seus detratores comumente os chamem de “Luckless”, “sem sorte”.” Patrick Rothfuss – O Temor do Sábio, p. 422

Iax é o guri mais sem sorte que já existiu, segundo a história contada pela Jaspe, além de insensato e, sinceramente, doido. Levantaram então a teoria de que ele seria o primeiro “Luckless”. Lembram que ele prendeu o nome da Lua numa caixinha? Pois é, essa seria a caixinha que a Meluan Lackless mostra para o Kvothe e diz que é uma herança e está na família a mais tempo que…sei lá, estou sem ideia, o fato é que é muito tempo.

A Laurian, mãe do Kvothe, é a Netalia Lackless, a irmã da Meluan que fugiu com um Edena Ruh [vaaaiiiii Arliden, mostre a que veio!]. Essa teoria é baseada no fato de que a Meluan odeia os Ruh porque a irmã fugiu com um, o Kvothe acha a Meluan familiar, o Arliden faz uma música com um trocadilho com o nome antigo da esposa e quando o Kvothe é pego cantando sobre a Lady Lackless, Laurian fica bem brava e dá uma lição de moral no menino.

Assim sendo, o Kvothe é um legítimo Lackless, e a maior evidência disso [para mim] é que o rapaz é muito azarado [não nega seu sangue]. De todos os lugares pra ir, ele vai bater certinho no Cthaeh? [mas que praga, hein, meu filho?!]. E ele ainda, tem aquele baú na Pousada Marco do Percurso, que é feito com a mesma tecnologia da caixinha que a Meluan mostra para ele. [aliás, o que tem ali? Alguns apostam que é o verdadeiro nome do Kvothe. E você?]

“A família chamava-se Loeclos ou Loklos, ou Loeloes. Todos se traduzem com a mesma acepção de falta de trinco ou fechadura, na forma Lockless. A grafia era bem menos importante naquela época.

– Que época era essa? – perguntei.

Caudicus tornou a consultar o livro.

– Faz uns 900 anos, mas vi outros textos de história que mencionam os Loeloes mil anos antes da queda de Atur.

Fiquei pasmo ao pensar numa família mais antiga do que impérios.” Patrick Rothfuss – O Temor do Sábio, p. 415.

Tem até especulação dizendo que o Brendon [aquele senhor adorável que se amarra numa partida de Task] é Aculeus Lackless, pai de Meluan e Laurian, avô de Kvothe! [uou, por essa eu não esperava, mas tomara que seja!]. Uma família de azarados, mas de inteligentes porque, olha, o cérebro do Brendon não é para qualquer um!

2 Marcos do Percurso

Pois é, teoria até sobre os monólitos cinzentos.

1546345_691090284254571_1641942071_n

Quem leu com atenção desconfia que realmente tem alguma coisa ali. No geral, os monólitos são encarados como portais. No Temor do Sábio, é através de um portal de Marcos do Percurso que o Kvothe segue a Feluriana até a terra dos Encantados. A própria Feluriana diz que há muitas brechas para entrar no mundo deles [e sabemos que o que não falta na Civilização dos Quatro-Cantos é monólito cinzento]. “They mark old roads”. Essa é a frase que sempre se ouve. Roads to where? Tinuë? Fae?

Quanto a isso, nós temos mais perguntas que respostas.

3 Mecenas da Denna

Há duas teorias principais: alguns fãs apostam que é o Brendon, outros que é o Gris [sim, um dos membros do Chandriano. Corre, meninaaaaa!].

Brendon é um senhor rico, misterioso e possuidor de um belo exemplar de bengala. Penso serem essas as características que o tornam candidato ao mecenas espancador da Denna. [eu, realmente, desejo com todo meu coração que não seja ele – prefiro a teoria de que ele é um Amyr].

O que fez fãs pensarem no Gris foi a referência que a Denna ou o Kvothe [não lembro agora] fez ao mecenas chamando-o de Mestre Freixo Gris [aí tem coisa], a música que o mecenas pede para a Denna compor homenageando o Lanre e pondo-o como um herói [falar mal não pode, mas bem está tranquilo] e o nome verdadeiro do Gris “Ferule”: Ferule é uma bengala usada pra bater em crianças!

Minha aposta é no Gris mesmo, até porque isso reforça a rivalidade já existente entre ele e o Kvothe. Imagina o cara saber que o mesmo que matou sua mãe é o que está agora espancando sua amada? Rá! Vamos ver sangue, minha gente!

4 Valaritas – Portas de Pedra

A grande questão da humanidade.

O que tem atrás da porta de quatro chapas? Feila sonha que “Valaritas era o nome de um antigo rei morto. Seu túmulo ficava atrás da porta.” [O Temor do Sábio, p. 211]. Mas, né possível que só tenha um defunto ali dentro! Seriam livros sobre o Chandriano, os Amyr e os Encantados? [afinal, fica no Arquivo]. Um portal? Lembro que o Elodin ri-se do Kvothe e sua curiosidade e diz que ele mesmo já intrigou-se bastante com aquela porta, o que me faz pensar que não deva haver nada tão horrível ali, mas certamente incrível.

E as tais Portas de Pedra? Pelo que a Feluriana falou é onde o azarado-mor [também conhecido como Iax] está preso. Mas, e aí onde fica? Alguma ligação com Valaritas? [certeza que o Mestre Lorren sabe de tudo isso, Kvothe devia se achegar com ele!]

10251893_641797162604506_8071072816343640758_n

Outro ponto é que em O nome do Vento as portas são citadas na história da Guerra da Criação e olha só o que sugerem [é tipo o Carandiru de segurança máxima?]:

1

Terminamos por aqui, há mais teorias aí fora, uma diz que a Auri é a Lua [eu, de fato, acredito em alguma ligação, mas é tudo muito opaco para se ter alguma certeza], outra diz que o Gris e o Brendon são a mesma pessoa, outra ainda que o Kvothe mata o Ambrose….e por aí vai. Mas, tudo isso não é nada perto de saber o que é aquele desenho que sempre vem nos livros. Já ouvi dizer que alguém da editora leu só o início do livro, se deparou com a palavra demônio e falou “põe um demônio aí que tá tudo certo, quero ir pra casa”. Já ouvi especularem que é o Encanis [pausa marmota dramática]

Bem, um fato é certo, coisa de deus não é!

Até a próxima, arcanistas!

10 thoughts on “[LIVROS] Teorias dos fãs sobre a Crônica do Matador do Rei

      • Eu sei que são apenas três dias, mas sei lá, ele vai ter que escrever algum livro que se passe em outro momento para explicar algumas coisas. Esse terceiro livro vai ser muito grande. Tô com o da auri aqui, esperando um momento pra ler todo em uma deitada.

        Muito bom!!!

  1. Além da Auri, a Deena (diana) também remete à Lua, já que dentre os nomes que usa está Diana, na mitologia romana, era a deusa da lua. Ela possui natureza sempre mutável e é errante, não gosta de ficar presa a um lugar ou amor ,motivo traição de IAX.

    Viajando mais no chute, acho que o ciúme desse amor será o motivo da briga del Kvothe com o IAX (após libertá-lo de Valaritas…kkk) e ele aprisonará parte do nome de Kvothe no baú… por isso perde sua música e magia.

    O rei morto com certeza é Ambrose, a posição dele na linhagem mereceu mais de um detalhe no livro…

    • Ambrose arma para matar o pai (atual rei, se considerarmos que as sussetivas mortes continuem). Kvothe levado também a armação fica com a culpa. Com isso, Ambrose vira rei e tem plenos poderes pra caçar “o matador do rei”.

  2. Bom, eu li em algum lugar que o Patrick escreveu a história toda de uma só vez, volume único. A editora se interessou e resolveram dividir em 3 partes.

    Então, ele fica nessa revisão eterna de cada parte antes de publicar. Mas, creio que a história vai mostrar a grandeza de Kvothe, finalizando por ali mesmo, com graaaaaaande estilo.

    Acho que Kvothe não está só se punindo. Está protegendo alguém. Ele foi forçado a se esconder em nome de uma causa maior, “selando” seus poderes e habilidades. A própria espada à vista é um lembrete de que deve se conservar como está.

    O fato é, ele atravessou as portas. Ele deve ter feito uma lavoura sem igual no Chandriano. Ele deve ter visto realmente quem são os vilões… Nem sempre os vilões são os mais evidentes e Patrick deve ter preparado algo muito inteligente.

    Enfim, estou lendo pela 2ª vez, para captar todos os detalhes possíveis e me preparar para as portas.

    Curti a teoria do nome dele estar preso no baú, já que ele não consegue sequer fazer simpatias simples.

    Parabéns!

  3. Pingback: Depois de Game of Thrones | Tilt

  4. Eu tenho uma teoria. A Denna é parte integrando do grupo Chandriano, isso se da pelo fato de ela não envelhecer, como Deoch afirma de uma forma romantica e também pelo seguinte motivo, quando o Kvothe vai investigar o casamento que ocorre em trembom, quem é a “unica sobrevivente”? Denna! e ainda tem mais, quando eles estão na fazenda onde acontece o casamento, quando o Kvothe canta um trecho da canção que fala sobre o chandriano a Denna canta o seguinte refrão:

    “Vês a mulher de neve caiada?
    Silente vem e sai calada.
    Qual é seu plano? Qual é seu plano?
    Chandriano. Chandriano.”

    Isso é ou não é a cara dela?

    OBS. Estou relendo o Livro pela terceira vez. Com certeza o melhor que eu já li.

  5. Cara Gostei muito do poste e das teorias e eu concordo na maioria, quanto o nome do Mercenas de Denna foi o Kvothe que deu por ele ser misterioso e tudo o mais. mas uma coisa é certa o Patrick tem que escrever um livro sobre o grande tamborlin pois ele aparece em muitas histórias. Seria muito interessante se ele escrevesse.

    já li os dois livros duas vezes estou dando um tempo agora mas irei para a terceira em breve. 🙂

  6. cara eu acredito que ele descobre que os amir sao do mau tambem e mata um deles mesmo pq ele e conhecido por ter vaporizado um anjo na praça de frente para onde ele toca, e acredito que ele nao seja um matador DE rei e sim um matador DO rei como se ele foce a mao de ferro do rei acho que tudo esta ligado a lakless e o marido que e mais rico q o rei de vintas, pra mim ele mata alguem a pedido do cara mais rico que o rei de vintas e com isso se da inicio a guerra que tanto se fala no presente, sim ele e sobrinho da lakless certeza mesmo pq tem a musiquinha que o pai fez e o fato da comparaçao que ele faz com a mae dele, acho tambem que o chandriano esta caçando todos da familia lakless a linhagem deles e do tempo do chandriano acho que tem alguma coisa a ver, acredito que ele tenha aprisionado uma parte do proprio nome naquele bau junto com a capa de sombra e deixou a espada so como lembrete do porque fez isso. Acho que escrevi algumas coisa erradas como os nomes e tambem nao lembro o nome do cara que é mais rico que o rei de vintas.

Comments are closed.