[TOP10/CINEMA] Os 10 maiores sofrimentos de Tom Hanks

1381704240-0

Dando inicio ao mês dos sofredores aqui no NERD GEEK FEELINGS, sim eu inventei isso. Tom Hanks será analisado até descobrirmos qual foi o personagem que sofreu mais em algum filme que ele participou. Senhores, não importa como cheguei às conclusões, elas são muito opiniões minhas, então leiam e descubram se concordam com as colocações, ou se eu esqueci de algum personagem dele que sofreu tanto quanto esses. Coloca aí nos comentários sua ordem de sofrimento.

O TEXTO SÓ CONTÉM SPOILERS, então, se não viu alguns dos filmes, indico que não leia, mas se não se importar, siga em frente caminhoneiro Shell!

10 – Forrest Gump (idem, 1994) de Robert Zemeckis

forrest-gump-1

Começamos o top 10 com o menor dos sofrimentos de Tom Hanks, neste ele é Forrest Gump, que sofre bullying por ter um problema nas pernas, e passa o filme inteiro (ou quase) correndo. Forrest passa por guerra, escovou chão com escova de dentes, teve que ouvir um negão falar de camarão, tudo por causa de seu amor de infância. O personagem está em décimo lugar aqui porque o sofrimento foi pouco, e Forrest é mais engraçado que sofrido, já que é mongolzinho, ou seja, ele não mensura o poder do sofrimento que passou pela vida.

9 – Matadores de Velhinhas (The Ladykillers, 2004) dos Irmãos Coen

ladykillers

É um filme odiado por todos porque todos querem que os Coen sejam perfeitos sempre, mas não deixa de ser simpático e engraçado algumas vezes. Por quê? Tom Hanks é aqui professor G.H. Dorr, um trapaceiro que arruma uma equipe peculiar para roubar um cassino. O personagem é, em suma, um vilão, mas apesar disso tenho simpatia por ele, justamente pelos inúmeros sofrimentos que passa durante o filme por causa da atrapalhada equipe. Ele apanha, corre, sofre psicologicamente (pois tenta se passar por bom moço). Sofre o diabo pra conseguir algum dinheirinho do cassino. Em suma, está em nono lugar porque o sofrimento ainda é cômico, apesar do personagem morrer tragicamente de forma engraçada.

8 – Apollo 13 (idem, 1995) de Ron Howard

download

Três astronautas americanos a caminho de uma missão na Lua sobrevivem à uma explosão, mas precisam retornar rapidamente à Terra para poderem sobreviver, pois correm o risco de ficarem sem oxigênio. Além disto, existe o risco de, mesmo retornando, a nave ficar seriamente danificada, por não suportar o imenso calor na reentrada da órbita terrestre. “Huston we have a problem”, frase emblemática e usada até hoje em muitas instâncias, define o que o personagem de Hanka, Jim Lovell, sofre. Oitavo lugar porque, por mais que todos os problemas do mundo tenham ocorrido na nave, os astronautas voltam à Terra.  O sofrimento é passageiro.

7 – Toy Story 1, 2 e 3 (idem, 1995, 1999 e 2010) de John Lasseter e Lee Unkrich

Toy-Story-3-toy-story-3-34551441-1600-1200

Do primeiro filme ao terceiro, o xerife Woody (Hanks) sofre as desventuras psicológicas (juntos com outros brinquedos) de ser trocado, abandonado, perseguido, odiado, entre outros sofrimentos. Entretanto, ser quase destruído na fatídica e divina cena final do terceiro filme, é o que dá o sétimo lugar ao personagem. Não só os brinquedos sofreram, como TODOS no cinema junto com os personagens. O personagem sofre tudo isso para permanecer com Andy e acreditar que ainda o quer (ele e os outros brinquedos). Está em sétimo lugar por causa da quantidade de filme e, portanto, são tantas desventuras que merece a posição, só não está mais a frente porque SEMPRE os personagens acabam bem.

6 –  O Resgate do Soldado Ryan (Saving Private Ryan, 1998) de Steven Spielberg

tom-hanks-001

O capitão John Miller (Hanks) vai em plena Segunda Guerra Mundial buscar o zé mané RYAN (Matt Damon), tudo para que, no fim, o infeliz faça o capitão e sua equipe ficar em campo e sofrer um ataque, causando a morte do Miller. Está em sexto lugar porque, vai se fuder, passar por poucas e boas indo buscar um tontão, e ainda morrer por isso. Ryan 1 – Miller 0. Ryan se dá bem, enquanto Tom Hanks, mais uma vez, se fode.

5 – O Terminal (The Terminal) de Steven Spielberg

terminal_hanks_061804_big

Por mais que a Segunda Guerra seja bem malvadona, o personagem de Hank lá era um soldado, ou seja, ele estava lá por questões lógicas. Soldado = Guerra. Entretanto, em O Terminal o personagem de Hank, VIKTOR, é obrigado a morar numa parte do aeroporto em construção por muitos meses, por causa de uma guerra no seu país de origem. O que o personagem sofre é pior e mais foda porque era algo que o personagem não desejava, ele não pode entrar nos EUA, nem pode voltar ao país, não fala inglês, come lixo, dorme mal, etc. O posto de quinto sofredor está bem colocado aqui…

4 – Tão Forte e Tão Perto (Extremely Loud & Incredibly Close, 2011) de Stephen Daldry

tao-forte-e-tao-perto

…mas só não é pior que estar nas Torres Gêmeas  quando elas são atacadas por terroristas em Tão Forte e Tão Perto. O personagem de Hanks aqui é mais lembrança no filme do que real presença. Mas só do filho dele ficar analisando imagens de pessoas pulando da torre, e relacionar uma delas com o pai dele, Thomas (Hanks), possivelmente se jogando do prédio, torna o quarto sofredor de Hanks um dos mais importantes. Porque ficar entre queimar no prédio e pular dele deve ser a coisa mais terrível, tanto na ficção quanto na realidade (comentários com real sentimento de tristeza). Além de trazer o quarto personagem de Hanks mais sofrido, ainda faz (obviamente) do filme um dos que mais tem personagens sofridos no cinema.

3 – Capitão Philips (Captain Phillips, 2013) de Paul Greengrass

tom_2

Pode ser que pular de um prédio seja a pior coisa do mundo, mas a morte é inevitável no caso do filme acima, aqui já não é. Ser sequestrado por piratas (ou qualquer um) enquanto trabalha, e ainda ser torturado durante o sequestro (tanto física quanto psicologicamente) deve ser algo irrecuperável para uma vida. Tanto que a cena final deste filme diz tudo, e exibe o quanto o personagem sofreu. Talvez, se o filme acima fosse sobre o personagem de Hanks (no sentido de seguir o personagem e não o filho) ele estaria no primeiro lugar, como não é, e como aqui neste acompanhamos SÓ o Capitão Philips na maior parte do filme, então o terceiro lugar é merecido. Porém, não tanto quanto…

2 – Filadélfia (Philadelphia, 1993) de Jonathan Demme

Hanks

O filme conta a história de Andrew Beckett, um advogado gay que trabalha para uma prestigiosa firma em Filadélfia. Quando fica impossível para ele esconder dos colegas de trabalho o fato de que tem AIDS, é demitido. Beckett contrata então Joe Miller, um advogado homofóbico, para levar seu caso até o tribunal. Homofobia e burrice (preconceito com o vírus) coloca o personagem de Hanks de Filadélfia em segundo lugar. Porque o sofrimento é duplo, e pior do que a morte em si, que é inevitável, seja de que forma for. Ser refém no filme anterior te dá opções de sobrevivência. Ele podia ser negociado, abandonado, muitas situações. De qualquer forma, no filme anterior tudo acaba “bem”. Já ser refém de preconceito e burrice sem dúvida é muito pior. Quem vive ou viveu isso, sabe muito bem que a batalha é diária em sobreviver num mundo homofóbico, machista e preconceituoso. Segundo lugar, porque a batalha do personagem de Hanks aqui diz muito a muitos.

1 – Náufrago (Cast Away) de Robert Zemeckis

tom-hanks-in-cast-away

Tivemos um empate aqui em quem trouxe mais personagens sofredores pra Hanks. Spielberg com dois, e Zemeckis com dois, mas Zemeckis é quem ganha o troféu. Hanks pode ter sido sequestrado, morto, torturado, perseguido, queimado,  tudo… Mas os sofrimentos eram únicos ou específicos. Mas Zemeckis não achou que Hanks já tinha sofrido tudo com algum personagem, e lhe deu de presente: uma violenta queda de avião, afogamento, sobreviver ANOS, eu disse anos, numa ilha, sofrer danos psicológicos e físicos, comer mal, ter medo, adoecer, encarar a sociedade de novo depois de anos como um ermitão, e mais TUDO QUE HÁ DE RUIM para um personagem, fazem de Náufrago o personagem mais sofrido de Tom Hanks.  Além do sofrimento fictício, Hanks sofreu na realidade, o ator teve que engordar para o inicio das filmagens e emagrecer MUITO para parecer um desgraçado ilhado no fim do mundo. Ponto pra Zemeckis e o seu Náufrago.

Curta nossa página no Facebook e nos siga no Twitter para mais bugigangas do universo nerd e geek.

4 thoughts on “[TOP10/CINEMA] Os 10 maiores sofrimentos de Tom Hanks

  1. A Sandra Bullock merece um post só pra ela. Depois de pegar o Keanu Reaves, ser antagonizada pelo Willem Dafoe (medo) e ser a mulher mais lazarentamente fodida da história das mulheres fodidas em Gravidade, ela merece

  2. Pingback: [ARTES] Tom Hanks ganha galeria de artes inspiradas em seus filmes de 1984-1994 | NERD GEEK FEELINGS

Comments are closed.