[TOP 5] Setembro Amarelo: filmes sobre suicídio

setembro amarelo

Pra quem não sabe, estamos no Setembro Amarelo, mês dedicado ao combate ao suicídio. O mês é o escolhido por ter o dia 10 como o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, e recebe associação com a cor amarela como simbolismo da luz no fim do túnel.

Segundo a cartilha “Suicídio: informando para prevenir” – uma iniciativa do Conselho Federal de Medicina, em conjunto com a Associação Brasileira de Psiquiatria – a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio, e a cada três segundos uma pessoa atenta contra a própria vida. O Brasil detém a oitava posição mundial em número absoluto de suicídio. Em 2012 foram registrados 11.821 mortes (cerca de 30 por dia), sendo 9.198 de homens e 2.623 de mulheres. Só entre 2000 e 2012 houve aumento de 10,4% na quantidade de mortes.

Devido a estes números assustadores que tendem a crescer ainda mais, é que foi criada pela Associação Internacional de Prevenção do Suicídio a campanha do Setembro Amarelo, que tem como meta da Organização Mundial de Saúde a redução de pelo menos 10% da taxa mundial até 2020.

E para todos esses órgãos citados, a melhor forma de evitar o suicídio é falando sobre o assunto. E não só as pessoas que pensam em suicídio devem conversar sobre isso. Toda a sociedade deve tomar consciência sobre o assunto, para que pare de ser tratado como tabu, pois isso contribui ainda mais para que o número continue crescendo.

Mas como saber mais sobre o assunto? Pesquisar, analisar dados e ler relatos são ótimas formas de entender mais os motivos que levam alguém a pensar e efetivar o atentado a própria vida. Porém, como típica amante de cinema que sou, adoro analisar as perspectivas através de filmes que abordam o tema em questão.

Pensando nisso que tive a ideia de compartilhar a lista dos meus cinco filmes prediletos sobre suicídio. A lista segue em ordem cronológica, e os títulos listados demostram diferentes visões sobre o assunto, então preparem poltrona, pipoca e a mente, e confira a lista a seguir.


As Virgens Suicídas (The Virgin Suicides) – Sofia Coppola, 1999

O filme enfoca os Lisbon, durante a década de 70. Eles compõem uma família saudável e próspera que vive num bairro de classe média de Michigan. O Sr. Lisbon (James Woods) é um professor de matemática, e sua esposa é uma rigorosa religiosa. Juntos, eles são pais de cinco lindas adolescentes, que atraem todos os rapazes da região.

Porém, quando Cecília (Hanna Hall) comete suicídio aos seus 13 anos, as relações familiares vão aos poucos se decompondo, rumo a um crescente aprisionamento e superproteção dos pais para as demais filhas, que já não podem ter qualquer tipo de interação com meninos, o que gera um desejo maior nas meninas de burlar as rígidas regras impostas.

As Horas (The Hours) – Stephen Daldry, 2001

Em três períodos diferentes vivem três mulheres ligadas ao livro “Mrs. Dalloway”.

Em 1923 vive Virginia Woolf (Nicole Kidman), autora do livro, que enfrenta uma crise de depressão e idéias de suicídio. Em 1949 vive Laura Brown (Julianne Moore), uma dona de casa grávida que mora em Los Angeles, planeja uma festa de aniversário para o marido e não consegue parar de ler o livro. Nos dias atuais vive Clarissa Vaughn (Meryl Streep), uma editora de livros que vive em Nova York e dá uma festa para Richard (Ed Harris), um escritor que fora seu amante no passado e hoje está com AIDS em fase terminal.

Você Não Conhece Jack (You Don’t Know Jack) – Barry Levinson, 2010

Jack Kevorkian (Al Pacino), apoiado pelo amigo Neal Nicol (John Goodman) e por sua irmã Margo Janus (Brenda Vaccaro), passa a prestar uma “consultoria de morte”, ajudando mais de uma centena de suicídios assistidos, o que lhe rendeu o apelido de Dr. Morte.

Em seu trabalho ele ganha o apoio de Janet Good (Susan Sarandon), a presidente do Hemlock Society, e a ira dos promotores locais, que abrem um processo contra Jack. O responsável por defendê-lo na corte é Geoffrey Fieger (Danny Huston), que precisa lidar não apenas com o processo em si mas também com a cobertura da mídia ao julgamento.

A Pequena Loja de Suicídios (Le Magasin des Suicides) – Patrice Leconte, 2012

Em um mundo imerso em depressão e desesperanças, uma família ganha a vida vendendo artigos para ajudar pessoas a cometerem suicídio. São cordas, venenos e outros instrumentos para ajudar cada cidadão a encurtar sua vida. Entretanto, os negócios da família enfrentam problemas quando o filho caçula, alegre e repleto de vida, decide mudar de uma vez por todas essa realidade. [Mais informações sobre o filme aqui]

Elena – Petra Costa, 2012 

Elena viaja para Nova York com o mesmo sonho da mãe: ser atriz de cinema. Deixa para trás uma infância passada na clandestinidade dos anos de ditadura militar. Deixa Petra, a irmã de sete anos. Duas décadas mais tarde, Petra também se torna atriz e embarca para Nova York em busca de Elena. Tem apenas pistas. Filmes caseiros, recortes de jornal, um diário. Cartas. A todo momento Petra espera encontrar Elena caminhando pelas ruas com uma blusa de seda. Pega o trem que Elena pegou, bate na porta de seus amigos, percorre seus caminhos. E acaba descobrindo Elena em um lugar inesperado. Aos poucos, os traços das duas irmãs se confundem, já não se sabe quem é uma, quem é a outra. A mãe pressente. Petra decifra.

Agora que finalmente encontrou Elena, Petra precisa deixá-la partir.


Como disse anteriormente, todos esses filmes mostram o suicídio de diferentes pontos de vistas: desde o de uma criança feliz em um mundo completamente depressivo, passando por uma irmã caçula que não quer aceitar que a irmã se foi, até por um médico que apoia e abre um consultório para o “suicídio assistido”.

Mas independente de qual o filme, todos eles mostram o quão grave e delicado este assunto é. E para que este problema possa ser combatido, primeiro devemos entendê-lo. Os filmes são ótimas formas de se alcançar o entendimento deste assunto, mas não se deve parar por aí. Busque conhecimento, conheça os projetos, e ajude as pessoas. E não esqueça: falar é a melhor solução!

E não se esqueça de comentar sobre a lista e seus filmes, e caso lembre de algum outro com esta temática, compartilhe conosco, e aumente nossa lista.

Saiba mais sobre a campanha Setembro Amarelo na página oficial no Facebook.

Confira outros títulos sobre o assunto na minha lista no Filmow.