[TOP 10] Quadrinhos: Os Eventos Mais Impactantes da Marvel Comics

Semana passada encerrou-se Original Sin, a mais recente saga / evento da Marvel Comics, que começou com o assassinato do Vigia na Lua, e trouxe, ao longo da trama, revelações impactantes sobre Nick Fury, uma mudança no status quo do Thor, e deu um novo rumo para o Soldado Invernal dentro do Universo Marvel, que em outubro ganhará uma nova série solo.

Com um mês de “respiro” antes do início do próximo evento da Casa das Idéias, AXIS, ganhamos um tempinho pra relembrar algumas das sagas de maior repercussão da história da Marvel. Abaixo você encontrará uma lista de 10 das que geraram mais impacto no Universo Marvel.

A MANOPLA DO INFINITO

marvel-sagas-impactantes-manopla-do-infinito

A trama começou prometendo mudar tudo, com metade da humanidade morta, e o mundo sendo açoitado por desastres naturais que alteraram drasticamente a face da Terra, graças ao uso da Manopla do Infinito por Thanos. Mas isto durou só até o final da saga, quando os heróis conseguiram derrotar o vilão, e reverter tudo que ele havia feito usando o poderes divinos da Manopla e suas Jóias do Infinito.

marvel-sagas-impactantes-manopla-do-infinito-thanos-vs-o-mundo

Thanos: “FFFFFFFFFFFUUUUUUUUUUUUUUUUU…!!!”

A saga Infinito, – publicada pela Marvel no final do ano passado, que está saindo agora pela Panini Comics (e sobre a qual comentei neste artigo) – é uma espécie de “continuação espiritual” de Manopla do Infinito, já que também envolveu Thanos e as Jóias são citadas pela trama. Mas a maior repercussão do evento foi a liberação das névoas terrígenas na atmosfera da Terra e, como consequência disto, o surgimento de milhões de Inumanos ao redor do mundo (evento que, por enquanto, está sendo explorado na série Inhuman).

A ESSÊNCIA DO MEDO

marvel-sagas-impactantes-essencia-do-medo-herois

A minissérie homônima que encarregou-se da “essência” da trama principal terminou com grandes acontecimentos, entre eles a morte de Bucky Barnes – então Capitão América e atual Soldado Invernal – e de Thor, além de a população inteira de Paris ter se transformado em estátuas de pedra graças às ações do vilão Gárgula Cinzento, que durante a saga era um dos portadores dos martelos mágicos que deram poderes divinos a vários vilões e heróis.

marvel-sagas-impactantes-essencia-do-medo-dignos

Os Dignos, vilões da saga A Essência do Medo (sim, aquele ali no meio é o Hulk, e o segundo da esquerda pra direita é o Coisa).

Porém, os leitores tiveram que encarar logo em seguida três edições de epilogo, que basicamente cagaram pra desfizeram todas estas mudanças, provando que estes grandes eventos muitas vezes só passam a ilusão de mudar tudo, apenas para todos os seus efeitos perderem a validade com o passar do tempo, o que no caso da saga não demorou muito pra acontecer.

marvel-sagas-impactantes-essencia-do-medo-poderosos

Os Vingadores “turbinados” com armaduras “abençoadas” por Odin.

Na época de sua publicação, o autor da história, Matt Fraction, disse o seguinte ao site Newsarama:

“A morte nos quadrinhos de super-heróis não tem importância. É a fuga e a ressurreição que rendem uma história. Estas edições [de epílogo] foram meio que uma chance de examinar isto num microscópio, depois de passada toda a pirotecnia.”

INVASÃO SECRETA

marvel-sagas-impactantes-invasao-secreta

Brian Michael Bendis levou anos pra construir a história de uma invasão em escala global dos aliens transmorfos conhecidos como Skrulls, e deixar os leitores se perguntando, mês após mês, “em quem você confia?” e pensando que alguns heróis e vilões da Marvel na verdade eram skrulls se passando por eles.

No fim das contas a história gerou mais expectativas do que realmente as cumpriu, as grandes revelações nem foram tão bombásticas, e a maioria dos substituídos pelos skrulls assim o foram sem grandes repercussões, e há bem menos tempo do que se pensava (alguns apostavam que os infiltrados manipularam diversos eventos da Marvel nos anos anteriores à saga, o que não aconteceu na proporção que se imaginava).

Skrulls! Skrulls everywhere!!

Skrulls! Skrulls everywhere!!

A maior consequência foi Tony Stark perder o posto de diretor da S.H.I.E.L.D., cargo que foi passado para Norman Osborn (o Duende Verde), que logo dissolveu a organização para criar sua própria versão da mesma, chamada M.A.R.T.E.L.O., dando início ao período conhecido como Reinado Sombrio, em que os vilões dominaram o mundo (até tudo ser novamente desfeito na saga seguinte, O Cerco, quando os heróis derrotaram os vilões, e tudo ficar bem no fim do dia).

GUERRAS SECRETAS

marvel-sagas-impactantes-guerras-secretas

Resumidamente a saga foi um grande flashback em 12 edições feito pra explicar várias mudanças já apresentadas nas séries mensais de diversos personagens da época, entre elas a Mulher-Hulk no lugar do Coisa como membro do Quarteto Fantástico (que deixou a equipe durante a saga), e o uniforme negro do Homem-Aranha, que anos depois se tornaria o simbionte alienígena que daria origem ao vilão Venom (apesar de em Guerras Secretas ele ser apenas uma bolinha preta gerada por uma pra lá de conveniente máquina capaz de criar uniformes, mas, TO HELL WITH THAT!, são apenas histórias em quadrinhos!).

Releitura da capa de Guerras Secretas por Alex Ross

Releitura da capa de Guerras Secretas por Alex Ross

O CISMA

marvel-sagas-impactantes-x-men-o-cisma

Este foi um evento restrito apenas aos principais títulos da franquia X-Men, cujo único propósito foi dividir a equipe em duas facções que defendiam ideologias rivais, representadas por Ciclope e Wolverine.

O Cisma acabou revitalizando a franquia como não se via desde a fase dos X-Men escrita por Grant Morrison (sempre ele!) – sendo que um dos principais frutos dela, a série Wolverine e os X-Men, então escrita por Jason Aaron, pode ser considerada uma “continuação espiritual” da fase do Morrison, pois Aaron retomou vários conceitos introduzidos por ele, extrapolando-os com resultados muito loucos e divertidos (sério, eles têm uma Krakoa de estimação! how cool is THAT?!).

Ciclope e Wolverine no épico e climático quebra-pau que marcou o fim d'O Cisma.

Ciclope e Wolverine no épico e climático quebra-pau que marcou o fim d’O Cisma.

Na época pareceu quase absurda a ideia de transformar Wolverine no professor e diretor do Escola Jean Grey Para Estudos Avançados, mas ela acabou provando que fazia sentido.

Além disto, O Cisma pavimentou o caminho para o evento que comentarei abaixo, onde a rivalidade entre as duas facções mutantes agravou-se ainda mais…

VINGADORES VS. X-MEN

marvel-sagas-impactantes-vingadores-vs-x-men

Falei bastante sobre a saga neste artigo sobre ela, mas, em resumo, o que podemos falar sobre as consequências dela além da morte de Charles Xavier e de transformar Ciclope, Emma Frost, Magia e Colossus em criminosos, após serem hospedeiros da Força Fênix? (Namor também fez parte do “Quinteto Fênix”, mas as consequências disto foram mais exploradas na série Novos Vingadores, escrita por Jonathan Hickman).

Mas que seria mais divertido se tudo se resolvesse num torneio de dança, isto seria. :P

Mas que seria mais divertido se tudo se resolvesse num torneio de dança, isto seria. 😛

Teoricamente a saga pôs em maior evidência os X-Men e vários personagens cósmicos no Universo Marvel, durante a fase Marvel NOW!, entre eles os Guardiões da Galáxia, que ganharam uma nova série mensal, convenientemente um ano antes da estréia do filme.

Além disto, Vingadores vs. X-Men serviu para reverter boa parte das consequências do evento comentado a seguir…

DINASTIA M

marvel-sagas-impactantes-dinastia-m

Resumindo mal e porcamente, Dinastia M foi um “o que aconteceria se Magneto e toda a família Lensher tivessem sua própria Era do Apocalipse,” após a Feiticeira Escarlate ter um surto de insanidade e criar com seus poderes de manipular as probabilidades uma nova realidade onde ela, seu pai Magneto e seu irmão Mercúrio eram os membros de uma família mutante que governava o mundo inteiro, e onde os mutantes eram a espécie dominante.

Esta realidade alternativa expirará em 8 edições. Se matem à vontade enquanto isto pode ser revertido quando o mundo voltar ao normal.

Esta realidade alternativa expirará em 8 edições. Se matem à vontade enquanto isto pode ser revertido quando o mundo voltar ao normal.

A realidade alternativa criada foi bem feitinha, teve uns momentos inspirados, mas o que realmente importou foi como ela foi revertida para devolver o mundo ao seu estado anterior: a Feiticeira Escalarte surtou novamente, e gritou o fatídico “Chega de mutantes!” Resultado: instantaneamente todos os mutantes DO MUNDO deixaram de ser mutantes, com exceção de 200 indivíduos do planeta (a maioria deles, é claro, membros dos X-Men, e mutantes conhecidos do grande público, PORQUE SIM!).

Isto começou uma fase que durou quase uma década em que a raça mutante lutou contra sua própria extinção, até o final de Vingadores vs. X-Men, quando a Feiticeira Escarlate uniu-se à mutante-messias Esperança (que é a última que morre! ;P #badumtss) para canalizarem a Força Fênix para todos os ex-mutantes do mundo, que tiveram seus poderes restaurados. Ou seja, atualmente todos os mutantes do mundo carregam em si uma porçãozinha de uma entidade cósmica capaz de destruir galáxias inteiras com um pensamento. Lindo, né? ^_^

MASSACRE DE MUTANTES

marvel-sagas-impactantes-massacre-de-mutantes

Diferente dos crossovers atuais, cuja trama central é contada numa minissérie, e suas consequências são exploradas nos títulos mensais dos heróis envolvidos nela, Massacre de Mutantes desenrolou-se apenas nos poucos títulos mutantes que existiam na época (Uncanny X-Men, X-Factor e Novos Mutantes), mais duas edições de Thor, e uma do Quarteto Futuro (Power Pack).

A saga em si fez os X-Men se afastarem da Escola Xavier por quase 100 edições de sua série mensal, matou vários personagens conhecidos, adicionou novos membros à equipe, mutilou as asas de Warren Worthington III, na época o Anjo, iniciando o longo e penoso processo que o transformou no Arcanjo, e fez de X-Men uma franquia ainda mais sombria e melancólica.

MASSACRE

marvel-sagas-impactantes-massacre-x-men

O vilão Massacre, resultado da fusão das psiques do Professor Xavier e de Magneto, causou altas confusões no Universo Marvel, que forçaram os X-Men, os Vingadores e o Quarteto Fantástico a se unirem para deter um ser que tornou-se, literalmente, maior do que as partes que o compunha (ele chegou a tornar-se independente de Xavier, que serviu de “hospedeiro” da entidade psíquica).

A saga terminou com os Vingadores e o Quarteto se sacrificando para derrotar o vilão, deixando a Terra do Universo Marvel sem dois de seus maiores grupos de heróis. A ausência durou um ano, enquanto todos eles passaram umas “férias” num mundo alternativo criado secretamente por Franklin Richards, filho da Mulher Invisível e do Sr. Fantástico, que gerou os quatro títulos que compuseram o projeto Heróis Renascem (falamos um pouco dele aqui).

marvel-sagas-impactantes-massacre-marvel

Mas, enquanto durou, eles foram dados como mortos, e é claro que a culpa disto recaiu sobre os mutantes, que penaram nas mãos de Bastion e sua Operação Tolerância Zero (uma saga são insossa que nem merecia uma menção aqui, mas agora ela já foi feita…).

Um ano depois descobriram a travessura de Franklin e resgataram todos do universo alternativo, e tudo voltou a ser basicamente como era antes.

Caveira Vermelha pronto pra "massacrar" geral na saga AXIS.

Caveira Vermelha pronto pra “massacrar” geral na saga AXIS.

Ah sim! Vale acrescentar que Massacre voltou recentemente sob uma nova forma, após o Caveira Vermelha extrair o cérebro do cadáver do Professor Xavier, e enxertar partes dele no seu, o que o fez ganhar poderes telepáticos, telecinéticos e psiônicos, entre eles a capacidade de gerar construtos de energia psiônica, material de que é feito essa belezinha vermelha e roxa aí de cima. O Caveira-Massacre será o principal vilão do evento AXIS, que começa a sair lá fora em novembro.

GUERRA CIVIL

marvel-sagas-impactantes-guerra-civil

“De que lado você está?” foi a frase que Mark Millar, idealizador e autor de Guerra Civil, conseguiu gravar com ferro e fogo nas mentes dos fãs do Universo Marvel em 2006.

A trama dividiu os heróis da editora em duas facções: os que eram contra e os que eram a favor do Ato de Registro de Super-Heróis, criado para regulamentar as atividades daqueles dotados de super-poderes que resolvessem usá-los para combater o crime. O Capitão América liderou os heróis que eram contra o Ato, enquanto o Homem de Ferro foi o líder dos heróis que o apoiavam.

Uma das consequências da saga foi a divisão dos Vingadores em duas equipes, representantes de ambas as facções, que ganharam títulos separados. Sim, nesta altura você já deve ter notado a semelhança com O Cisma, e a função daquela saga focada nos mutantes foi exatamente a mesma: quebrar a franquia em duas (na verdade bem mais que duas, pois tanto os Vingadores quanto os X-Men tinham mais de dois títulos que estampavam seus nomes nas capas).

marvel-sagas-impactantes-guerra-civil

It’s the FINAL COUNTDOOOOOWN…!!! >.< *Tan Nan Nan Naaaaan Tan Nan Nan Nan…*

Guerra Civil foi, sem sombra de dúvidas, o evento que definiu o tom que a Marvel adotaria para os eventos posteriores a ele (Invasão Secreta, A Essência do Medo, O Cisma e Vingadores vs. X-Men). E mesmo que o tal Ato de Registro não exista mais, a rivalidade entre o Capitão América e o Homem de Ferro foi reacendida recentemente como consequência do que o último vinha tramando sem conhecimento do primeiro a fim de salvar o Universo Marvel de um cataclismo cósmico. E até onde se sabe, AXIS também lidará com o tema “heróis contra heróis” no segundo ato do evento, intitulado “Inversão”, no qual heróis e vilões trocarão de lado. E já adiantaram que um deles será o Homem de Ferro. É esperar pra ver até quando durarão suas “grandes mudanças.”

Este artigo é uma adaptação livre (e bem mais maneira) da lista montada pelo site Newsarama

5 thoughts on “[TOP 10] Quadrinhos: Os Eventos Mais Impactantes da Marvel Comics

Comments are closed.