[TOP 10] Marvel: As Melhores Histórias de Todos os Tempos (PARTE I)

O site Newsrama fez uma pesquisa onde perguntou aos seus leitores quais eram as três histórias publicadas pela Marvel que eles mais gostavam. Daí fizeram uma média dos nomes mencionados e criaram um Top 10. Amanhã postamos a segunda parte. Confira! 

10 – X-Men: Dias de um Futuro Esquecido

x-men-dias-de-um-futuro-esquecido

A história original de “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido” ocupou simplesmente dois números da série em andamento (ao contrário dos eventos atuais que duram várias edições), Uncanny X-Men #142-142. Em um futuro distópico, mutantes têm sido confinados em campos de concentração; isso para os que não foram massacrados. Uma Kitty Pryde adulta viaja no tempo para impedir o assassinato de uma proeminente figura do governo (nos quadrinhos, o Senador Robert Kelly) por Mística com a Irmandade dos Mutantes.

Depois de ter sido bem sucedida e o desastre ter sido evitado, houve alguns problemas restantes. Rachel Summers, uma importante personagem nos X-Men de hoje, veio de um futuro alternativo. E também a hiper avançada Sentinela Nimrod, que foi re-imaginada para o filme homônimo lançado este ano.

9 – Aniquilação

aniquilacao

Em 2006 a Marvel decidiu explorar o lado cósmico de seu universo. Com Keith Giffen orquestrando tudo, uma mini-série foi concebida, juntamente com alguns tie-ins, que estabeleceriam personagens novos e velhos como principais atuantes no Universo Marvel. Na história, uma ameaça a todo universo é impedida em um local completamente distante da Terra, portanto, sem a comum atuação dos protetores de sempre como os Vingadores ou os X-Men

Isso iniciou uma nova era de quadrinhos cósmicos para a Marvel, como o novo Guardiões da Galáxia.  Personagens como Nova, Quasar e muitos outros conseguiram um impulso enorme. Na verdade o filme Guardiões da Galáxia não aconteceria se não fosse precedido por Aniquilação.

8 – A Chegada de Galactus

FantasticFour49-00

Muito antes de alguém pensar em criar alguma ameaça cósmica que se passa em algum canto do Universo Marvel, Jack Kirby e Stan Lee criaram o que pode ser considerado até hoje a maior delas: Galactus.

“A Chegada de Galactus!”, publicada pela primeira vez nas revistas do Quarteto Fantástico (#48-50 do volume 1) é onde a criatura de aspecto divino, que veio de um lugar além das estrelas, apareceu para ameaçar todo o sistema solar e as vidas da família Marvel pela primeira vez. O Surfista Prateado também fez seu debut nessa história. E, talvez mais importante para as histórias da Marvel (especialmente a saga Original Sin), o Vigia quebra seu voto de não interferência, e faz isso várias vezes. Algo que ele repetiria muito mais nas 50 décadas seguintes.

7 – Demolidor: A Queda de Murdock

demolidor-a-queda-de-murdock

Houve um tempo em que Frank Miller e David Mazzucchelli não erravam em nada, e 1986-1987 foi uma era mágica para a dupla, que praticamente reinventou os maiores heróis vigilantes das ruas, tanto da DC quanto da Marvel, em um prazo de dois anos e meio.

O arco em que o par atuou junto em Demolidor #227-231 (e nos números 232-233 também) tem de tudo. Romance, intriga, religião – e, claro – toneladas de ação. Há o Rei do Crime, Ben Urich, Nuke e o Capitão América. A história basicamente destrói o Demolidor até virtualmente o nada, e então deixa ele reemergir, renascer como um herói melhor e maior que antes.

6 – Guerras Secretas

guerras-secretas-tpb_1a-e-4

1984. “Temos que vender alguns brinquedos da Marvel! Vamos juntar todo mundo, todos os heróis e vilões, e vamos fazer algo disso!’‘ – Sim, de algum modo esse foi o nascimento de um evento crossover da Marvel – uma série em 12 partes chamada “Guerras Secretas dos Super-Heróis”, que também incluiu alguns tie-ins de 10 outras séries existentes.

Esse evento da Marvel mostrou o Beyonder tirando os heróis e vilões da Terra e os levando para um lugar chamado “Battleworld” – e se isso soa como algo inventado por crianças que brincam com bonequinhos da Marvel, é algo totalmente intencional. Nas batalhas podemos ver Capitão América, Capitão Marvel, Gavião Arqueiro, Homem de Ferro, Mulher Hulk, Thor, A Vespa, O Quarteto Fantástico (menos a Mulher Invisível), Homem-Aranha, Hulk, os X-Men, Magneto, Doutor Destino, Doutor Octopus, A Encantadora, Kang, O Homem Absorvente, Klaw, O Lagarto, Volcana, Ultron, Titania, O Homem Molécula e a Gangue da Demolição.

Mas apesar de ser apenas um divertido campeonato de luta com personagens trocando de lado, batalhas épicas e icônicos momentos de destruição, houve a introdução da Mulher-Aranha II, Julia Carpenter, e, ahhhh, o Homem-Aranha vestiu o uniforme de simbionte negro!

A história teve uma sequência quase imediata e Brian Bendis pegou o nome emprestado (no singular) para uma minissérie feita em 2004 também.