[TOP 10] Filmes de faroeste para um final de semana frio.

Há alguns anos adquiri um carinho especial por um gênero de filmes chamado faroeste, ou western, ou, como eu chamava quando era criança, “Bang-bang“. Os pistoleiros, índios, foras da lei, Clint Eastwood, brigas de bar e expectativa de vida abaixo dos 50 anos, todo o universo dos faroestes é único e cativante. Então reuni dez filmes desse gênero para curtir em um final de semana de semana frio. Prepare os cobertores, arrume um lanche e abra o torrent.

Aviso: A lista é baseada na minha opinião pessoal. Não são os melhores filmes de faroeste, mas sim bons e variados filmes com a temática faroeste.

Três Homens em Conflito (The Good, the Bad and the Ugly) – 1966

Três Homens em Conflito é um clássico do western spaghetti. Dirigido pelo italiano Sergio Leone e protagonizado por Clint Eastwood, o filme encerra a parceria entre o diretor e o ator, e também encerra a Trilogia dos Dólares. Nada melhor do que começar uma maratona de faroeste com um filme que é uma definição do gênero.

Sinopse: Durante a Guerra Civil Americana, um pistoleiro misterioso e dois estrangeiros decidem juntar suas forças para encontrar um tesouro escondido. Cada um dos homens conhece apenas uma parte da localização da fortuna, o que força essa parceria. O problema é que nenhum deles têm a intenção de dividir a riqueza.

Django Livre (Django Unchained) – 2012

 

“O ‘d’ é mudo caipira” – Django

Em seguida temos uma releitura e homenagem do diretor Quentin Tarantino ao western spaghetti. Django Livre é um western pouco convencional, mas excelente. Um filme com diálogos e tiroteios de arrepiar.

Sinopse: No sul dos Estados Unidos, anos antes da Guerra Civil, um ex-escravo Django faz uma aliança inesperada com o caçador de recompensas Schultz para caçar os criminosos mais procurados do país e resgatar sua esposa de um fazendeiro, que força seus escravos a participarem de competições mortais.

Rango (Rango) – 2011

Depois de dois filmes sérios, nada melhor que uma animação despretensiosa, mas excelente, para aliviar a tensão, antes que alguém se estresse e saia atirando nos amiguinhos. Rango é uma sátira ao gênero faroeste, já que coloca um camaleão como protagonista. A prova do quão bom o filme é foi a fato de ter faturado o Oscar de Melhor Animação de 2012.

Sinopse: Um camaleão que viveu como um animal de estimação se encontra em uma crise de identidade. Rango se questiona sobre como se destacar quando é de sua natureza se camuflar. Acidentalmente, ele acaba em uma cidade de fronteira chamada Dirt, e dá o primeiro passo em direção à transformação, se tornando xerife. Embora inicialmente ele apenas tenha encenado, uma série de situações emocionantes e encontros escandalosos obrigam Rango a se tornar um verdadeiro herói.

Cowboys & Aliens (Cowboys & Aliens) – 2011

Cowboys & Aliens é um filme baseado na graphic novel homônima de Scott Mitchell Rosenberg. O filme é dirigido por Jon Favreau e estrelado por Daniel Craig, Harrison Ford e Olivia Wilde. A bizarra combinação de ficção e faroeste torna Cowboys & Aliens um filme único e divertido, perfeito pra se ver com uma bacia de pipoca nas mãos.

Sinopse: Quando o caubói Jake Lonergan acorda sem memória em uma cidade chamada Absolution, ele rapidamente descobre que estranhos não são bem-vindos e que ninguém faz nada sem a aprovação do tirânico Coronel Dolarhyde. Mas quando Absolution enfrenta uma ameaça alienígena, o caubói torna-se sua única esperança de salvação.

Um Milhão de Maneiras de Pegar na Pistola (A Million Ways to Die in The West) – 2014

Nada melhor que um besteirol nonsense, cujo nome original não pode ser traduzido fielmente, pois levaria as pessoas erradas ao cinema. Um Milhão de Maneiras de Pegar na Pistola, também prova que o Seth MacFarlane tem os melhores contatos de Hollywood, pois só assim pro Liam Neeson participar desse filme. Ele brinca com o fato de que as pessoas podiam morrer de várias maneiras no Oeste Americano, e também conta com a participação especial de personagens de outros filmes, como o Django de Django Livre e Doctor Brown da trilogia De Volta Para o Futuro.

Sinopse: Um criador de ovelhas, Albert, se apaixona por Anna, uma forasteira que faz ele descobrir a coragem que havia em si. Porém é desafiado quando o marido fora da lei, Clinch, volta para se vingar.

Sete Homens e Um Destino (The Magnificent Seven) – 2016

Depois de umas risadas, é hora voltar para um filme sério. Sete Homens e Um Destino é um reboot de outro western com o mesmo nome, mas eu escolhi esse porque o tiroteio final do filme tem 30 minutos de duração, e isso merece ser visto por todos.

Sinopse: Moradores desesperados de uma cidadezinha contratam sete mercenários para combater um inescrupuloso empresário e seus capangas, no Velho Oeste norte-americano.

Os Imperdoáveis (Unforgiven) – 1992

Faroeste é bom, mas com Clint Eastwood é épico, e ele provou isso em 1992 quando protagonizou e dirigiu Os Imperdoáveis, e ainda levou pra casa o Oscar de Melhor Filme e de Melhor Diretor.

Sinopse: Quando a prostituta Delilah Fitzgerald é desfigurada e morta, suas companheiras de bordel oferecem uma recompensa para quem encontrar os assassinos. O xerife local não gosta nada da ideia, já que não permite vigilantismo em sua cidade. Dois grupos de pistoleiros, um liderado pelo ex-bandido William Munny, e o outro pelo inglês Bob, aparecem para receber o prêmio, entrando em conflito entre si e com o próprio xerife.

Os Oito Odiados (The Hateful Eight) – 2015

Outro diretor reincidente em western: Quentin Tarantino. Em 2015 ele repetiu a dose, misturando o faroeste com seu primeiro filme, “Cães de Aluguel“, outro filme marcado por diálogos complexos e com um toque de Battle Royale.

Sinopse: Em busca de abrigo para se proteger de uma nevasca, dois caçadores de recompensas, um prisioneiro e um homem que alega ser xerife conhecem quatro estranhos.

Os Seis Ridículos (The Ridiculous Six) – 2015

Os cinéfilos cult podem pular este item. Todos sabemos que o Adam Sandler não é, e nunca será, o melhor ator de todos, mas ele ficou rico e não vai mudar agora os filmes dele nunca tiveram a intensão de ser os melhores. Então, por que não dar uma chance a um western à lá Sandler?

Sinopse: Para resgatar seu pai fora da lei, Tommy “Faca Branca” Stockburn parte em uma jornada através do velho oeste com cinco irmãos que ele nem sabia que existiam.

Dança com Lobos (Dances with Wolves) – 1990

E para finalizar, um épico romântico western de quase quatro horas de duração. Dança com Lobos é faroeste que mostra o relacionamento de caras-pálidas com os indígenas.

Sinopse: No período da Guerra Civil Americana, o jovem militar John Dunbar cria uma estratégia não violenta de aproximação com índios Sioux. Os indígenas, que acham curiosa a amizade de Dunbar com um lobo, passam a conviver de forma afetuosa com o tenente.

Deixe uma resposta