[TOP 10] Batman e Robins (sim, existiram 10)

batman-and-robins

(texto original de Graeme McMillan, traduzido e adaptado por Rodrigo F.S. Souza)

Com a mudança recente do status quo de Dick Grayson no Universo DC – consequência da saga Vilania Eterna (Forever Evil no original); a presença confirmada de um Robin muito parecido com Tim Drake pré-Novos 52 na série semanal Futures End; e o Batman perseguindo Ra’s al Ghul ao redor do mundo para recuperar o corpo Damian Wayne, seu falecido filho, e último Menino Prodígio, na série Batman and… (mais detalhes sobre isto aqui), os Robins estão novamente em evidência. Por isto fizemos uma lista dos melhores deles.

10 – JASON TODD

batman-and-robins-jason-todd

Controverso, talvez, mas sejamos honestos: Jason nunca foi um Robin particularmente bom, foi? Em sua encarnação pré-Crise nas Infinitas Terras ele era essencialmente [e metaforicamente, vale salientar] um clone impaciente e nervoso de Dick Grayson, e em suas encarnações pós-Crise ele era só um idiota esquentadinho.

Não estamos justificando o que o Coringa fez com ele [na clássica Morte em Família – mais sobre ela neste artigo], mas, ao mesmo tempo, se já existiu um Robin que não mereceu seu posto foi o Sr. Todd.

9 – ROBIN, O BRINQUEDO PRODÍGIO

batman-and-robins-toy-wonder

Como assim? Você não se lembra do parceiro cibernético do século 853 da saga DC 1.000.000?

Que vergonha de você! O personagem não apenas tinha um nome com um ótimo trocadilho, como também tinha uma excelente origem: ele foi programado com a personalidade do Batman do século 853, de quando ele tinha 10 anos de idade. Se não fosse pelo fato de ter feito poucas aparições, este Robin estaria mais no topo desta lista.

8 – BRUCE WAYNE JR.

batman-and-robins-bruce-wayne-jr

Décadas antes de Damian Wayne ser um cisquinho no tubo de ensaio de sua mãe, o filho do Batman já estava combatendo o crime como Robin numa série de “histórias imaginárias” ambientadas no futuro que começaram em Batman #131 de 1960, onde ele se uniu a um Batman, que na verdade era Dick Grayson atuando como seu mentor.

Quatro anos depois o personagem sumiu, reaparecendo somente em JLA #9 de 1997, ressuscitado por ninguém menos que Grant Morrison, co-criador de Damian Wayne, numa sequência de sonho. A origem secreta de Damian foi revelada!

7 – HELENA WAYNE

batman-and-robins-helena-wayne

E por falar na prole do Cavaleiro das Trevas, no universo dos Novos 52, a Caçadora começou sua carreira como a Robin da Terra-2. Isto foi revelado nas primeiras edições da série homônima de James Robinson e Nicola Scott, e também da Melhores do Mundo de Paul Levitz, Kevin Maguire e George Pérez, embora não tenhamos visto ela em ação como a Menina Prodígio de um mundo alternativo por muito tempo, já que a invasão de Darkseid a trouxe para o “nosso mundo.” Ainda assim, sempre podemos contar com flashbacks para nos suprir disto.

6 – STEPHANIE BROWN

batman-and-robins-stephanie-brown

Sim, nós sabemos que Stephanie tem muitos seguidores online que, em sua maioria, não gostam de sua curta atuação como Robin, mas, sinceramente…? Ela saiu-se bem melhor como Batgirl do que como Robin.

A falha aqui foi menos da personagem do que dos criadores, já que Stephanie assumiu o papel como preparação para sua futura (e por fim desfeita) morte, necessitando que ela fosse incapaz de assumi-lo. Felizmente a personagem redimiu-se durante a curta, e carinhosamente lembrada, série da Batgirl escrita por Bryan Q. Miller, embora ela tenha ido para o limbo da continuidade nos Novos 52. [até ter reintegrada à cronologia recentemente, na série Batman Eternal – mais detalhes aqui]

5 – O ROBIN DA TERRA-2 PRÉ-CRISE

batman-and-robins-earth-2-pre-crisis

Embora o Robin da Terra-2 Pré-Crise [nas Infinitas Terras] seja essencialmente Dick Grayson e, portanto, o mesmo personagem que conhecíamos então, sua estranha e maravilhosa carreira merece um lugar neste top 10.

Afinal, enquanto todos os demais Robins desistiram desta vida e identidade em algum ponto, o Grayson da Terra-2 continuou sendo o Robin já adulto, mantendo-a mesmo após a morte do Batman, além de tornar-se embaixador internacional dos Estados Unidos em sua identidade secreta.

4 – CARRIE KELLEY

batman-and-robins-carrie-kelley-the-dark-knight-returns

O único motivo por que Carrie não está numa posição mais alta desta lista é porque ela abandonou a identidade de Robin muito rápido para tornar-se a “Moça Gato” em Cavaleiro das Trevas 2.

De qualquer forma, Carrie é incrível por sua determinação sarcástica e pelos óculos ridículos que ela usa para assumir sua identidade. Carrie deu personalidade ao Robin de uma forma que poucos conseguiram. Jason Todd, você devia anotar algumas dessas dicas.

Sua estréia nos Novos 52, e a possibilidade de ela assumir o papel novamente… pela primeira vez [cronologicamente falando]… pede sua inclusão nesta listagem.

3 – TIM DRAKE

batman-and-robins-tim-drake

O que foi mesmo que dissemos sobre determinação? Tim Drake foi um ótimo Robin, talvez ótimo demais se pensarmos a respeito.

Embora não haja dúvidas do apelo de um Robin mais nerd e socialmente inapto, que prefere brincar de Detetive Mirim ao invés de ser um adolescente normal, sem mencionar o fato de que sua “fanboyce” pelo Batman foi o que o levou a assumir o papel de Robin em primeiro lugar – as últimas evoluções do personagem, que o tornou um detetive, atleta e super-herói tão bom quanto o Batman, pareceram um tanto forçadas demais.

Nos Novos 52 as habilidades detetivescas naturais de Tim foram aparentemente transferidas para a origem reformulada de Dick Grayson, e apesar de algumas menções contraditórias nas primeiras edições, agora, oficialmente, Tim sempre usou o codinome Robin Vermelho, com o adjetivo, por respeito à morte (temporária) de seu predecessor. [Jason Todd, no caso, que também morreu na continuidade bizarra e hiper-comprimida dos Novos 52]

2 – DAMIAN WAYNE

batman-and-robins-damian-wayne

Oh, pobre Damian. De várias formas a destilação definitiva de todos os Robins anteriores – o sarcasmo de Carrie Kelly, a má atitude de Jason Todd, a esperteza de Tim Drake, o fato de ser um filho de verdade do Batman de Bruce Wayne Jr., e o atletismo natural de Dick Grayson – Damian foi um marcante e inesperadamente divertido Robin, com muitos momentos cômicos surgidos de sua inabilidade de (e desinteresse em) adequar-se às normas sociais.

Em outras palavras, ele foi um Robin que realmente agiu como um menino algumas vezes, tão irritante e hilário como poderia ser. E mais, ao rejeitar os planos de sua mãe e escolher tornar-se um super-herói, Damian provou que, no fundo, era um menino bom. Não é justamente isto que desejamos de nossos Robins?

1 – DICK GRAYSON

batman-and-robins-dick-grayson

Vimos o Dick como Robin de várias formas diferentes: empolgado e ansioso, grosseiro e mal-humorado, e quase tudo entre um extremo e outro. Mas Dick também soube a hora certa de parar, e não quis ser o Batman quando crescesse (uma ironia, considerando que ele acabou sendo duas vezes por algum tempo), o que o permitiu superar sua fase como Robin de uma forma que nenhum dos outros conseguiu de maneira eficaz.

Por definir o ritmo, e saber quando parar, Dick Grayson é o melhor Robin que já vimos – e, apenas para ser particularmente controverso, eu diria que ele foi o melhor Batman que já tivemos até o momento. [um abraço a Grant Morrison por mais esta]

Fonte: Newsarama


batman filmes animacoes livraria cultura