[ARTE] “E se Robin fosse uma mulher negra?”

Imagino que tenha sido esta a pergunta que levou Baj Singh a criar o redesign abaixo, que imagina uma versão feminina do Robin e vai além, num excelente exercício de reinterpretação de elementos visuais do parceiro do Batman num contexto que toma emprestado elementos da cultura das décadas de 70 e 80: