[QUADRINHOS] Três Sombras, de Cyril Pedrosa (resenha)

Algumas histórias, mesmo nos revelando fatos terríveis a despeito da vida, sobre nossa finitude, ou a possibilidade irrevogável da perda de quem amamos, parecem nos elevar a regiões talvez mais familiares do que nossa própria casa. Foi exatamente assim com Três Sombras. Logo na primeira página, eu senti que retornava a um lar feito de…

[VOCÊ JÁ JOGOU?] UNDERTALE (ou você não precisa fingir ser um dos garotos legais para ser legal)

No mundo dos videojogos, nostalgia se tornou uma abreviação para “hey, vamos fazer de qualquer jeito porco e vai vender”. Vê, seus gráficos não são ultrapassados: eles são retro. Sua história não é fraca: ela é minimalista. Seus controles não são ruins: eles são conceituais. Como o grande pensador Ron Swanson disse uma vez, qualquer…