[QUADRINHOS] Três Sombras, de Cyril Pedrosa (resenha)

Algumas histórias, mesmo nos revelando fatos terríveis a despeito da vida, sobre nossa finitude, ou a possibilidade irrevogável da perda de quem amamos, parecem nos elevar a regiões talvez mais familiares do que nossa própria casa. Foi exatamente assim com Três Sombras. Logo na primeira página, eu senti que retornava a um lar feito de…

[QUADRINHOS] Sshhhh!, de Jason (resenha)

Numa série de histórias curtas e mudas, Jason fala sobre amor e morte, paternidade e envelhecimento, relacionamentos e autoconhecimento, adotando o ponto de vista de um pássaro antropomórfico vivendo situações cotidianas de forma nonsense e surrealista.

[HOMENAGEM] DIA DOS PAIS

  Isto é para ti. Sim, para ti, uma figura gigante, mítica, imponente, que eu temia, mas respeitava. Não compreendia por que eras tão determinado ao tentar me mostrar do que era capaz… E o que deixastes comigo? Julgo que, através de mim, tu estás vivo, como força motriz gerando um pulso de energia implacável,…