[MANGÁ] Love Hina, meu mangá preferido.

Algumas séries se sobressaem em nossas vidas por possuírem boa narrativa, trama interessante e personagens bem elaboradas. Outras se tornam importantes por terem temática e linguagem ajustadas à realidade do leitor. Quando essas duas premissas são somadas, obtém-se o significado de Love Hina para mim.

[QUADRINHOS] Xampu, de Roger Cruz (resenha)

Entre o fim dos anos 80 e início dos 90 eu vivia os últimos anos da minha infância. Enquanto isto, em São Paulo, Roger Cruz passava por alguns de seus anos mais loucos, sob efeito de álcool, nicotina, e algumas drogas ilícitas misturadas a música alta e (com sorte) sexo. Por algum tempo tudo isto imperou nas…