[LIVRO] Meu Amigo Dahmer, de Derf Backderf (resenha).

Assassinos em série estão numa tênue zona fronteiriça entre a sanidade e a loucura. Convivem em sociedade, como pessoas normais, mas são incapazes de estabelecer vínculos afetivos com suas vítimas. Para eles, não há remorso em seus crimes. São pessoas insensíveis com o próximo, não têm piedade, paixão ou altruísmo.

[OSCAR 2017] Até o último homem (Hacksaw Ridge)

Se eu tivesse que imaginar como seria o filme dos sonhos que o Mel Gibson tem na cabeça, eu imaginaria algo como um filme profundamente religioso, ufanisticamente patriota, e possivelmente de guerra. E, oh, veja você, não é exatamente o que Hacksaw Ridge é?

[OSCAR 2017] ESTRELAS ALÉM DO TEMPO

Uma das coisas que eu acho mais interessante no ser humano é a sua infinita capacidade de ser absurdamente inteligente e completamente imbecil ao mesmo tempo. E não estou falando enquanto espécie, mas sim que as pessoas conseguem ser de uma genialidade impar em algumas coisas, e de uma asneirice tal que, se colocar um…

[CINEMA] FOXCATCHER: Uma História que Chocou o Mundo (crítica)

Se tem algo que o cinema nos ensinou na temporada 2014/2015 foi que nada deve ser mais temido do que as perigosíssimas “Baseado em uma história real”. Adicione a isso o esforço hercúleo para inventar o pior subtítulo de todos os tempos, “uma história que chocou o mundo”, e temos todos os sinais de que alguma…