[LIVRO] Meu Amigo Dahmer, de Derf Backderf (resenha).

Assassinos em série estão numa tênue zona fronteiriça entre a sanidade e a loucura. Convivem em sociedade, como pessoas normais, mas são incapazes de estabelecer vínculos afetivos com suas vítimas. Para eles, não há remorso em seus crimes. São pessoas insensíveis com o próximo, não têm piedade, paixão ou altruísmo.

[OSCAR 2017] Até o último homem (Hacksaw Ridge)

Se eu tivesse que imaginar como seria o filme dos sonhos que o Mel Gibson tem na cabeça, eu imaginaria algo como um filme profundamente religioso, ufanisticamente patriota, e possivelmente de guerra. E, oh, veja você, não é exatamente o que Hacksaw Ridge é?

[LIVRO] “Exorcismo”, de Thomas B. Allen (resenha)

“Sed Líbera Nos a Malo, Amen” A prática de expulsar demônios de pessoas possuídas é um ritual comum em muitas religiões e culturas ao redor do mundo no decorrer de nossa história. Exorcismos geram um grande fascínio nas pessoas, sejam crentes ou céticas, ao abordar fenômenos que fogem da nossa compreensão.