[TÁ NO CATARSE] O menino que não sabia voar, de Yuri Amaral

Depois de ser publicado durante quase 3 anos na internet, O menino que não sabia voar, de Yuri Amaral, está prestes a fazer a transição para a versão impressa. Para isto, ele busca apoio na plataforma Catarse. Saiba mais sobre o projeto a seguir:

A história
O Menino que não sabia voar nasceu em 2010 mas só começou a ser publicado no início de 2015, pelo site omenino.com.br

A hq independente narra a trajetória de Kai Thuri, um garotinho que vive em um Vale cercado por imensas montanhas, isolado do resto do mundo. Todas as pessoas que lá nascem podem voar. Ele é o único, em toda a história do Vale, que não pode.

No final de 2017 o capítulo 4 foi lançado, completando 69 páginas de história que, somadas aos contos e extras lançados no mesmo período, traçam um bom panorama da profundidade do universo em questão.

É importante ressaltar que o autor Yuri, LGBTQI+ assumido, incorpora no roteiro e nas personagens sexualidades diferentes, construindo um espectro tridimensional que só é possível ser percebido e absorvido através da leitura e da vivência da narrativa.

Com a ajuda do financiamento coletivo recorrente pela ferramenta APOIA.se, Yuri reuniu quase cem pessoas que, mensalmente, acompanharam (e acompanham) a construção do projeto passo a passo e contribuem com quantias que variam de R$ 3 a R$ 20, cada qual com recompensas específicas.

Em 2018, a campanha de financiamento coletivo pelo Catarse tem um objetivo diferente de sua outra campanha: lançar um livro impresso do Menino. Apenas em suas primeiras 24h já arrecadou mais de 20% da meta principal e após a primeira semana, alcançou os 40%. Você pode acessá-la pelo link catarse.me/omenino entre os dias 5 de fevereiro e 22 de março, e escolher uma das formas de apoio. Com o valor mínimo de R$ 25 já é possível levar o livro impresso, com 120 páginas coloridas, para casa, além de várias outras recompensas, a maioria artesanal, conforme o apoio escolhido.

O autor
Yuri Amaral, nascido em Foz do Iguaçu, PR, vive com seu namorado e companheiro, Juliano Brusnicki e juntos fundaram e mantêm o Coelho Jujuba, uma marca de cadernos e camisetas artesanais.

Também é mestre em Estudos Interdisciplinares Latino-Americanos, pela Unila, e formado em Publicidade e Propaganda. O Menino que não sabia voar é sua primeira HQ longa.

Links
Campanha: catarse.me/omenino
Site: omenino.com.br
Facebook: fb.com/omeninoquenaosabiavoar

Deixe uma resposta