[TÁ NO CATARSE] Bendita Cura, de Mário César

A homossexualidade continua sendo um tema espinhoso, que rende muitos debates em todos os meios de comunicação e além. O mesmo podemos dizer da igualmente discutida “cura gay”. Estes são dois dos temas tratados por Mário César em Bendita Cura, quadrinho que busca financiamento no Catarse para ganhar uma versão impressa.

Saiba mais sobre a obra a seguir:

Bendita Cura Vol 1

A história

Desde pequeno, Acácio do Nascimento era um garoto diferente dos demais. Preferia brincar de boneca a jogar futebol, o bambolê lhe interessava mais que carrinhos e pistolas de cowboy. Assustados com a possibilidade de seu filho ser homossexual, Mara e Galdino submetem Acácio desde os cinco anos de idade a diversos tratamentos para ele se tornar um menino normal como os outros.

Neste primeiro volume, acompanhe a infância e a adolescência de Acácio, a dificuldade de seus pais em lidar com uma questão que desprezam sem ao menos conhecer direito, as provocações de outras crianças na escola, o despertar de sua sexualidade e as cobranças para se encaixar nos padrões ditados pela maioria.

Desde 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS) se posicionou contra a homossexualidade ser considerada uma doença e passou a tratá-la uma variação natural da sexualidade humana. A partir deste entendimento, uma resolução de 1999 do Conselho Federal de Psicologia (CFP) proibiu os profissionais de aplicarem terapias para tentar alterar orientação sexual no Brasil.

Mesmo assim, a chamada “cura gay” volta e meia vem à tona por conta da ganância dos que almejam lucrar com a ignorância e o preconceito sobre a questão. Grupos conservadores desejam submeter pessoas perfeitamente saudáveis a tratamentos abusivos e, não raro, os próprios homossexuais se subordinam a métodos que beiram a tortura para corresponder às expectativas dos outros.

Bendita Cura retrata o que é ter a vida marcada pelo preconceito e os efeitos de terapias de reversão que tentam curar algo que simplesmente não é uma doença.

Por conta do teor da história, a HQ está sendo disponibilizada para leitura on-line gratuita para que sua mensagem chegue ao maior número possível de pessoas. Quem quiser pode ler no link a seguir e, se gostar, ajude a transformar a edição impressa em realidade apoiando a campanha no Catarse: https://tapas.io/series/bendita-cura

O autor

Mário César é cartunista, autor e editor de histórias em quadrinhos, além de atuar como ilustrador e designer gráfico freelancer. Já venceu duas vezes vencedor do Troféu HQ Mix, a principal premiação brasileira de quadrinhos, também foi indicado à premiação nas categorias Novo Talento – Roteirista e Novo Talento – Desenhista por sua série EntreQuadros. Já publicou charges políticas no UOL Notícias, Jornalistas & Cia e atualmente as publica no site Socialista Morena (www.socialistamorena.com.br).

Foi editor e colaborador da Front e co-editor e um dos desenhistas dos álbuns Pequenos Heróis (Devir e Marsupial) e Futuros Heróis (Nova Fronteira) de Estevão Ribeiro. Além disso é desenhista de Púrpura (SESI-SP Editora), com roteiro do jornalista Pedro Cirne, e de Não existem Super-heróis na vida real (Devir), em parceria com o escritor Nick Farewell. Ciranda da Solidão (Balão Editorial) foi seu primeiro quadrinho a abordar questões LGBTQ+s e foi viabilizado via campanha de financiamento coletivo no Catarse.

O livro

Este primeiro volume terá as seguintes características

  • 120 páginas coloridas;

  • miolo em papel offset 90g;

  • capa em papel supremo 250g;

  • formato 16×23 cm;

  • lombada quadrada e orelhas.

Além disso terá como brindes:

  • poster A4;

  • cartões postais;

  • íma de geladeira;

  • desenhos personalizados;

  • páginas originais do livro;

  • quadrinhos do meu catálogo

  • um jantar de lançamento do livro com comidinha caseira feita pelo autor.

O Catarse

O Catarse é uma plataforma de financiamento coletivo onde artistas buscam concretizar seus projetos diretamente com seu público. Funciona como uma pré-venda do quadrinho diretamente com o autor que ajuda a financiar os custos de produção e a plataforma fica om uma percentagem disso. É bem simples de utilizar. Você pode se cadastrar com suas redes sociais e faz o pagamento como numa compra pela internet. Há diversas formas de pagamento disponíveis e a campanha adotou modalidade Flex, ou seja, o livro irá sair e quem apoiar irá receber suas recompensas. Portanto, pode apoiar sem temer e força na peruca para batermos a meta!