[SÉRIES] Marvel TV: agora sim o bagulho ficou sério

agents-of-shield-and-agent-carter-sdcc-poster-hi-res

Na hora que eu estou escrevendo este post, está rolando ao vivo o painel da Marvel Television, departamento televisivo da editora, responsável por coordenar a produção das séries Agents of S.H.I.E.L.D e da ainda não-exibida Agent Carter.

Pra quem não sabe: ambas as séries se passam no mesmo universo aonde ocorrem os acontecimentos dos filmes da Marvel, chamado oficialmente de Universo Cinematográfico. Agents of S.H.I.E.L.D. se passa logo após o primeiro Vingadores e é sobre uma equipe especial da organização S.H.I.E.L.D. liderada pelo agente Phil Coulson, que tem a função de investigar eventos e pessoas além do normal, pois o mundo que eles vivem não é mais o mesmo depois da Batalha de Nova Yorque. Agent Carter se passará logo após Capitão América – O Primeiro Vingador, e contará as origens da já citada organização e terá como protagonista a agente Peggy Carter, par romântico do herói e agora super-agente de alto nível.

Jeph Loeb, aclamado escritor de quadrinhos e chefe da Marvel TV, junto com o elenco e a equipe de ambas as séries, irá trazer novidades e o que essa nova fase promete.

[SPOILER ALERT: a análise a seguir possui spoilers da primeira temporada de Agents of S.H.I.E.L.D. e de Capitão América: O Soldado Invernal. Se você não está por dentro, mas quer assistir, continue lendo por sua própria conta e risco]

agent-carter-logo

Jeph Loeb já chegou falando que o que a plateia está prestes a ver serão coisas que ninguém mais verá. Ele explicou que as estripulias da Hydra mudaram a situação do jogo completamente e a regra do “Não confie em ninguém” é a que vale. Revelando uma camisa da Hydra por debaixo da roupa (o que explica alguns de seus trabalhos mais recentes), ele chama a equipe responsável por Agent Carter: showrunners Tara Butters e Michele Fazekas, os roteiristas dos filmes do Capitão Christopher Markus e Stephen McFeely, co-presidente da Marvel Studios Louis D’Esposito e estrela da série Hayley Atwell (Agente Peggy Carter).

Após uma entrevista conduiza por Loeb com todos eles, explicando como foram parar no show e dizendo suas expectativas pra série, foi exibido um pequeno trailer da série com cenas misturadas de Primeiro Vingador e Agent Carter, além de alguns easter eggs básicos (como uma menção à organização criminosa Zodíaco e uma investigação envolvendo as Indústrias Stark), com a seguinte narração da protagonista: “O mundo está mudando. E se a história nos ensinou algo, é que liberdade não é de graça. Às vezes, o melhor que você pode fazer é começar de novo, Bem-vindo à SSR.”.

Como podemos notar, grande parte da equipe envolvida na história de Steve Rogers no cinema estará envolvida na série, o que pra mim é um ponto positivo na hora de manter uma consistência narrativa e manter essa vibe de origens e “o começo de tudo”.

Após questões de fãs, que envolviam o retorno de Dominic Cooper como Howard Stark (o que não foi confirmado) e a presença de mais mulheres na série, sendo que um dos temas centrais é a luta de uma mulher num ambiente profissional estritamente masculino. essa parte da apresentação foi encerrada e logo foram sobre a parte Agents of S.H.I.E.L.D. do painel.

agents-of-shield-logo

No painel entraram os showrunners Maurissa Tancharoen e Jed Whedon, produtor executivo Jeffrey Bell e o elenco Clark Cregg (Agente Phil Coulson), Brett Dalton (Ex-agente Grant Ward), Ming-Na Wen (Agente Melinda May), Chloe Bennet (Skye), Iain De Caestecker (Fitz) e Elizabeth Henstridge (Simmons).

Assim como com a equipe de Agent Carter, Loeb conduz uma entrevista com os presentes, perguntando como eles se sentem com a traição de Agente Ward, como foram suas experiências ao participarem da série, perguntando até para Chloe se Skye terá um papel mais ativo na segunda temporada, depois de tudo que ela passou, e sobre como Brett reagiu ao saber dessa reviravolta.

Foram anunciadas novas adições ao elenco, como Lucy Lawless, a eterna Xena, como uma veterana badass da S.H.I.E.L.D., o britânico Nick Blood como Lance Hunter, um personagem associado à S.T.R.I.K.E., versão britânica da S.H.I.E.L.D., e Reed Diamond como Daniel Whitehall, um agente da Hydra conhecido pelo codinome Kraken.

Após  exibição de um vídeo com erros de gravações e outra sessão de perguntas e respostas com os presentes, o painel foi encerrado com um vídeo cômico de Patton Oswalt em personagem como os agentes Billy e Sam Koenig, falando sobre a importância dos cordões de segurança para os presentes no pavilhão. O que chamou a atenção foi a citação à Bobbi Morse, agente da S.H.I.E.L.D. mais conhecida como a Vingadora Harpia. O projeto de uma série protagonizada por ela estava em desenvolvimento pela ABC.

Pra variar, a Marvel está pensando grande quando o assunto é live-action. Admito que a primeira temporada ainda passa a sensação de potencial desperdiçado, mas agora que eles viram que pode dar certo, a chance de haver mais liberdade para os envolvidos e portanto muito mais personagens e referências aumentou bastante. Vamos torcer pra que o potencial seja bem mais aproveitado dessa vez.

A segunda temporada de Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. estreia dia 23 de setembro às 21h no fuso-horário no canal ABC (preparem seus torrents) e Marvel’s Agent Carter estreia em janeiro de 2015 durante a pausa de meio de temporada da outra série.

Felipe Januário é o responsável pelo Why Not Play? e se sente triste por não terem dado uma brecha para uma aparição dos Invasores, mas tem esperanças de lembrarem dos Agentes de Atlas.