[SÉRIE] Veja como criaram a América nipo-nazista de The Man in the High Castle.

Quem está acompanhando The Man in the Hight Castle, série produzida pela Amazon inspirada no livro O Homem do Castelo Alto, de Philip K. Dick, certamente ficou impressionado com sua direção de arte, que se ocupou em imaginar como seria a América dividida entre o Império Japonês e a Alemanha Nazista.

No vídeo abaixo, você pode conferir uma amostra de como foi o processo de criação dos efeitos digitais produzidos pela Barnstorm VFX:

Lawson Demin, supervisor de efeitos visuais da série, disse o seguinte sobre o visual dos cenários:

Muito da arquitetura foi baseada em planos reais que Hitler tinha para Germania, uma Capital Mundial desenhada pelo arquiteto Albert Speer que seria construída no coração de Berlim. A estrutura em domo de mil pés de altura conhecida como Volkshalle era a peça central destes extensos planos em desenvolvimento, e existem modelos em escala dela.

Andrew Boughton, designer de produção da série, usou um livro chamado Albert Speer Architecture: 1932-1942 como base para imaginar como seria Berlin nos anos 60 caso os nazistas tivessem ganhado a 2ª Guerra Mundial. Também foram usados muitos sketches, ilustrações conceituais, e plantas, além de fotos dos cenários reais para combinarem perfeitamente com as complementações digitais.

A única referência visual que a equipe da Barnstorm VFX tinha do projeto original era esta foto:

À qual eles não puderam ser totalmente fiéis, pois há problemas de escala nesse modelo. Por isto, Demin e sua equipe tiveram que redesenhar a estrutura, além de adicionar “outros detalhes arquitetônicos pra quebrar os largos espaços planos com detalhes que sugeriam a larga escala” e “mudar a forma de algumas colunas pra captarem melhor a luz.

Eles também incluíram “sinais, luminárias de parede e nas arcadas, e estátuas reminiscentes das esculturas de Arno Breker de fora da Chancelaria do Reich” que, segundo Deming, “ajudaram a adicionar peso ao espaço.”

The Man in the High Castle já está disponível na Amazon Prime Video.

Fonte: io9