Retrospectiva Tecnológica de 2012

retrospectiva-top

Eis que 2012 chega a seu fim e começamos a receber votos de “feliz ano novo” até do segurança do shopping que só fomos uma vez. Sempre fazemos aquele balanço de tudo que aconteceu no ano e nos preparamos para o próximo. O mundo da tecnologia gira rápido e é cheio de sucessos e fracassos que sempre valem a pena ser revistos. Então vamos a um balanço geral de tudo que teve de bom, ruim, estranho ou curioso nos últimos 365 dias.

Todo ano, os motores começam a esquentar logo no começo de Janeiro, com a Consumer Electronic Show (CES), onde diversas empresas se reúnem para exibir tudo que estão preparando para o próximo ano. Em 2012, a feira aconteceu entre os dias 10 e 13 de Janeiro e foi marcada pela enorme quantidade (e variedade) de tablets e Ultrabooks rodando o Windows 8, antes mesmo do lançamento oficial do sistema. Falando em Windows, a CES também marcou a última participação da Microsoft na feira, a empresa agora irá focar em eventos próprios onde possa concentrar todas as atenções da mídia para seus lançamentos. Uma coisa mais estilo Apple, sabe? Com 153 mil pessoas circulando pela feira e 3.100 empresas expositoras, quem obteve destaque foi a Samsung que apresentou novas tecnologias de TV 3D e até uma tela conceito de telas transparente. Diversos outros conceitos curiosos vieram da CES: gadgets a prova d’água, novas tecnologias para automóveis mais conectados e etc.

O início do ano também foi marcado pelos protestos contra os projetos de lei SOPA e PIPA, que iriam aumentar o controle sobre os dados que trafegam pela rede, tentando diminuir a pirataria. Os projetos não foram pra frente e nada mudou.

Fevereiro foi um mês triste para os amantes de fotografia: a Kodak, empresa peso pesado do ramo e responsável por inventar a câmera digital nos anos 70, anunciou que pararia de fabricar novas câmeras e iria se concentrar em outros mercados estratégicos para a empresa, com um porfolio de produtos reduzidos. No mês também tivemos as eleições do Irã, que colocaram em chque o poder da liberdade de expressão na rede. Devido a disputas políticas, o país se tornou um campo de batalhas e as conexões de internet e celular foram derrubadas para conter protestos que alegavam ter ocorrido fraude eleitoral. O mundo acompanhava chocado a situação do país.

Nokia 808 PureView – Revolução em fotografia mobile

Março normalmente é um mês bem movimento na área, e em 2012 não foi diferente. Tivemos a Mobile World Congress (MWC), em Barcelona, logo no finzinho de fevereiro nos deixando um mês inteiro pra assimilar tudo que foi exibido nos estandes. Eric Schmidit, do Google, afirmou que o plano da empresa é colocar um Android em cada bolso até 2024. A Nokia apresentou o 808 PureView e se jogou com força no mercado de cameraphones, ajudando a realmente estabelecer e definir este mercado, o que culminaria no lançamento do Lumia 920, meses mais tarde. Em março também, a Apple anunciaria a versão com menos vida útil de um iPad até hoje: o novo iPad trouxe sua incrível tela retina, mantendo a duração da bateria (o que foi um feito impressionante) e conexão 4G LTE em terras americanas e saiu de cena prematuramente, em Outubro, com o anúncio de seu substituto e do iPad Mini.

Meu dono tem Android!

Em Abril, gatinhos e pratos de comida de donos de Android ficaram mais fotgênicos com a chegada do Instagram na plataforma do Google. Pouco tempo depois, seria anunciada a compra da rede fotos e filtros pelo Facebook de Mark Zuckeberg, pela singela quantia de 1 bilhão de dólares – e você achando que a Mega da Virada é uma bolada. Também em Abril vimos o primeiro vídeo conceito do Project Glass, o óculos de realidade aumentada do Google (realidade virtual saiu de moda nos anos 80). O vídeo deixou todo mundo doido pra colocar as mãos no produto que só deve ter seu lançamento depois de 2014. Cuén. Ainda tivemos o anúncio da criação da Planetary Resources, empresa que planeja utilizar tecnologia de ponta para realizar mineração de asteróides, trazendo – do espaço – mais riquezas para as pessoas mais ricas da Terra.

O Galaxy SIII, da Samsung, foi anunciado em Maio e rapidamente se tornou um sucesso de público e crítica. Causou estranheza em alguns por seu formato diferente do que a sul coreana vinha apresentando nos últimos anos, mas se provou uma boa mudança de design. Mark Zuckeberg realizou o IPO do Facebook, colocando as ações da empresa no mercado aberto ao público, o que alguns analistas chamaram de “o pior IPO dos últimos 10 anos”.

Microsoft Surface

Junho chegou junto do anúncio do tablet Surface, da Microsoft, que deixou todo mundo ansioso para pôr as mãos no brinquedo mesmo sem maiores explicações de quando e quanto teríamos que desembolsar para fazer isso. O tablet apresenta um design simples e elegante, com materiais fortes e, em sua versão mais cara, é capaz de rodar todos os programas que um computador normal com Windows roda, o que é um belo diferencial. Neste mesmo mês, a Apple anunciou os novos MacBooks Pro Retina e o iOS 6 durante a WWDC. Junto com eles, veio o início da incrível subida de preços dos produtos da maçã aqui no Brasil: o notebook com tela incrível não sai da prateleira por menos de R$ 10.000. O Google I/O, evento de novidades da gigante de buscas, trouxe a versão Jelly Bean do Android com algumas boas melhorias. O tablet de 7 polegadas Nexus 7, também anunciado no evento, foi o primeiro dispositivo a trazer a nova versão do sistema. Também pudemos ver o Nexus Q, um media center moderno, bonito, caro e não muito útil que seria fabricado nos EUA e não na China – seria, porque o aparelho não chegou a ver a luz do dia – e tivemos uma exibição megalomaníaca do Project Glass, envovlvendo saltos de paraquedas, bicicletas e esportes radicais em um evento cheio de geeks gordinhos sentados na plateia, olha só:

A Anatel resolveu se mexer e proibiu as vendas de novos planos de Oi, Tim e Claro no mês de Julho, tentando melhorar o serviço de telefonia prestado pelas operadoras. A Vivo não sofreu proibição, mas também levou puxão de orelha e, junto com as outras, teve que criar um plano de investimentos em infraestrutura para os próximos anos. Em 2013 começaremos a saber se as ações estão surtindo efeito.

Em Agosto, a Samsung ficou 1 bilhão de dólares mais pobre depois de perder a disputa judicial que travava com a Apple nos tribunais americanos. Foi decidido que a sul coreana violava diversas patentes registradas pela empresa americana em seus produtos e algumas pessoas realmente acreditaram que a Samsung enviou o pagamento em diversos caminhões recheados de moedas de 5 centavos enfileirados na porta da sede da Apple, sem nem entrar com recurso da decisão. Apesar disso, nesse mesmo mês a sonda Curiosity, da NASA, pousava em Marte e mostrava que sim, existe vida inteligente na Terra.

Vixe… Perdi a conta.

Pudemos conhecer o belo Lumia 920, cameraphone da Nokia que roda o Windows Phone 8, em Setembro. A equipe de divulgação da Nokia deu uma bola fora colocando no ar um video que parecia ter sido feito com a câmera do aparelho, mas por causa de um reflexo inesperado em uma janela, o mundo todo viu que foi feito com uma câmera profissional em um tripé mesmo. Depois de alguns dias de decepção, vimos que a câmera do Lumia 920 continua sendo muito boa mesmo assim. A Apple apresentou o iPhone 5 ao mundo, acompanhado de uma nova família de iPods. O aparelho trouxe uma tela maior e, claro, seria sucesso de vendas garantido.

Em Outubro a Apple quebrou seu sagrado cronograma de lançamentos e apresentou ao mundo o novo (novo) iPad, que não trouxe grandes novidades, apenas um conector novo e processador mais rápido e o iPad Mini, mais um sucesso de vendas em um formato novo para a empresa, que chegou como uma excelente arma na batalha pelo mercado de tablets leves e compactos. A Microsoft finalmente nos deixou colocar as mãos na versão final do Windows 8, que se mostrou bem competente e uma incrível aposta no futuro, algo muito bom de ser, vindo de uma empresa que era bem presa a suas tradições.

O mercado hoteleiro deu um sonoro “Viva!” em Novembro, quando a Apple – ela de novo – anunciou que abriria finalmente uma loja oficial no Rio de Janeiro. As lojas da empresa são reconhecidas mundialmente pela qualidade do serviço oferecido, pela arquitetura e design e pelo ambiente de culto a tecnologia que criam e a loja carioca será mais um ponto turístico adicionado a cidade.

Fechamos o ano em Dezembro, com o lançamento do iPhone 5 no Brasil, a chegada de Google e Amazon no mercado de conteúdo digital nacional: ambas começaram a vender e-books oficialmente para nós, dando início a uma nova batalha pelo mercado de consumo digital. E também o curioso caso do iPhone da Gradiente, que já comentei por aqui.

Foi um belo ano, novidade é o que não falta pra quem acompanha esse mercado e gosta de saber das últimas atualizações tecnológicas do momento. Nos vemos em 2013, acompanhando todas as reviravoltas desse vasto e esquisito cenário de tecnologia do mundo. Feliz ano novo!