[QUADRINHOS] Turma da Mônica Jovem N.13/113 – A Dança da Lua (Não julgue uma revista pela capa)

A edição de Janeiro de 2018 da revista/mangá Turma da Mônica Jovem começou o ano em grande estilo. O roteiro foi muito bem produzido e adaptado, mérito total de Daniela Nascimento e Marcelo Cassaro, que criaram uma história divertida, coerente, que não necessita da suspensão da descrença pra funcionar.

Apesar de conter elementos mágicos, um dos maiores méritos da história é trabalhar bem o cotidiano dos personagens. Ver a interação dos principais (Mônica, Cascão, Cebola e Magali) com outros que são recorrentes, mas aparecem menos, passa uma sensação de um universo mais palpável, criando uma empatia maior com os eles, como a Isa e a Carmem, que não tinham destaque em uma revista faz um bom tempo. Desde que a nova fase da TMJ começou, é possível se observar um esforço dos roteiristas em recuperar personagens que não eram mais usados.

Sinopse: Na aula de educação física, o Treinador Átila passa um trabalho em grupo, que envolve desenvolver uma apresentação sobre alguma atividade esportiva. Carmem, Magali e Isa ficam no mesmo grupo e decidem apresentar uma dança. Só que Denise vê que elas estão passando tempo demais juntas e começa a bisbilhotar investigar isso, mas acaba sofrendo de um mal misterioso que a faz envelhecer rapidamente.

Avaliação: 

Arte de Capa e Storyboard – A capa está bem ruim nessa edição, como se tivesse sido feita às pressas. A quarta capa ficou excelente. E o desenho da edição usou muito bem as expressões ruborizadas e de raiva, mas o design da Denise idosa deixou a desejar. (1,4/2)

Enredo – O enredo foi o ponto forte da edição, tudo bem amarrado, mas não entregue de graça. Todo elemento necessário foi revelado no momento certo. E ainda conseguiu surpreender.

Spoilers

Eu não esperava que as discussões da Mônica com o Cebola estivessem sendo causados pela dança celta. Aquilo me pegou de surpresa.

(2/2)

Criatividade e Coerência – Tudo de fantasioso que aconteceu foi justificado, e a justificativa foi trabalhada em vários momentos, sem soar gratuita. O trabalho de pesquisa foi sobre a Deusa Maeve deve ser reconhecido, já que é uma lenda pouco usual. E a referência a O Senhor dos Anéis foi genial. Na pagina 94 o Cebola diz: “Esse é o problema com anéis mágicos malignos! Eles têm essa mania de serem indestrutíveis“. (1,9/2)

Marketing – A capa não foi muito chamativa. Na verdade foi meio que o oposto: você olha pra capa e fica meio desconfiado quanto à qualidade edição. Mas um motivo de aquisição é que a primeira edição do ano deixa a impressão de como podem ser as outras de 2018. (1,5/2)

Diversão – Divertida, ótimo timing cômico, levemente empolgante são elogios válidos a essa edição, que tem um fator replay mediano. (1,9/2)

Nota Geral – 8,7/10

Compre aqui.

2 thoughts on “[QUADRINHOS] Turma da Mônica Jovem N.13/113 – A Dança da Lua (Não julgue uma revista pela capa)

Deixe uma resposta