[QUADRINHOS] “Turma da Mata: Muralha” de Fujita, Cruz e Calil (resenha)

turma-da-mata-muralha-capa

Num mundo onde todos os animais desenvolveram inteligência, o egoísmo e a ganância também se fizeram presentes, levando um leão a proteger sua preciosa descoberta atrás de uma muralha, e escravizar os animais da floresta onde nasceu para trabalharem na extração do minério que alimenta sua frota de naus voadoras.

Felizmente, com a humanização, os animais também desenvolveram virtudes, como senso de justiça, coragem e heroísmo, e diante da prepotência de um tirano, uma verdadeira revolução dos bichos começou, primeiro liderada por um elefante, que logo tombou em batalha, não sem antes inspirar os mais jovens a continuarem sua luta, em defesa da preservação de seus lares e da liberdade de seus semelhantes.

turma da mata muralha preview 08

É no cenário descrito brevemente acima que se desenrola a trama de Turma da Mata: Muralha, a mais recente reinvenção de personagens criados por Maurício de Sousa, dessa vez embalada pelas palavras de Artur Fujita, o lápis e nanquim de Roger Cruz e as cores de Davi Calil.

Antes de iniciar quaisquer avaliações da história, devo admitir que pouco conhecia dos personagens originais nos quais estas reinterpretações se inspiraram. Portanto, ler a nova Graphic MSP, mais uma vez editada por Sidney Gusman, foi uma jornada de descoberta tanto da nova quanto da antiga versão. Dito isto, prossigamos.

turma da mata muralha preview 01

Logo no início chama atenção o teor de ação da narrativa, que já começa com a batalha derradeira entre o lendário Elefante Verde e o Rei Leonino I. Só nessa sequência inicial já dá pra concluir que acertaram em cheio na escolha de Roger Cruz para traduzir em imagens o roteiro dinâmico de Artur Fujita, um desenhista mais do que experiente em desenhar quadrinhos cheios de batalhas, como X-Men, por exemplo. Tive a chance de acompanhar as diversas fases de Roger Cruz, que foi depurando sua arte ao longo de décadas, ao ponto de alcançar uma economia na sugestão da ação, que aqui se mostrou essencial para dar um ritmo frenético às passagens mais movimentadas.

turma da mata muralha preview 09

Mas Cruz também acerta, e muito, nas cenas mais dramáticas, com destaque para o modo como ele deu vida ao Jotalhão, o personagem que mais amadurece durante a história, indo de um jovem incapaz de enxergar seu potencial, a um herói disposto a arriscar sua vida e superar seus próprios limites para salvar seus amigos.

turma da mata muralha preview 06

Não tenho informações o suficiente pra saber de quem foi a ideia de misturar elementos d’Os Vingadores, O Senhor dos Anéis e O Planeta dos Macacos, portanto, botarei esta “na conta” do trio Calil-Cruz-Fujita. Enquanto Calil fez um belíssimo trabalho ao imprimir atmosfera e ainda mais vida nos traços vigorosos de Cruz, Fujita soube equilibrar os momentos de ação com os de respiro, reflexão, desenvolvimento e conflitos verbais entre os personagens. A história, como um todo, segue num ritmo de ondas, com picos de ação em forma de combates físicos, perseguições, infiltrações e quebra-pau em equipe, tudo isto coroado com um final apoteótico onde Jotalhão… Ah, quer saber? Vá na banca ou livraria mais próxima, e compre Turma da Mata: Muralha! Uma bela e emocionante aventura pra ninguém botar defeito!


nota-4


turma da mata muralha capaDisponível nas versões em capa dura (livrarias) e capa cartonada (bancas)

28 x 19 x 1 cm

82 páginas

Panini Comics

Lançada em 28 de setembro de 2015

Onde comprar: Amazon | Saraiva