[QUADRINHOS] “Portais” de Octavio Cariello e Pietro Antognioni (resenha)

portais-pietro-antognioni-octavio-cariello-capa-fragment

Devo dizer que fiquei extremamente impressionada com quão dinâmica a HQ Portais se mostrou. A leitura em alguns momentos é semelhante à velocidade de um filme de ação, o que eu achei incrível. Poucas vezes senti isso lendo um quadrinho. Fruto de um crowdfunding na plataforma Catarse muito bem sucedido, a HQ como um todo faz jus a todos aqueles que acreditaram no seu potencial e contribuíram para que a mesma fosse publicada.

portais octavio cariello pietro antognioni resenha 2Não posso deixar de mencionar a arte de Pietro Antognioni. Seus desenhos e cores dão vivacidade ao roteiro brilhantemente. Basta uma simples folheada para já desejar ter a HQ em mãos e devorá-la o quanto antes. Se é que isso é possível no mundo literário, esse é o tipo de aquisição que você logo de cara ‘come com os olhos’. A arte já me ganhou logo na primeira página, com Shastah no Deserto de Ak-No, onde me senti transportada diretamente pra dentro do cenário, e pude, por alguns segundos, sentir o calor e a areia sob meus pés.

O roteiro promete e cumpre tanto quanto arte! A sintonia entre os dois artistas é clara do começo ao fim da HQ, o que torna a leitura extremamente agradável.

No início do roteiro, Octavio Cariello apresenta os personagens, cenários e ano em que a história se encontra, com uma leve pitada de ação e “mistérios” (na medida exata para cativar o leitor, eu diria), o que deixa a gente um tanto ansioso, e louco para ligar os pontos.

A história ocorre principalmente em tempos futuros, e gira em torno da disputa entre dois irmãos gêmeos pelo trono deixado pelo pai, rei Turat. Paralelamente são apresentados personagens que irão aliar-se aos lados em guerra, bem como seus interesses nessas alianças. Várias tribos estão envolvidas, e ‘os esperados’, personagens oriundos de outros tempos e dimensões. Sim, você leu corretamente, outros tempos e dimensões! E viva os buracos de minhoca, e a criatividade que nos faz inventar máquinas capazes de nos transportar através de outros tempos e dimensões, realizando o sonho de muitos.

portais octavio cariello pietro antognioni resenha 3Trata-se de uma HQ voltada principalmente para o público adulto, o que é confirmado através das páginas regadas a porradas, tiros, membros e cabeças decepadas, jogadas políticas, vingança e táticas de guerra ao longo de todo roteiro. Então, se você é fã de ação e ainda adora ficção, essa HQ foi feita pra você!

A criatividade está presente em cada detalhe, incluindo até balões com linguagens inventadas pelo autor com caracteres desconhecidos (veja um exemplo à esquerda). Se por um lado o leitor não tem a mínima ideia do que está sendo dito, por outro é possível compreender que era justamente essa a intenção: apresentar uma tribo, cuja linguagem é desconhecida, e ainda assim entender tudo através apenas das imagens, que nesse caso dizem mais do que as palavras.

Além disso, como bônus, a HQ traz um material suplementar, agradecendo os apoiadores, e ainda contando um pouco sobre os personagens e o processo de criação dos autores, o que eu sempre acho muito bacana. Ver o processo da criação é sempre inspirador, e nos coloca mais perto de entender como funciona a mente dos criadores. Essa conexão é fantástica, e nos faz ter um pouco mais de noção sobre a dimensão do trabalho.

portais octavio cariello pietro antognioni resenha 1

No final da jornada literária, posso dizer que fiquei com a sensação de ‘foi um sonho? Foi real? Foi o futuro? Quão possível esse futuro seria em alguns aspectos no que diz respeito ao planeta Terra?’ Uma mistura de encantamento com a arte, medo de que algumas “profecias” saiam do papel e da mente dos autores e venham concretizar-se no mundo real. Mas será que não é esse mesmo o impacto de um bom texto? Transportar-nos pra dentro dele de tal forma que começamos a crer que tudo é real.

Tá esperando o que então pra se transportar junto com ‘os esperados’ pra essa dimensão incrível? Corre lá pra ler, você não vai se arrepender! Eu não vou contar mais nada, agora é com você leitor. Como cientista-cozinheira-escritora minha missão é lhe deixar curioso!

Confira abaixo algumas artes presentes na galeria no final da HQ:


Octavio Cariello está hoje em Belo Horizonte, participando do FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos. Se estiver por lá, dê uma passada no evento, e peque um exemplar autografado por ele. Mas corra, que hoje é o último dia!


portais-pietro-antognioni-octavio-cariello-capanota-4Terracota

Brochura

17 x 25,5cm

128 páginas

Maio de 2014

Compre aqui.