[QUADRINHOS] O Sinal, de Orlandeli (resenha)

Orlandeli já me encantou com a história da relação de um neto com sua avó, e deu um mini curso de filosofia oriental disfarçado de aventura, respectivamente em Chico Bento – Arvorada e O Mundo de Yang, ambas resenhadas aqui no NGF. No final de 2017 ele resolveu falar do lado mais escuro da alma humana através de O Sinal.

A trama gira em torno de Afrânio, um homem de meia idade, desiludido com o rumo que sua vida tomou, em busca de um jeito de mudá-la pra melhor. Para isto ele apela para métodos alternativos de fazer o universo “dar uma forcinha”. Um dia acontece algo que Afrânio interpreta como um sinal de que chegou a hora de arriscar um novo passo, e segue em frente. Mas as coisas não saem como o esperado (como muitas coisas em nossa vida, aliás).

Daí pra frente, uma sequência de eventos alimentam em Afrânio a crença de que uma entidade, que habita o mundo dos sonhos, o aconselha sempre a tomar o melhor caminho possível.

O Sinal é um conto de advertência sobre o perigo de seguir as ideias erradas, os pensamentos (auto)destrutivos, as intuições mal-intencionadas, tudo isto para queimar etapas e atingir com mais rapidez um objetivo que, normalmente, exige maior esforço e dedicação (aqueles 99% de transpiração da famosa frase atribuída a Thomas Edison).

Também temos aqui uma história sobre o que criamos dentro de nós ao alimentar nossas mágoas, ressentimentos e invejas durante uma vida inteira, mesmo quando o fazemos sem consciência, ao ponto de nos surpreendermos com o que encontramos quando voltamos a olhar para o nosso interior.

Dessa vez Orlandeli não quis nos encantar com relações familiares, ou nos fascinar com uma filosofia da qual pouco conhecemos, mas nos alertar para os perigos de seguirmos os conselhos da escuridão que nos habita. Não é uma leitura fácil. Mas se está disposto(a) a encarar seu abismo, siga em frente e prepare-se! Você pode não gostar do que encontrará aí. Mas vale o lembrete: as maiores curas são amargas, e muitas vezes dolorosas.


Marsupial Editora

Brochura

23,8 x 16,4 x 0,6 cm

96 páginas

Onde comprar:

Amazon

Loja Marsupial