[QUADRINHOS] “Na Outra Margem” de João Henrique Belo (resenha)

na_outra_margem_joao_henrique_belo_capa

Numa cidadezinha interiorana qualquer passa um rio, e sobre ele ergue-se uma ponte, já caindo aos pedaços após sustentar por anos o vai-e-vem de muitas vidas e histórias. Na Outra Margem é um recorte da história dessa ponte e das vidas que por ela passam feito pelo quadrinista João Henrique Belo.

na_outra_margem_preview_1Com exceção das duas primeiras páginas da história, que se encaixam mais adiante, a narrativa de João é bem direta e linear, acompanhando o dia-a-dia do mendigo conhecido como Zé da Ponte, que “mora” debaixo dela, e fica ali por perto contando com a caridade de alguns transeuntes.

Na Outra Margem é uma história bem rápida de ser lida, mas que deixa sua marca, começando pela escolha da paleta de cores: o marrom escuro dos traços, e o laranja das luzes e sombras. Essa combinação, no traço muito expressivo de João, torna a leitura visualmente agradável. Também achei muito acertada a decisão de imprimir a capa num papel reciclado de alta gramatura, cujo aspecto rústico remete à ponte da história. Fez diferença, pois é quase como se você pudesse sentir a textura da madeira apodrecida da construção que é o mote da história.

postais_venda.inddVemos na HQ um desfile de virtudes e defeitos do ser humano, personificados naqueles que compadecem da miséria de Zé, e nos que julgam inaceitável permitir que a boa vontade do miserável fale mais alto que o dever de um político. Em meio aos reveses gerados por um ato altruísta, vêm a constatação de que um gesto de bondade pode iniciar uma reação em cadeia, capaz de atingir aqueles que sequer desejavam fazer parte dela.

Podemos mudar um pedacinho do nosso mundo, mesmo que nosso papel seja provocar aqueles que, de fato, podem realizar as mudanças que desejamos. Esta é uma das mensagens que você pode abstrair de Na Outra Margem. Mas, como toda obra feita com paixão e sinceridade, em sua singeleza, o pequeno conto de João Henrique Belo pode guardar em si a possibilidade de outras leituras. Deixo aqui minha indicação para que aceite o convite de conhecer a história de Zé e sua ponte.


nota-4


na outra margem joao henrique belo capaEditora Invisível

24 páginas

23 x 16 cm

Novembro de 2015

Onde comprar: Ugra Press (a partir de 23/11)