[QUADRINHOS] Matrioska, de Gabriel Jardim (resenha)

Matrioska é uma HQ de uma única edição, com roteiro e arte de Gabriel Jardim. Nela encontramos a história de Olga, uma fotógrafa em busca de reconhecimento: figurar nas grandes galerias. Quando essa oportunidade chega, ela teme o que pode significar se tornar uma artista profissional.

Dimitri é a chave para atravessar a porta que leva ao mundo das galerias e fama, mas com ele, Olga se depara com um caminho de sacrifícios e navalhas, fazendo com que nada aconteça de acordo com o planejado.

Algo que vale ressaltar é que trata-se de uma história para maiores de 18 anos, pois Gabriel usa o sexo e a nudez como recurso (nem um pouco banalizado), fazendo-nos perceber certos detalhes implícitos – que influencia na sua percepção da história.

A arte é espetacular, toda em P&B, boa utilização de traços e preenchimento. Tudo isso serviu para dar certa leveza às paginas, além (é claro) de deixar tudo mais harmônico e bonito.

Outro recurso muito bem utilizado foi o corpo dos personagens (especialmente da Olga). Enquanto em algumas páginas, tem o sentido de sensualidade, em outras mostra a liberdade de se morar sozinho, e em outras ainda, para mostrar marcas de erros passados estampados na pele.

Apesar de ser uma história curta, de uma única edição, a personalidade dos personagens é construída de maneira rápida e sutil, sem redundâncias. Cada um deles transita entre o simples e o profundo.

O recurso de final aberto me deixou com um “gostinho de quero mais”. Fiquei imaginando todas as possibilidades para depois da última página. Não é algo que chega a incomodar, mas fiquei bastante curiosa para saber o que poderia ter acontecido na visão do Gabriel Jardim.

Vale a pena conferir este incrível trabalho! A HQ está disponível na plataforma de leitura online Social Comics. Boa leitura.