[QUADRINHOS] “Don Juan di Leônia” de Dalton Cara (resenha)

don-juan-di-leonia-dalton-cara-feat

O Diabo resolveu dar uma trégua para Don Juan, permitindo que ele saísse do Inferno por um dia. Claro que antes disto ele foi desafiado: conquistar três mulheres que jamais o conheceram. Mas por trás desse desafio há um plano de vingança, cheio de surpresas e reviravoltas imaginadas por Dalton Cara, autor de Don Juan di Leônia.

A obra sobre a qual escrevo hoje é daquele tipo que fisga o leitor já pelo visual icônico da capa, cuja combinação de azul e magenta confirma a competência de Dalton como designer. Ou seja, o cara soube vender o seu produto.

Mas, não pára por aí. Esse visual chamativo se revela presente em toda a graphic novel, cuja arte é dominada por cores quentes, quase como se a própria presença do lendário conquistador fosse o bastante para colorir o ambiente onde se encontra, tornando tudo ao redor mais sedutor e envolvente. E tais cores acabam também servindo ao propósito de atrair o leitor para as páginas, que são lidas com um interesse maior.

don juan di leonia resenha dalton cara 3

Completa a beleza da HQ o traço ao mesmo tempo solto e caprichado de Dalton, que elaborou visuais estilosos para cada personagem e seu universo fantástico, com toques de surrealismo que tornaram o desenrolar da trama mais intrigante e imprevisível.

E já que falei de imprevisibilidade, é preciso destacar algumas decisões criativas de Dalton que tornam a leitura um deleite para os apreciadores de narrativas gráficas que fogem da mesmice. Há muitas experimentações de diagramação, que já começam no primeiro capítulo, quando vemos um personagem se dividir em dois e interagir, simultaneamente, com dois grupos distintos (foto acima). Também merece menção as inventivas cenas de ação (segunda foto abaixo), e a montagem da cena de sexo entre Don Juan e uma de suas conquistas no Capítulo Três. Mas talvez a sequência que mais se destaque seja todo o Capítulo Cinco, onde acompanhamos um flashback de Don Juan todo narrado com imagens, sem o auxílio de textos, usando apenas ícones, símbolos e metalinguagem (foto abaixo). Só ele já faz valer a leitura da HQ.

don juan di leonia resenha dalton cara 2

Além da arte impactante, Don Juan ainda conta com uma miscelânea de elementos fantásticos, como uma espada atômica falante (!), “reencarnações” de grandes divas do passado, elementos da mitologia grega (o trio de mulheres vingativas me fez lembrar das Fúrias), numa combinação que em nenhum momento soa forçada, pois Dalton soube amarrar tudo isto de forma coesa. E no meio dessa salada cultural, ainda encontrou espaço para falar de culto às celebridades, dos modismos, da “febre” das selfies, entre outros tópicos com os quais convivemos em nossas vidas dentro e fora das redes sociais. Com essa mistura entre o velho e o novo, Dalton conseguiu reformular Don Juan, e torná-lo atual e relevante.

don juan di leonia resenha dalton cara 1

Don Juan di Leônia é uma piração divertida de ler, que certamente agradará leitores que gostam de obras que fogem do convencional. Publicado de maneira independente, o álbum chama atenção não apenas pelo visual, mas pela qualidade de todo o trabalho gráfico, com encadernação reforçada e páginas de alta gramatura, que valorizaram ainda mais a obra. Sem dúvida uma HQ que merece ser conhecida por mais leitores. Uma das melhores surpresas dos quadrinhos nacionais de 2015.

Quem for na Comic Con Experience neste fim de semana, poderá comprar a HQ com desconto diretamente das mãos de Dalton, que estará na mesa 3 da Artists’ Alley com o pessoal da Bimbo Groovy. Passa lá!


nota-5


don-juan-di-leonia-dalton-cara-capaIndependente

Brochura

17 x 26 cm

112 páginas

Compre aqui.