[QUADRINHOS] Chico Bento Moço N.47 – A Viajante do Tempo (Ou Chico tem um Fusca Azul?).

A edição de Agosto de 2017 da revista/mangá Chico Bento Moço foi uma grata surpresa, meio forçada, mas, mesmo assim, Edson Luís Itaborahy escreveu um roteiro divertido. Primeiramente nela descobrimos que o Chico comprou um Fusca (Por favor, que ele seja azul. Discórdia!). Depois, reafirmamos que o primo do Chico dá em cima de qualquer mulher que aparecer; que o vilão do história foi muito previsível; e que limonada salva vidas.

Sinopse: Uma viajante do tempo volta para 2017, para impedir que um atentado aconteça na Festa da Goiaba da Vila Abobrinha, e como o Chico tem síndrome de Harry Potter e complexo de Winchester, logicamente ele acaba se envolvendo com ela e, por incrível que pareça, ele tem que impedi-la de ter sucesso em sua missão, já que, para isso, o “responsável” – um velho conhecido de todos – teria que morrer.

Avaliação:

Arte de Capa e Storyboard – A capa manteve o padrão de qualidade das edições anteriores, e o storyboard deu umas vaciladas nas expressões faciais de alguns personagens, que ficaram muito escrachadas, principalmente o Zé Lelé. (1,7/2)

PS: Vale a pena citar que a capa dessa edição é muito parecida com a da TMJ 08 da segunda série. Protagonista com punho erguido no canto superior esquerdo, vilão no superior direito, e personagem fundamental da edição embaixo.

Enredo – Forçou alguns argumentos e situações. O vilão ficou muito previsível. Ele se entrega pro leitor no segundo balão. A viajante do tempo foi útil na metade da história e desnecessária no clímax, além daquele romance extremamente forçado entre ela e o Zeca no final. Eles se conheceram em um dia, se beijaram e, quando ela foi embora, foi chorando (página 88). E convenhamos que ninguém se apaixona em um dia no nível de chorar de tristeza na despedida (exceto a Anna em Frozen), mas, provavelmente, isso é um gancho pra outra historia. (1,3/2)

Criatividade e Coerência – A revista foi uma divertida mistura entre “Exterminador do Futuro” e “A Bolha Assassina“, só que nesse caso a bolha era feita de goiaba. O clima de filme trash dos anos 80 foi de encher os olhos, e eu, que sou fã desse gênero, particularmente adorei essa história. (1,8/2)

Marketing – Não sei se foi proposital, mas as semelhanças entre as capas das revistas TMJ e CBM do mês de Agosto me fez ter mais vontade de comprar ambas as revistas, além disso foi feito um teaser exclusivo para essa edição. (2/2)

Diversão – Apesar dos problemas no roteiro, a revista é muito divertida. Tem um ótimo fator replay, e vale muito a pena ler. (2/2)

Nota Geral – 8,8/10
(Se algum de vocês descobrir se o Fusca é azul favor me informar, muito agradecido)

Compre aqui.

2 thoughts on “[QUADRINHOS] Chico Bento Moço N.47 – A Viajante do Tempo (Ou Chico tem um Fusca Azul?).

Comments are closed.