[QUADRINHOS] Chico Bento Moço N.44 – Premonições (Resenha)

A edição de Maio de 2017 da revista/mangá Chico Bento Moço foi estranha, tanto no enredo quanto na forma como a história se desenrolou. Existem diversas histórias que falam sobre premonições, sobre ver o futuro, na maioria delas os resultados das previsões acabam gerando grandes e péssimos resultados. Mas como a censura da revista é pra 10 anos idade, não dava para esperar esse tipo de coisa. Isso não quer dizer que a história ficou ruim, mas sim confusa. Ela fez referências a histórias passadas, teve flashback, apresentou uma nova personagem jogada de paraquedas na história, e mostrou que a faculdade do Chico não tem jardineiro há sessenta anos, e é uma escola de agronomia.

Sinopse: Chico estava com uma indisposição estomacal (é sério, a história começa assim), então se lembra que sua avó fazia sopa de Ruibarbo pra ele quando isso acontecia. Então ele vai atrás de Ruibarbo (o que c@*&lhos é Ruibarbo?!) pra fazer a tal sopa. Ele acha umas plantinhas que identifica como Ruibarbo, faz a sopa e começa dizer falas premunitivas enquanto dorme.

Avaliação:

Arte de Capa e Storyboard – A capa está melhor que a da última edição. A quarta capa ficou muita bonita, mas é meio desconexa com a história. O storyboard ficou mediano, não encontrei nenhum erro absurdo, mas também não teve nenhum ponto a se destacar. (1,4/2)

Enredo – Foi meio confuso. O começo, o meio e o fim estão embaralhados. Há um inception, onde se conta uma história dentro de outra história. (1,5/2)

Criatividade e Coerência – Apesar do enredo bagunçado e exagerado, a história foi criativa e teve umas sacadas inteligentes. (1,6/2)

Marketing – Premonição é um tema chamativo. Tem muitas mídias que retratam isso. (1,4/2)

Diversão – Não tem um bom fator replay, algumas partes foram muito previsíveis, e não teve a comédia habitual, que fez falta. (1/2)

Nota Geral – 6,9/10
(Faltou um pouco de M. Night Shyamalan)

Compre aqui.