[QUADRINHOS] Billie Holiday: Mino lança HQ de José Muñoz & Carlos Sampayo sobre a vida da cantora.

Já nos acostumados ao lançamento de cinebiografias sobre a vida e a obra de músicos, mas ainda carecemos de mais obras do gênero em quadrinhos. De uns anos pra cá esse tipo de obra começou a sair com maior frequência por aqui, vide as recentes O Diabo e EuColtrane,  e O Quinto Beatle (este último mais focado na vida do empresário por trás da carreira do quarteto).

Este mês a Mino dará sua contribuição para este nicho de publicações com o lançamento de Billie Holiday, uma biografia em quadrinhos escrita por Carlos Sampayo com arte de José Muñoz. Lançamento imperdível não apenas para admiradores da cantora, mas para aqueles que se interessam pela história da música e, mais especificamente, do jazz.

Saiba mais sobre a graphic novel a seguir:

“Além de um tributo passional, Billie Holiday é um sumário das obsessões temáticas e dos recursos formais de Muñoz e Sampayo”, jornal Página 12

O ano é 1989. Três décadas após a morte da cantora Billie Holiday (1915-1959), um jornalista é contratado para escrever sobre a vida daquela que é considerada um dos maiores nomes do jazz de todos os tempos. Sem qualquer referência sobre seu objeto de pesquisa, o repórter desvenda uma vida marcada por vários abusos e por vícios que culminaram em uma morte precoce, aos 44 anos. Os quadrinistas argentinos José Muñoz e Carlos Sampayo apresentam nas 80 páginas em preto e branco de Billie Holiday um recorte da vida de umas das mais aclamadas e trágicas artistas de todos os tempos.

“Nossos principais objetivos e desafios eram não desrespeitar a personagem e compor uma boa narrativa gráfica”, explicou o desenhista José Muñoz em entrevista publicada no jornal espanhol El País em 2015, no aniversário de 100 anos de nascimento de Holiday. Hoje aos 70 anos, o autor tinha 60 em 2007 quando recebeu o Grand Prix do tradicional Festival de Angoulême pelo conjunto de sua obra. Em 78 e 83, ele e Sampayo foram premiados no mesmo festival por seus trabalhos com o detetive Alack Sinner – que inclusive faz uma participação especial em Billie Holiday.

A biografia da jazzista americana abriu ainda outras portas para a dupla argentina na Europa e nos Estados Unidos. A HQ chamou atenção principalmente pelo preto e branco de alto contraste de Muñoz e pelo roteiro noir de Sampayo. Na Itália, o álbum foi publicado na revista Corto Maltese; na França, pela editora Casterman; nos Estados Unidos, primeiramente, na RAW, editada por Art Spiegelman e Françoise Mouly, e depois pela editora Fantagraphics. Na Argentina, o quadrinho continua a ser objeto de culto.

Em 2007, quando o livro ganhou uma nova edição no país natal de seus autores, foi aclamado como um exemplar legítimo dos melhores trabalhos produzidos pela dupla, classificado como uma obra à altura da importância de sua protagonista. “Além de um tributo passional dos autores para à música e à vida de uma cantora lendária, com uma multiplicidade de vozes e vários flashbacks, Billie Holiday é um sumário das obsessões temáticas e dos recursos formais de Muñoz e Sampayo”, afirmou o crítico Martín Pérez, do diário Página 12.


Título: Billie Holiday

Autor: José Muñoz & Carlos Sampayo

Data de Lançamento: Fevereiro / 2017

Preço de Capa: 69,90

Acabamento: Brochura, Papel Couchê 170g, Preto e Branco

Formato: 21×28,9

Número de páginas: 80

Compre aqui