[QUADRINHOS] Alice no País das Maravilhas: Mythos lança adaptação desenhada por Érica Awano

Além da biografia de Neil Gaiman, a Mythos Editora também lançará em janeiro Alice No País das Maravilhas, adaptação em quadrinhos do livro homônimo de Lewis Carroll, numa edição de luxo, desenhada pela brasileira Érica Awano, com cores de PC Siqueira.

Leia abaixo um press release do encadernado, que também trará a adaptação em quadrinhos de Alice Através do Espelho, continuação do clássico surrealista infanto-juvenil:

alice-no-pais-das-maravailhas-erica-awano-mythos-editora-capaTransformar os acontecimentos da história de Alice em imagens tem sido um desafio para artistas desde seu primeiro ilustrador, John Tenniel. A estranheza das situações apresentadas por Lewis Carroll era tamanha que Tenniel chegou a bater o pé e se recusar a fazer um capítulo de Alice Através do Espelho, que acabou sendo cortado pelo autor. O ilustrador afirmou categoricamente que não era capaz de criar uma convincente “vespa de peruca”, e Carroll teve piedade de seu amigo, de forma que o público só veio a conhecer o capítulo perdido em anos recentes, muito tempo depois da pequena Alice Lidell, que serviu de inspiração para a personagem dos livros, ter falecido.

Mas se as imagens algumas vezes poéticas, outras vezes malucas, ocasionalmente caóticas, bizarras e até mesmo sinistras têm sido uma provação para ilustradores há mais de 150 anos, o desejo de se provarem dignos desse texto clássico os atrai, e muito. Mais raro, mas igualmente desafiador, é adequar o texto clássico para outros públicos ou para outras mídias. À medida que o tempo passa, as situações em Alice nos País das Maravilhas e em Alice Através do Espelho vão sendo lapidadas pela percepção moderna dos leitores, de modo que as referências a pessoas famosas da época, a crítica às mudanças no ensino da matemática, o conteúdo político acabam perdidos. O que sobra é uma história de apelo universal, onde cada leitor tira suas próprias conclusões, e as inteligentes rimas que fascinam crianças e adultos até hoje. Tudo isso acaba exigindo criatividade e um grande jogo de cintura quando o texto original é vertido para o cinema, teatro e outras formas de entretenimento.

É aí que devemos admirar o incrível trabalho feito na adaptação para os quadrinhos de Alice no País das Maravilhas e Alice através do Espelho, que estão sendo lançadas em um único volume pela Mythos Books. O casal John Reppion e Leah Moore tinha um desafio digno da Cachinhos Dourados: escolher o que manter do texto original, e na medida certa – nem demais, nem de menos — para que a narrativa, agora inteiramente ilustrada, fluísse de modo agradável para o leitor.

Já Érica Awano recebeu o desafio de traduzir essa adaptação em imagens capazes de mostrar toda a fantástica magia dos livros, ao mesmo tempo comunicando movimento, ação e até mesmo as reações emocionais dos personagens — algo com o qual a maioria dos livros ilustrados nunca precisou se preocupar. A maneira como a artista conseguiu essa proeza, mantendo seu estilo característico pelo qual é adorada pelos fãs, é no mínimo louvável. As cores de PC Siqueira, com certeza, surgem como um perfeito complemento ao notável trabalho.

O encadernado já está em pré-venda, com desconto, no site da editora.