[QUADRINHOS] ALENA – Um limite em um corte seco (resenha).

Tive um professor na faculdade chamado Paulo Bezerra. O homem era um gênio. Basta saber que ele é o tradutor oficial de Fiódor Dostoiévski no Brasil, chegou a ser premiado pela ABL e, claro, falava russo fluente, e recitava poesias enormes em sala de aula. Ailás, que aulas! Esse professor, ao tratar de contos (chamados … Continue lendo [QUADRINHOS] ALENA – Um limite em um corte seco (resenha).