[SÉRIES] Por que Game of Thrones adora Estrelas Pornôs?

Aurora Snow, (se você não sabe quem é ela, primeiramente, sinto muito. Depois, indico que procure por algo da filmografia da moça para “conhecer” o trabalho dela devidamente), atriz/diretora de filmes adultos e colunista do “The Daily Beast”, escreveu um texto interessante sobre o fato de Game of Thrones ser uma série que tem contratado muitas atrizes do mundo do entretenimento adulto, um texto com o conhecimento que só alguém da área poderia escrever. Segue a tradução na íntegra.

1400359114318.cached[1]

Alguns dizem que a nudez em Game of Thrones é exploração sob a alcunha da “sexposição” (n.t.: quando algo tem cenas de sexo não só como parte da história, mas como elemento para “fisgar’ o consumidor). Outros, especialmente estrelas de filmes adultos, chamam isso de trabalho. Game of Thrones é um verdadeiro espetáculo. Gozando do maior elenco na televisão, as pessoas responsáveis pelo departamento de elenco certamente se mantém ocupadas em trazer intermináveis personagens à vida (e morte). Então é compreensível porque eles se voltaram a métodos não convencionais para encontrar atrizes para certos papéis. Essa série, assim como os livros de R. R. Martin, é cheia de corpos belos e suntuosos vibrando de excitação. Entram as estrelas pornôs de Westeros. Sahara Knight, Masie Dee, Jessica Jensen e Samantha Bentley, todas interpretaram (rufem os tambores, por favor) prostitutas. Sibel Kekilli, uma ex-atriz pornô e premiada atriz alemã, brilhantemente retrata a amante de longo tempo de Tyrion Lannister, Shae, que – ok ela é também é uma prostituta.

As atrizes pornôs devem ficar relegadas a interpretar papéis de escravas sexuais na série? Até agora, a atriz pornô australiana Aeryn Walker  foi a única estrela de filmes adultos na série a não retratar uma trabalhadora sexual.

“Fiquei muito ansiosa”, Walker, uma grande fá da série, me conta do momento em que foi escolhida como uma das esposas de Craster. “Eu estava, tipo, “Cara, espero fazer um bom trabalho”, você sabe. E se as pessoas pensarem que consegui esse papel só porque tenho belos peitos? Eu realmente posso atuar”. A audição que a fez ganhar o papel não foi aquilo que você esperava. “Tive que gravar um vídeo de meu rosto, chorando”, ela disse. “Eles descreveram graficamente em detalhes como eu deveria chorar, e eu fiz”. Esse foi o vídeo de audição que deu o papel incomum de uma não prostituta a uma estrela pornô.

551520_463204200424309_1562616707_n[1]

Então por que as estrelas pornôs são escolhas perfeitas para os Sete Reinos? Como uma atriz de filmes adultos de formação, eu mesma tenho algumas teorias.

1 – Uma estrela pornô está sempre disposta a tirar sua roupa e nunca haverá uma cláusula de nudez em seu contrato.

2 – Elas levam suas dez mil horas e know-how de como fingir sexo apaixonado com o melhor delas.

3 – É triste, mas é verdade: estrelas pornôs cobram barato! Como a nudez é a sua norma, elas não cobrarão extras por cenas em que estarão peladas.

4 – De um modo que às vezes atrizes consagradas falham em capturar, estrelas pornôs sempre parecerão muito confortáveis durante a gravação de toda cena.

5 – Com toda a ação pele-a-pele, coisas, bem, acontecem. Estrelas pornôs nunca ficarão de “mimimi” porque seus colegas atores ficaram excitados. Elas costumam ser muito compreensivas.

got-sex-scene[1]

Quando perguntada sobre o andamento das gravações, Walkers me disse que já foi vítima de abuso sexual – e em Game of Thrones ela estava filmando uma cena de estupro. Antes de aceitar o papel, Walkers disse que teve que perguntar a si mesma essas questões: “Devo aceitar esse papel? Isso vai provocar algo em mim? Será uma coisa realmente assustadora? E como farei isso?” Ela decidiu, finalmente, que estava ok com isso e não queria deixar a oportunidade passar.

Como seu contrato a impede de revelar algo sobre a cena em si, Walkers disse que a gravação não foi muito difícil para ela porque os produtores foram ótimos. “Eles perguntaram, duas três, quatro, cinco vezes se eu tinha certeza que estava bem a cada momento. Foram ótimos sobre isso, mesmo sem saber (que fui vítima de abuso sexual). Eles fizeram a mesma coisa com o ator masculino na cena. Claramente eles queriam que todos estivessem confortáveis. O que foi muito tranquilizante para mim.”

A HBO sabe o valor do sexo na televisão e está ciente de sua reputação por mostrar forte conteúdo sexual, como ficou evidente no hilário comercial da campanha HBO GO. “O melhor da HBO em todos os seus dispositivos. Longe, bem longe de seus pais”. Exatamente. Sexo vende.

 Alguns críticos argumentam que os produtores de Game of Thrones deveriam ser mais sensíveis em relação ao uso de sexo, especialmente nas cenas de estupro. Mas dado o modo como a série é escrita por George R.R. Martin, eu digo que eles já são. Violência sexual é parte do mundo que Martin criou, e se por um lado Game of Thrones não é tímido em relação às cenas explícitas, eles diminuíram o tom delas. É uma série substancial baseada em uma coleção de livros que tem milhares de páginas. É muito material para cobrir em um tempo finito, então por que não descarregar informação durante uma cena de sexo visualmente estimulante?  Essa “sexposição” é, no máximo, uma exposição dos personagens. No mínimo, está sendo fiel ao espírito do material fonte. Em Westeros sexo é uma ferramenta poderosa.

GeorgeRRMartin[1]