[MID OPINA] Tolerância (ou “Como não mandar geral pro Sheol”)

Tolerância. No dicionário informal diz-se: 1. tendência a admitir, nos outros, maneiras de pensar, de agir e de sentir diferentes ou mesmo diametralmente opostas às adotadas por si mesmo. Em outras palavras,  aguentar tudo o que não faz parte de nós, porque faz parte do outro da vida.

Olá, nerds e não nerds. Vamos falar do que não nos apraz? O quanto é difícil para você aceitar o outro ou suas atitudes? Já reparou como muitas vezes criamos confusão por nada, simplesmente por que não paramos para respirar um pouco a mais em determinado momento?

Hoje mais cedo ouvi no noticiário um apresentador contando o caso de um senhor, na casa dos seus 64 anos, que assassinou o vizinho numa mercearia, só porque o vizinho, tranquilamente, pediu para ele não gritar com seus colegas de trabalho. Imaginei o quadro na minha cabeça… é uma grande besteira, não? Para não dizer coisa pior. Uma vida tratada como nada por um momento de raiva, um momento. Vidas destroçadas pela dor por um momento sem pensar. Um momento. Um momento…

Me dei conta do quanto hipócrita estava sendo, do quão hipócrita todos são as vezes. Não é fácil aceitar o outro, daí surgem todas aquelas intolerâncias que vêm minando o respeito coletivo na sociedade. Claro, não se muda de hora para minuto e provavelmente estou enfatizando o óbvio mas que tal um pouco mais de paciência com o coração alheio? Eles não tem paciência com  você? Ah, meu bem, posso te contar um segredo que não é segredo? Existem graus diferentes de recíproca. Se você já assistiu Fullmetal Alchemist (Se não, trate de assistir, é um anime um pouco antigo mas muito bom. Todo clássico é.) deve saber que a troca equivalente é uma ilusão.

O mundo precisa de muitas coisas, e não se preocupe, não vou meter aquele discurso de miss universo, não quero salvar o mundo, mas… só um pouquinho de tolerância com quem está próximo a você pode salvar o mundo. Ei, sem discurso de miss, cada um é um mundo. E a tolerância com o outro salva. Já me salvou.