[MANGÁ] Dragon’s Dogma Progress – Volume 1 (Resenha)

A JBC está lançando no Brasil o mangá Dragon’s Dogma Progress. Baseado no jogo da Capcom, o mangá conta a historia de Carrol, um simples camponês que acaba se tornando o “Desperto” após ter seu coração devorado por um dragão que atacou sua vila. O Desperto é um guerreiro cujo destino é derrotar o dragão. Determinado a se vingar da criatura e cumprir com seu destino, ele e seus peões partem em busca da criatura.

A história se ambienta em um mundo de fantasia medieval que lembra D&D, com suas classes e criaturas. Um dos pontos mais interessante da obra são os peões, seres que se parecem com humanos cuja a origem é desconhecida até por eles mesmos. Eles também têm uma determinação feroz (pra não dizer obsessiva) em proteger o Desperto, não hesitando em sacrificar suas vidas, já que o conceito de morte permanente não se aplica a eles (isso me faz lembrar de um certo mago que mandou todo o grupo fugir enquanto ele se sacrificava, só que todos sabemos que ele derrotou a criatura sozinho, upou um monte de levels, conseguiu uma skin f*da, depois apareceu falando que ressuscitou, safado).

Apesar de ser a adaptação de um jogo, o mangá consegue resolver a maioria dos problemas da narrativa, apesar das justificavas para eles serem meio fracas. Mas, se ignorar isso, dá pra apreciar história.


JBC

Brochura

18 x 12 x 1 cm

160 páginas

Disponível nas seguintes livrarias:

Amazon

Saraiva

Deixe uma resposta