[LIVRO] Último Turno (Trilogia Bill Hodges – Livro 3), de Stephen King (resenha)

Brady hartsfield, o diabólico assassino do Mercedes, está há cinco anos em estado vegetativo  em uma clínica de traumatismo cerebral. Segundo os médicos, qualquer coisa perto de uma recuperação completa é improvável.

Mas sob o olhar fixo e a imobilidade , Brady está acordado e possui agora poderes capazes de criar o caos sem que sequer precise deixar a cama de hospital.

O detetive aposentado Bill Hostes agora trabalha em uma agência de investigação com Holly Gibney, a mulher que desferiu o golpe em Brady. Quando os dois são chamados à uma cena de suicídio que tem ligação com o massacre do city center, logo se veem envolvidos no que pode ser o seu caso mais perigoso até então.

Brady está de volta e , desta vez não planeja se vingar apenas de seus inimigos, mas se vingar de toda uma cidade.

Em último turno , Stephen King leva a trilogia a uma conclusão sublime e aterrorizante, combinando a narrativa policial de Mr. Mercedes e Achados e perdidos com o suspense sobrenatural que é sua marca registrada.

Enfim chegamos ao fim da trilogia Bill Hodges e, como era de se esperar, o melhor ficou para o final. O livro possui 338 páginas, mas acabou tão rápido que parecia não possuir mais que 150 páginas.

Stephen King conseguiu mesclar o sobrenatural, marca registrada de suas obras, com o lado normal de uma história policial, cheio de sangue, mortes e investigações de um jeito sensacional que, como no primeiro livro, me fez não querer largá-lo nem um pouquinho.

De algum modo Brady ganhou poderes telecinéticos, fazendo-o ficar ainda mais perturbado, pois agora ele não precisa nem levantar da cama para aterrorizar e induzir pessoas ao suicídio. E como seu ódio por Hodges é ainda maior, suas vítimas serão próximas ao detetive.

Mas herói é herói, e com ajuda de Holly e Jerome, eles conseguem salvar o dia.

Não quero entrar em detalhes, pois tem muitos acontecimentos que valem a pena você acompanhar e descobrir sozinho. E eu sei que se escrever demais vou dar altos spoilers e não quero isso. O que posso dizer é que o terceiro livro superou as expectativas, que estavam um pouco baixas por conta do segundo livro, que não me agradou tanto.

E se você, assim como eu, conheceu Stephen King por meio da trilogia Bill Hodges, vou te dar o mesmo conselho que recebi de muitos amigos: se quiser conhecer mesmo as obras do King, dê a chance a outros títulos.


Suma de Letras

Brochura

22,8 x 15,8 x 2,2 cm

352 páginas

Onde comprar:

Amazon

Saraiva

Submarino