[LIVRO] O Segredo dos Corpos, de Vincent Di Maio e Ron Franscell (Resenha)

Eles não podem mais falar, não com palavras. A maneira como suas vidas lhes foram tiradas é contada de outra forma, não por eles, mas através deles. É preciso lembrar, contudo, que não são mais pessoas ali. Um cadáver é uma casca vazia repleta de provas. Mesmo um bebê.

Há quem tenha paixão por medicina, quem tenha o talento para a área, mas não tenha o tato necessário para exercer essa função tão nobre. Vincent Di Maio quis ser médico desde a infância, mas ainda na faculdade percebeu que não possuía o trato humano necessário para a medicina comum. O ramo forense da área lhe ofereceu o ambiente perfeito.

O Segredo dos Corpos é, na verdade, uma espécie de biografia do médico forense, aliada a alguns dos casos mais importantes e de grande  repercussão de sua ampla carreira. Di Maio traz relatos tão detalhados de casos intrigantes, que li muitos trechos com a respiração presa, esperando pela resolução dos acontecimentos. Este livro me deu a impressão de estar em aula, dentro do necrotério. O material que recebi junto (luvas, máscara, e um saco preto de defunto) também colaborou com a atmosfera, e a ausência do cheiro característico de morte que o formol dá não diminuiu a impressão.

Um bebê morre sem sonhos ou lembranças. É por isso que a morte de uma criança é tão trágica. Quando ela nasce, desejamos que saiba tudo o que sabemos sobre a vida, sobre nós mesmos. Ela ainda não se perguntou por que há estrelas, nunca cantou uma música ou riu de verdade. Ansiamos que tenha a oportunidade de ser mais feliz do que jamais fomos. Enchemos essa nova e diminuta vida de esperança. Assim, quando ela morre, um pouco da nossa esperança morre junto. Muitas vezes me perguntam se é difícil examinar uma criança morta, para ser honesto, seria mais difícil desviar o olhar.

Pg. 77

Em seus mais de quarenta anos de profissão, Di Maio ajudou a esclarecer alguns dos casos mais perturbadores dos EUA, como a suposta troca do corpo do assassino do presidente Kennedy. A verdade, claro, nem sempre ajuda quem a conhece a dormir melhor à noite.

Quem acompanha o site sabe que costumo resenhar as obras publicadas pela DarkSide Books. Dentre os muitos livros da editora que já li, O Segredo dos Corpos está no hall dos que mais gostei, talvez por ser real. Di Maio conseguiu me levar para sua sala de trabalho, me mostrar como uma autópsia é feita, e ouvir o que aquelas cascas vazias sussurram. Lembrando sempre que o trabalho ali feito não trata dos vivos, mas sim de levar algum tipo de justiça para a alma que um dia habitou aquele envolucro.


DarkSide Books

Tradução: Lucas Magdiel

Capa dura

23,4 x 16 x 2,2 cm

276 páginas

Onde comprar:

Amazon

Cultura