[LIVRO] O Livro do Juízo Final, de Connie Willis (resenha)

A Suma das Letras está sempre nos surpreendendo com os melhores livros possíveis. Desta vez ela nos trouxe Connie Willis, uma aclamada escritora estadunidense e sua obra O Livro do Juízo Final.

Kivrin é uma historiadora que decidiu fazer uma visita ao ano de 1320, em plena Idade Média. A equipe responsável por sua ida e volta tem algumas diferenças, mas tudo se torna mais evidente quando, após uma hora do salto para 1320, o técnico responsável pelos equipamentos cai doente.

Kivrin, que já está em seu destino, também é exposta à mesma doença que vitimou o técnico, e não está nada bem. Mesmo tomando todas as vacinas e remédios existentes, essa doença era desconhecida.

Tudo o que podia dar errado deu, e tudo ainda pode ficar pior…

Na Idade Média, Kivrin é acolhida em uma casa senhorial, onde é cuidada. Mas há alguma coisa errada: ela não entende nenhuma palavra do que as pessoas dizem, mesmo tendo estudado com afinco a forma de linguagem da época. Aos poucos seu estado melhora, e ela aprende como se comunicar com seus anfitriões. Mas um detalhe a pega de surpresa: Kivrin não está em 1320. Ela está em 1348, no início do surto da Peste Negra…

E agora, quem poderá defender nossa jovem historiadora? Para descobrir, adquira já seu exemplar de O Livro do Juízo Final, de Connie Willis.


Suma de Letras

Capa dura

23 x 16 x 2,8 cm

576 páginas

Onde comprar:

Amazon

Saraiva