[LIVRO] À Mesa com o Chapeleiro Maluco: um leitor para cada livro (ensaio)

img_20161110_214131_631

Quantos de vocês sabem ler? Mas sabem ler realmente? Pois o simples fato de decifrar os símbolos não significa conhecer o prazer da leitura, e muito menos que você seja um leitor ideal.

Ensaios sobre corvos e escrivaninhas nos traz uma visão política, social e filosófica sobre os acontecimentos cotidianos relacionados às obras literárias, nos dando “mapas” que nos guiam rumo à verdadeira leitura.

Manguel sugere que a leitura nos torna críticos, politizados e criadores. Sendo assim, para transformar-nos em leitores ideais devemos não somente ler, como também viver, ser, pensar, imaginar, relacionar…

garota-lendo-um-livro1

Leitores ideais tornam-se, assim, mais sábios (ou pelo menos aparenta-se), e com isto, percebemos o porquê das indústrias da informação, dos poderes políticos e outros não incentivarem a formação de leitores, sedentos por conhecimento, e por expandir suas mentes.

Você que ainda não “aprendeu a ler”, aprenda! Sinta-se à vontade com o livro, transforme-o em seu companheiro, seu “mapa”, seu consolo para as catástrofes e o caos diário.

Uma história, um conto, um poema, um romance e até mesmo uma música (contanto que haja uma letra…) são meios de você se libertar dos paradigmas sociais impostos por quem quer permanecer no poder. Seja um leitor ideal, assim como Manguel sugere.

Guie-se por seus “mapas”.

Desfrute de seus ensaios.

Sente-se à mesa com o Chapeleiro Maluco.

Mergulhe na “insanidade”, vá contra maré da sociedade consumista e banal. Seja irracional perante a racionalidade dos poderosos que privilegiam somente aos seus.

Convenções sócias?! Liberte-se delas!

Seja um leitor!

Qual sua leitura ideal?

livros


a-mesa-com-o-chapeleiro-maluco-alberto-manguel-companhia-das-letras-capaCompanhia das Letras

Brochura

20,8 x 14 x 1,4 cm

248 páginas

Onde comprar:

Amazon

Saraiva

Submarino