[LIVRO] A Justiça Chama, de Annie Bellet (resenha)

Jade Crow é uma feiticeira que está fugindo do seu passado e se escondendo do seu ex-namorado maníaco em uma pequena cidade chamada Wylde, Idaho. Um belo lugar para esconder sua magia, já que a cidade é um reduto de seres sobrenaturais e cercada de Linhas de Ley.

Seus melhores amigos são metamorfos, uma raposa, um coiote e um carcaju, e seu vizinho é um autêntico leprechaun. Jade possui uma loja de livros em quadrinhos e games, e leva uma vida tranquila, até que aparece um “Deus Nórdico versão Hollywood”, e a acusa de assassinato. Aleksei é um juiz do Conselho dos Nove, um conselho que mantém a paz entre a população metamorfa, e também  protege o segredo sobre a existência desses seres aos seres humanos.

É a partir desse momento que tudo começa a dar errado e Jade tem que decidir: ou pára de fugir e vai salvar seus amigos, ou foge novamente, deixando todos para trás.

A Justiça Chama  é um lançamento de Annie Bellet com a Avec Editora, e é o primeiro volume da série Magia em Jogo.

É um livro rápido de ler, que prende a atenção do início ao fim. Tem muitas referências ao mundo nerd, cita jogos, quadrinhos, filmes e RPG, e o amuleto de Jade é um icosaedro, sim um D20.

Só tem um único problema: os próximos volumes ainda não estão disponíveis…

Mas você já pode sentir o gostinho da história emocionante que vem por aí…


Avec Editora

Tradução: Camila Fernandes

Brochura

14 x 21cm

120 páginas

Compre aqui