[JOGO] – METAL GEAR SOLID 4 – Socando a nostalgia nos ovos com gosto!

Imagem

PRODUTORA: Kojima Productions
DISTRIBUIDORA: Sony (exclusivo PS3)
JOGADORES: 1
ANO: 2008
GENERO: Ação

Como eu sempre deixei claro por aqui, eu sou um homem simples de gostos simples. Por exemplo eu aprecio ultraviolencia desnecessária, fanservice e zumbis nazistas tanto quanto o próximo. Isso se aplica também a filosofia de vida: eu tenho filosofias simples e funcionais que você deveria copiar porque eu sou foda e você não.  VIVA COM ISSO.

Uma das minhas filosofias de vida é não me incomodar com o que não me afeta diretamente. Sério, via de regra eu não me importo com a religião, sexualidade, opiniões politicas ou níveis de estupidez das pessoas desde que isso não influencie minha rotina poderosa.

POR EXEMPLO essa devoção a nostalgia que se vê hoje em dia, como se a sua vida se torne mais legal se você esfregar na cara de um grupo que não é o seu e que nem tem como se defender direito (tipo as crianças de hoje em dia que são, bem, crianças). Você tem todo o direito de dizer que o Aquaplay e o album do chocolate surpresa são MUITO MUITO ULTRA HIPER MAIS LEGAIS do que, digamos, ter um tablet (que qualquer criança de classe média tem hoje em dia). Você  tem o direito de dizer isso, você está errado, dizer isso faz de você um mala, mas ainda sim vide a minha filosofia de vida: não me afeta, não é problema meu. Entrando rapidinho nesse assunto de nostalgia: se você teve um Master System/Mega Drive e não um Nintendinho/Super Nintendo é porque seus pais não te amavam e provavelmente voce deve ser adotado. LIDE COM ISSO.

Imagem

Então você me dizia como tudo era incrivel antigamente, continue…

Usualmente a nostalgia, assim como a religião e a crença em discos voadores não realmente afeta a vida das pessoas em termos práticos e até aí tudo bem, le magrone. O problema começa realmente quando essas coisas começam a prejudicar a sua vida. Tipo o tal do pastor Feliciano tem uma obsessão doentia com o que as pessoas fazem com os seus respectivos cus. Se o cara quer dar ou deixar de dar ou alugar ou fazer um blog com fotos sobre isso, na boa, que diferença faz? Sei lá, pra mim nenhuma, fodam-se as ganhas e sejam felizes. Mas ter uma obsessão com isso, cara, sério, não é saudável. Se sua vida gira em torno disso, em se preocupar com o que os outros fazem ou deixam de fazer com as suas respectivas bundas, véi, na boa, procure ajuda psiquiatrica.

Mas o que isso tem haver com entrenimento e nerdice, você pergunta. E se não estava se perguntando agora está, sua mente é minha. Bem, a nostalgia começa a ser uma merda quando ela atrapalha a sua diversão. Quer um exemplo? Suponhamos que eu diga… “Indiana Jones e a Caveira de Cristal”

Image Hosted by ImageShack.us

O engraçado dessa cena é que tem uma metralhadora a não mais que 1m dele.
Mas é de trasheiras assim que Indiana Jones é feito. LIDEM COM ISSO.

Ok, parou de espumar? Porque eu sei que na sua cabeça esse filme é uma afronta a trilogia consagrada e não é foda o suficiente e mimimi. Isso é a nostalgia falando por você, dizendo que nada vai ser tão bom como era no tempo que você não tinha contas para pagar e saber o que era o tropico de capicornio era sua maior preocupação. Só que… quando foi a ultima vez que você assistiu Indiana Jones? Nos ultimos 5 anos? 10 anos? Pois é, foi o que eu pensei.

Se você deixar seu chilique nostalgico de lado, vai ver que o filme da Caveira de Cristal é uma aventurinha sessão da tarde divertidinha. Verdade. Mas e QUANDO DIABOS INDIANA JONES FOI MAIS QUE ISSO? Se a sua resposta for diferente de “nunca”, então eu recomendo que voce assista os filmes denovo. Porque eu estou certo e você não, não esqueça diso.

Imagem

Uma vez que você odeie alguém, tudo que essa pessoa faz é ofensivo. Tipo “olha essa vadia comendo bolachas como se fosse dona do lugar”. Bem, babaca, né? Pois é, a nostalgia te transforma nesse tipo de babaca e esse é o ponto aqui.

Agora digamos que eu cite… sei lá… Star Wars Episódio 1: a ameaça fantasma.

Ok, darei duas linhas de espera pra você parar de babar e espumar de raiva.


Ok tá dado. Vamos aos fatos: o filme é bom. Não é genial, não é uma obra-prima mas é bacaninha no que ele se proproe a fazer. Como TODOS OS FILMES DE STAR WARS sempre foram. Eu já assisti os filmes mais vezes que você já fez sexo na vida, então acredite em mim. Star Wars não é tão imaculado quanto você gosta de achar que é. Isso é a nostalgia falando merda por você, que repete sem questionar. Esse é o trabalho dela, afinal.

Imagem

Massa, né? Pena que você NÃO se divertiu assistindo isso porque estava choramingando como uma cigana turca por qualquer bobagem que voce meteu na cabeça que maculou a santissima trilogia

Bem, e o que isso tem haver com jogos, que é sobre o que eu efetivamente escrevo? Vou te jogar uma pergunta: qual é o melhor Metal Gear da série?

Via de regra as pessoas dizem (sem pensar, como manda a cartilha da nostalgia) que o melhor o 3, seguido do 1 e depois depende do que voce jogou ou deixou de jogar. Bem amigo,  surpresas bombásticas do mundo real: Metal Gear Solid 3 é uma bosta e o 1 tem vários problemas de ritmo (ao contrário do que o seu mundinho de sonhos ideais te diz) e não raramente de jogabilidade. Sim, é um jogo afrente do seu tempo, que se diverte brincando com a quarta parede (google it, bitches) mas que volta e meia dá uma empacada legal porque, bem, o PS1 é  limitado. OH! Eu falei que o PS1 não foi só arco-iris e poneis, que heresia! Eu poderia  passar horas falando dos problemas do PS1, e estou falando de um console que a PROPRIA FABRICANTE RECOMENDAVA VIRAR DE CABEÇA PRA BAIXO PARA TALVEZ FUNCIONAR. Se você acha que o tempo de instalação dos jogos no PS3 é um problema, é porque nunca jogou o PS1 de verdade.

Image Hosted by ImageShack.us
1/3 do seu tempo diante do PS1 foi gasto com essa cena, caso não lembre

Mas voltando ao assunto: qual o melhor jogo da série? Simples e direto: Metal Gear Solid 4.

Ninguém no mundo vai te dizer isso (o que automaticamente me torna o seu melhor amigo), mesmo que seja verdade, porque é muito mais legal pagar de hipercool e dizer que “bom mesmo era antigamente”. Só que não. E você está perdendo de se divertir com um puta jogo que é um ode a série porque você é a vadiazinha da nostalgia e ela não te deixa você abrir sua mente para uma declaração tão herege. Então eu vou repetir, só porque eu posso:

METAL GEAR SOLID 4: GUNS OF THE PATRIOTS é o melhor jogo da série.
É sim, xiu, fica quieto e me escuta aí cabeção.

Em primeiro lugar, o que faz de MGS4 o melhor da série? Simples: ele tem tudo que os outros jogos tem SÓ QUE MELHOR!!!!111!!!!1

“Tudo que você faz eu posso fazer melhor”
Metal Gear Solid 4 em uma casca de noz
(grande música, alias)

E essa é a grande coisa a ser entendida sobre MGS4: mais do que tudo esse jogo é uma declaração de amor e um requiem de despedida a série que esse ano está fazendo 25 anos. E ele junta todas as pontas soltas da franquia em um show de despedida de gala.O jogo é absurdamente curto (tirando as cutscenes não tem mais que 5, 6 horas) mas cumpre seu papel com elegancia

Digamos então que você goste da parte de rastejar no mato, usar camuflagem e se infiltrar em barracos no meio do mato, do MGS3. Bem, aqui tem tudo isso só que com CONTROLES MELHORES e enquanto tem uma GUERRILHA ROLANDO AO FUNDO. Sério, você tá lá fazendo suas coisas de superespião no meio do mato, com sua propria agenda e tal,  E O PIPOCO TÁ COMENDO MANOLO!!!! Você pode escolher se envolver ou não na guerrilha, você ainda tem as SUAS coisas pra fazer e tal, mas que é muito legal E DIVERTIDO PACAS, isso é!

Imagem

Porque tudo fica melhor com pipocos. Quase.

Ou digamos então que você goste de MGS2 mas tem problemas em aceitar que o jogo passa com o protagonista ¾ do jogo discutindo a relação com o seu momozinho. Bem, aqui Raiden está de volta só que agora ele é um uberciborgueninjamatadordofuturo foda pacaraio. Sim, o mesmo Raiden que era um metrossexual mala no MGS2 agora esta de volta foda pacaraio. E sabe qual a parte mais legal? O jogo agora acerta a mão no “drama que move o personagem”, a coisa dele querer ter uma vida normal mas é um assassino por natureza de modo que você realmente torce pra que o Raiden tenha um final feliz. Porque ele faz por merecer, porque ele é foda pacaraio e toda emice que enche o saco no MGS2 foi redimida, amem.

Imagem

Porque tudo fica melhor com ninjas ciborgues de salto alto

Ah, você adora MGS1 e queria que fosse feito um remake com os graficos de hoje? Bem, enquanto isso não acontece… porque não voltar as ruinas de Shadow Moses 10 anos depois? Massa pra caralho, vai dizer. Inclusive você joga o comecinho do jogo do PS1 denovo enquanto o velho Snake esta lembrando desses dias. Ou ouve dialogos de dez anos atrás enquanto revisita os mesmos locais. Alias em dado ponto o jogo brinca com a coisa de ter que trocar de CD, assim como os antigos chefes.

O jogo é assim, ele pega tudo de melhor dos outros jogos da série, limpa as camadas (as vezes monstruosas) de porcaria e faz brilhar o que Metal Gear tem de melhor.

Imagem

Se tudo mais falhar, pelo menos o mala do Vamp finalmente morre.
Ah é, spoilers acima

A trama, por exemplo, ao contrário do que acontece nos outros jogos que é um emaranhado de nomes, abreviações, instituições e interesses aqui recebeu um pente fino e chapinha pra ficar digerivel e legal. O que você precisa saber, apesar de toda a PUTA BAGUNÇA que são os finais dos outros jogos, é que no futuro existe uma AI que controla o mundo – os Patriotas. Em um futuro não muito distante todo combate, todo soldado, toda economia do mundo é controlada pelas nanomaquinas injetadas nos combatentes para monitora-los e melhorar sua performance. As armas não funcionam sem o ID aprovado pelo sistema, os soldados não lutam causas que não sirvam os propositos do sistema e sim os Patriotas controlam o resultado das guerras, a economia do mundo e muito mais.

Para acabar com isso surge o vilão JAGUATIRICA MOLHADA (outra vez, nomes reais eu não inventei nada disso) que quer derrubar o sistema, o que é legal. A parte não-legal é que ele quer roubar o controle do sistema para si – essas são as Armas dos Patriotas, conforme o titulo – e para impedi-lo apenas um fossil velho da epoca pre-nanomaquinas que pode lutar fora do controle do sistema. O querido e amado protagonista COBRA VÉIA (Deus como eu adoro esses nomes hahaha!).
Image Hosted by ImageShack.us

Jaguatirica Molhada. MELHOR. NOME. EVER.

A trama básica é essa e adicione a isso várias referencias, amarrações de pontas de uma série de 25 anos (mas de uma forma coerente e foda, e não apenas vomitando nomes e subtramas aleatoriamente como sempre acontecia) e brincadeiras com a quarta parede e você tem, como eu disse, o melhor jogo da série.

Outro ponto muito importante da série Metal Gear são as batalhas com os chefes, que sempre são caprichadas e engenhosas. Aqui não é diferente e as lutas contra as 4 BELAS BESTAS (que são referencias aos 4 chefes do MGS1) a serviço do JAGUATIRICA MOLHADA são divertidas pra caraio de se jogar. Nada de apenas ficar rodando pelo cenário e atirando, bem tem uma que é assim, mas cada batalha é propria e você tem que pegar o “espirito da coisa” pra conseguir vencer.

Imagem

As quatro Belas Bestas:
Polvo Risonho, Lobo Chorão, Louva-Deus Berrador e Corvo Boladão
Há! Morra de inveja, Bill!

Velhos rostos (e muitos rostos velhos) e coisas que você sempre quis fazer na série agora tornam seus sonhos realidade; Quer dizer, a série é sobre tanques bipedes com capacidade nuclear, os Metal Gear, e acredita que você nunca, até agora, teve a chance de controlar um? Bem aqui você não só mata essa vontade como tem uma luta épica de…RINHA DE METAL GEARS!!!111!!! FUCK YEAH!!!!

Imagem

Eu esperei 15 anos por esse momento… meus olhos suaram!

O jogo tem seus defeitos? Claro que tem, como todos tem defeitos. Ele é demasiadamente curto MESMO, alguns dramas são um pouco mais arrastados do que deveriam (a impressão que dá é que faltou alguém pra chegar no Kojima e mandar ele cortar coisas), tem um epilogo altamente desnecessário (que eu ignoro para minha felicidade geral), a variedade de armas é bem repetitiva (tem tipo umas 800 mas voce só usa mesmo 3 ou 4), a trilha sonora original não é realmente tão foda (embore cause arrepios quando as musicas temas dos outros jogos são invocadas em momentos-chaves).

Metal Gear sempre foi sobre um agente solitario tendo que realizar uma missão impossivel contra todas as probabilidades, ao custo de muito sacrificio pessoal e aliados (e inimigos) carismáticos. Esse jogo é um ode a tudo isso, e o velho COBRA DURA (agora COBRA VÉIA) tem uma despedida a altura (digamos que o jogo lembra bastante o filme Rocky Balboa, sobre encerrar a carreira de um idolo com a grandeza que ele merece).

Imagem

Ah minha filha, se eu tivesse dois jogos a menos…

E que muita gente não aproveitou porque estava ocupada demais com a cabeça enfiada no rabo vomitando bobagens sobre saudosismo no tem que mimimi. Metal Gear Solid 4 é o melhor jogo da série e o quanto antes você abrir seu coração pra aceitar isso, o quanto antes você vai se divertir pra caralho.

Imagem

Ah, e antes que eu me esqueça, eu não trocaria um tablet pela volta do Aquaplay.
NINGUÉM faria isso. Nem você.
Dizer que você pensa diferente não faz você especial. Só um chato de galocha.