[INTERWEBZ] – Qual o significado da letra de Bohemian Rhapsody?

Bohemian Rhapsody é a maior música de todos os tempos (quer dizer, não em comprimento, esse trofeu vai pra Faroeste Caboclo que não acaba nunca pqp) e qualquer pessoa digna de receber sua ração de emergencia na Terra Pós-Apocaliptica tem ela no TOP5 de músicas fodas da história das músicas fodas. E se você não concorda você é um maldito comedor de quiche!

Entretanto um grande mistério sempre assombrou essa obra-prima? Qual o significado da sua letra aparentemente aleatória? Teria Fred Mercury baixado o Humberto Gessinger e escolheu as palavras pela sonoridade, não pelo sentido?

PS: Se Engenheiros do Hawaii fosse uma banda do centro do país e o Humberto um maconheirinho de merda seria incensada como maior banda da história do Brasil. Mas como eles são de Porto Alegre e o Brasil não poderia cagar menos para o que acontece no paralelo 36 não tem nem de perto a fama que merece.

Imagem

Obrigado por nada, Brasil. Te pego na saída.

Mas onde eu estava? Ah sim, a rapsódia boemia. Você achar que a letra não faz sentido, o seu vizinho pode achar isso e o Valter Mercado também (por onde será que anda?). Até o próprio Fred Mercury acha isso, mas eu dou um desconto pq ele morreu de desgosto ao saber que eu estava certo e ele não. Ou de AIDS, uma dessas porra ae.

SEJE como for, hoje iluminarei suas vidas passoquisticas e mostrarei como Bohemian Rhapsody é uma música que conta a história de um suícidio!

TAM-TAM-RAAAAAAAAAANNNNN!!!!

 

ImagemComo suicídio é uma tema pesado, pra ficar mais light imagine que é sobre um gordo que morreu. É sempre engraçado quando é um gordo.

Então como dizia o Chapolin, mãos de cobra!

Is this the real life?
Is this just fantasy?
Caught in a landslide
No escape from reality

A música começa com nosso protagonista gordo, que por questões meramente preguiçologicas será chamado “Chimbinha” daqui pra frente, sem saber onde ele esta ou que porra esta rolando. O que ele sabe é que acabou de sair de uma maquina de lavar e esta mais perdido que o Batman no metro. Normal quando você está empacotando.

Open your eyes
Look up to the skies and see
I’m just a poor boy
I need no sympathy

Aqui Chimbinha recebe a primeira introdução (ui) do seu conselheiro espiritual. Ou simplesmente disseram pra ele “te liga pico de luz”, e assim Chimbinha se doeu nos cascos e respondeu “nah, to de boa”

Because I’m easy come, easy go
A little high, little low
Anyway the wind blows
Doesn’t really matter to me, to me

Aqui Chimbinha começa a apelar para o seu tribunal celestial que  vai decidir se ele vai pro céu ou vai ser torturado até o fim dos tempos (mas Jesus te ama). Ele começa explicando que tava de boa na lagoa e que na verdade foi uma vitima dos acontecimentos. Sei, tipo “eu não matei, ela escorregou e caiu em cima da faca… 17 vezes”. Conta outra mermão.

Mama, just killed a man
Put a gun against his head
Pulled my trigger, now he’s dead
Mama, life had just begun
But now I’ve gone and thrown it all away

Aqui Chimbinha, como bom gordo, admite que fez gordice e conta que pipocou alguém. Até aqui parece um julgamento normal, então porque eu estou metendo essa coisa de suicidio? Aguarde e confie, psiti.

Mama, oh
Didn’t mean to make you cry
If I’m not back again this time tomorrow
Carry on, carry on
As if nothing really matters

A essa altura Chimbinha já percebeu o quão sentado na graxa ele está e viu que a batata dele ta assando. Ele diz um “foi mal ae coroa” pra se desculpar com a sua mãe por ter feito merda, pediu pra mãe dele seguir com a vida dela porque ele ja foi pras couve. Rapaz respeitador esse.

Too late, my time has come
Sends shivers down my spine
Body’s aching all the time

Aqui Chimbinha esta finalmente desencarnando (como ele é gordo demora pra escapar de tanto tecido adiposo), e considera que ele devia ter escolhido uma forma menos dolorosa de suicidio. Tipo se jogar do 99o andar de um prédio ou assistir toda saga Crepusculo de trás pra frente. Mas agora já era.

Goodbye everybody, I’ve got to go
Gotta leave you all behind
And face the truth

Dá tchauzinho pra galera que tu foi dormir com os peixes rapa. Vai comer capim pela raíz. E agora é que o quiabo ferve.

Mama, oh
I don’t want to die
I sometimes wish I’d never been born at all

Mimimi, “Não é que eu queria morrer, eu não queria ter nascido”, mimimi.
Além de gordo é emo, tinha que morrer mesmo

I see a little silhouette of a man
Scaramouch, Scaramouch
Will you do the fandango?
Thunderbolt and lightning, very, very frightening me

Aqui Chimbinha é conduzido para o seu tribunal celeste que julgara sua fodeção eterna (Jesus te ama) ou não. Muitos efeitos especiais e o gordenho se cagando vendo silhuetas e o caralho pq a verba aqui é infinita e Morgan Freeman é exigente.
Mas agora vamos por partes: “Escaramouche” é um termo do teatro italiano para algo como bardo. Quer dizer que o julgamento celestial de Chimbinha será narrado por um artista da palavra, ou seja praticamente um Galvão Bueno dos céus.

Fandango é uma dança agitada tipica da peninsula ibérica, basicamente estão confirmando que o Galvão Bueno Celestial vai entrar na dança.

Galileo, Galileo
Galileo, Galileo
Galileo, Figaro, magnifico

Aqui nosso narrador aquece suas cordas vocais (com exercicios vocais basicos) para começar a narração. É teste pra cardiaco, amigo! Haja coração!

But I’m just a poor boy nobody loves me
He’s just a poor boy from a poor family
Spare him his life from this monstrosity

Aqui Chimbinha e sua defesa alegam que ele é só um coitado que tava no lugar errado na hora errada, veio de um lar conturbado etc etc, vitima das circunstancias. Será que não dava pra aliviar só essa?

Easy come, easy go, will you let me go?
Bismillah!
No, we will not let you go
Let him go

Aqui ele alega que só foi na onda, será que não rola nem uma condicional?

Ao que o tribunal responde: nem fudendo mermão. A defesa ainda insiste com anos de tecnicas juridicas “ah deixa vai…”.

Apropósito “Bismillah” é o equivalente no alcorão para “Em nome do nosso senhor Deus”. Basicamente é um “pelo amor de Deus!” mais sagrado.

Bismillah!
We will not let you go, let him go
Bismillah!
We will not let you go, let me go
Will not let you go, let me go, never
Never let you go, let me go

Never let me go, oh
No, no, no, no, no, no, no

Aqui o julgamento se desenvolve e Chimbinha percebe que já rodou na avenida Paulista. Ele pede pra aliviarem com ele, o tribunal responde que “nem fudendo com passoca” e por aí vai. Tudo muito profissional.

Oh mama mia, mama mia
Mama mia, let me go
Beelzebub has a devil put aside for me
For me, for me

E então Chimbinha percebe que sentou na maria-mole. E nem adianta tentar ganhar o coração do juri agora imitando o Mario, ele tá vendo que o camburão veio buscar ele pro quinto dos infernos e que o tranca-rua, cramuião, tinhoso já deixou um capiroto no ponto pra foder a eternidade do Chimbinha. Já Elvis, manolo!

So you think you can stone me
And spit in my eye?
So you think you can love me
And leave me to die?

Oh baby, can’t do this to me baby
Just gotta get out
Just gotta get right outta here

Aqui Chimbinha pragueja a maldita pescoçuda pelo qual ele se matou. Agora não adianta ficar com raivinha da vadia, né mona? Chimbinha dá o classico chilique de “me tira daqui que eu vou matar ela” mas quando você já está no inferno isso não adianta muito. Porra, nem resolver o cubo de Rubik ajuda muito, é a porcaria do inferno caralho!

Alias Chimbinha, se matar por causa de mulher? Putaqueopareo, não tinha como cair mais no meu conceito e ele vai e consegue.

Nothing really matters
Anyone can see
Nothing really matters
Nothing really matters to me

Anyway the wind blows

E por fim Chimbinha aceita a velha máxima de “tá no inferno, abraça o capeta”. Ta feita a merda, agora é viver a eternidade sofrendo por um erro (mas Jesus te ama). Fazeoque, né?

E pronto, agora você entende a música e é uma pessoa melhor. E espero que o próprio Galvão Bueno narre quando for o meu julgamento e que o Silas Malafaia o seu.

5 thoughts on “[INTERWEBZ] – Qual o significado da letra de Bohemian Rhapsody?

  1. Cara, não consegui ler o texto completo… Não acompanho o Blog, então não sei de qual forma vocês costumam escrever ou abordar os temas, mas esse texto, de tantas “piadas”, me soou demasiadamente forçado, a cada frase tem uma piada. Humor enriquece o texto, mas quando utilizado com moderação, aqui me pareceu algo exagerado, me fazendo perder a paciência antes da metade.
    Espero que entendam como uma crítica construtiva, grande abraço!

    • Também achei a mesma coisa. Parecia mais um deboche da música do que uma tentativa de mostrar o significado da letra.

  2. É. Subscrevo sem problemas os comentários de Vero, Victor e Patrick. A análise da canção “Bohemian Rhapsody” feita pelo bloguista é mais um texto humorístico, de humor negro do que outra coisa. É talvez engraçaco. Acho que é isso que o bloguista quis fazer. É o estilo do blog. Pena. Neste caso foi pena ele não ter feito uma análise mais séria do significado da letra. Afinal ele reconhece que “Bohemian Rhapsody é a maior música de todos os tempos”.

Comments are closed.