[HISTÓRIA EM SÉRIES] Black Sails | O destino de Charles Vane

[SPOILERS da terceira temporada]

A terceira temporada de Black Sails foi concluída, porém sem antes não deixar vítimas no seu caminho. Para que os piratas de Nassau abraçassem a rebelião desejada por Flint, Charles Vane foi uma figura central para reunir a atenção necessária para a causa, mesmo tendo pagado com a própria vida. Enforcado em praça pública, Vane serviu de exemplo para qualquer um que tentasse se rebelar contra a coroa britânica, no entanto, a faísca da rebelião foi acessa com a morte do notório pirata.

screen-shot-2016-03-14-at-83158-pmpngpng

Black Sails tem se baseado nos fatos da Era de Ouro da Pirataria (1650-1730) e utilizado nomes de piratas reais como Jack Rackham, Barba Negra, Anne Bony e Charles Vane, por exemplo. No entanto, a licença poética leva os personagens a destinos diferentes que tiveram suas partes reais.

Na série, a morte de Vane foi importante para que o plano de defesa de Nassau pudesse acontecer, historicamente falando, Charles Vane assumiu um papel forte frente as atitudes tomadas pelo então governador da Ilha de Nova Providência, Woodes Rogers.

Early_18th_century_engraving_of_Charles_Vane

Charles Vane

Charles Vane Vs. Woodes Rogers

Rogers tinha como finalidade erradicar os piratas de Nova Providencia dada sua experiência em exterminar os piratas da ilha de Madagasgar. Quando chegou a Nassau, usou seus navios de guerra para bloquear o porto da ilha. Woodes Rogers ofereceu o perdão real que foi aceito por muitos piratas, inclusive por Benjamin Hornigold.

Charles Vane não aceitou o domínio real britânico e se tornou o líder contra a aceitação do perdão real. Vane se armou para enfrentar Rogers e conseguiu escapar sob os tiros do governador.

Charles Vane e Barba Negra

O pirata continuou com sua vida de crimes e aumentou sua tripulação com mais três navios. Durante uma semana, Vane se encontrou com Barba Negra em sua base na ilha de Ocracoke. Vane tentou convencer Barba Negra para levá-lo a Nassau, mas Barba Negra declinou.

Após deixar Barba Negra, Vane navegou para o norte da Providência de New York, onde em 23 de novembro de 1718, ordenou o ataque a um navio de guerra francês. Com a derrota obtida ao tentar capturar o navio, Vane foi deposto do comando por Jack Rackham.

Boa parte do enredo da terceira temporada de Black Sails foi baseada nos fatos acima.

O fim de Charles Vane

O destino final de Charles Vane começou em fevereiro de 1719 quando seu navio foi destruído durante uma tempestade e foi jogado em uma ilha desabitada da Baía de Honduras. A tripulação de um navio passando próximo a ilha viu os sobrevivente, mas para a tristeza de Vane, o navio era comandado pelo Capitão Holford, um velho e ex-pirata. Holford reconheceu e não aceitou embarcar Vane e ainda o ameaçou que se permitisse embarcá-lo iria levá-lo diretamente a forca. Com isso, Vane foi deixado na ilha.

Quando um segundo navio passou próximo a ilha, Vane teve permissão para subir a bordo já que o capitão não o reconheceu. No entanto, o navio que levava Vane encontrou Holford que avisou ao capitão de quem se tratava o resgatado.

Capturado e considerado culpado pelos seus crimes, Charles Vane foi enforcado em Gallows Point, em Port Royal, no dia 29 de março de 1721 sem nunca expressar remorso pela vida de pirataria. Posteriormente seu corpo foi pendurado em Guy Cay, na foz do porto de Port Royal como advertência contra a pirataria.

FONTE: Infamous Pirates – Charles Vane, Charles Vane Biography – The Republic of Pirates, Charles Vane – Wikipedia.