[ESPECIAL NGF] Top 5 do Terror Espacial!

Vou confessar para vocês uma mania que tenho: algumas vezes eu me pego olhando para o dicionário em busca de uma palavra que tenha surgido durante o meu dia, só para saber exatamente qual a sua definição sistemática. Só para absorver um pouco de informação, sabe? Então, antes de começar a escrever esse texto, pesquisei qual o significado da palavra “terror”. Eis o que eu encontrei:

Terror.

Substantivo masculino. 1: característica do que é terrível. 2: estado de pavor. 3: quem ou o que aterroriza.

Após esses três verbetes é difícil entender o por quê de tantas pessoas, inclusive eu, serem tão apaixonadas por esse gênero tão ingrato, que retribui o nosso amor com sustos e situações pavorosas, que antes nem haviam passado por nossas cabeças, e que, apesar de tudo que sentimos ao assistir um filme desse tipo, sempre nos faz voltar para outra rodada.

E é assim, nesse clima de aquecimento para o Dia das Bruxas, e depois dessa introdução semi-filosófica nonsense, que eu gostaria de abordar uma vertente do terror maravilhosa e relativamente menos explorada do que as outras subcategorias do gênero: o terror espacial. Sem mais delongas, vamos para a lista!

Obs: A ordem dos filmes é aleatória. Não estão ordenados por preferência ou qualquer outro tipo de organização que faça sentido.

O Enigma de Outro Mundo (1982)

norris-thing_head_3_-_the_thing_1982

Existe maneira melhor de se começar uma lista do que com um clássico dos anos 80? Talvez sim, mas vamos fingir que não.

O Enigma de Outro Mundo (The Thing, no original) é na verdade um remake de O Monstro do Ártico (1951), que por sua vez é baseado no conto Who Goes There? (1938) de John W. Campbell. Ok, mas por que eu estou falando de um remake de uma adaptação? Bom, porque, além do filme ser ótimo, esse provavelmente foi o longa de terror que eu mais assisti em minha infância.

Para quem não sabe, a produção, dirigida por John Carpenter, conta a história de um grupo de pesquisadores presos em uma base na Antártida devido a uma tempestade de neve que impossibilita a sua locomoção. Como se a intempérie não fosse o suficiente para aterrorizar qualquer pessoa com os nervos mais fracos, ainda temos a presença de um alienígena capaz de assumir a forma de qualquer um dentro da base, criando um clima de total desconfiança e paranoia que leva os habitantes do lugar a situações extremas, de deslocar o estomago alguns graus para a direita. Para complementar os ótimos efeitos práticos utilizados na produção, temos uma trilha sonora composta por Ennio Morricone em notas graves e semitons que realmente te colocam dentro do filme.

Resumo rápido dos motivos para ver o longa: Terror com alienígenas, sangue, um ser meio humano e meio aranha espacial, história bem trabalhada e música excelente. 

Fogo no Céu (1993)

36665ee060c456a35ed6be596fba1969

Baseado no livro The Walton Experience, escrito pelo tal do Walton, o filme narra eventos supostamente reais que aconteceram com o escritor. Não vamos entrar na discussão se os fatos aconteceram ou não na realidade, mas sim sobre o que acontece no longa.

O filme, dirigido por Robert Lieberman, mostra um grupo de lenhadores retornando de mais um dia de trabalho quando se deparam com uma luz vermelha vinda de uma floresta próxima. O tal do Walton nunca tinha ouvido o ditado “A curiosidade matou o gato” e foi ver o que é que estava acontecendo. É aí que a vida do cara desanda, pois ele é abduzido por alienígenas e feito de rato de laboratório de maneiras horríveis. O mais interessante é o modo como o filme é contado, mostrando toda a investigação da polícia sobre o desaparecimento do homem e a reação das pessoas quando ele reaparece desnutrido e desidratado. O que mais assusta é quando você tenta se imaginar na situação de Walton.

Um clássico do Cinema em Casa que merece ser (re)assistido. 

O Enigma do Horizonte (1997)

event-horizon-1997-image

Aqui está outro clássico da minha infância, responsável por diversos pesadelos.

O longa, dirigido pelo infame Paul W. S. Anderson, acompanha um grupo de resgate que tem a missão de salvar uma nave que estava perdida em espaço profundo por alguns anos. O que parecia ser uma tarefa simples de recuperação se transforma em um banho de sangue, quando os novos tripulantes começam a ficar cada vez mais insanos, no melhor estilo de H. P. Lovecraft. Não vou falar muito para não estragar o longa, mas para quem gosta de ficção e terror é um prato cheio.

Não se deixe assustar pelo nome do diretor, assista o filme e se assuste com as situações que o longa nos proporciona, como banhos de sangue, mutilações e empalamentos em gravidade zero.

A Bolha Assassina (1988)

blob

Mais um remake na lista. O motivo é porque essa versão passou diversas vezes na Globo. Outro motivo de mencionar a refilmagem, e não a versão original, é que o longa de 88 é bem mais violento e sangrento.

A produção, dirigida por Chuck Russel, mostra um ser rosado e com a consistência de chicletes mastigados tocando o terror em uma cidade pequena, derretendo seus habitantes e os assimilando, de forma que a coisa cresce a cada vez que se alimenta e começa a tomar proporções gigantescas. Com uma boa dose de efeitos práticos, que consumiram mais da metade do orçamento total do longa, o filme é uma boa refilmagem que nos entrega mortes explicitas e grotescas, que ao mesmo tempo são levemente cômicas devido à aparência inusitada do monstro, afinal, ele é uma bolha cor de rosa.

Vale a pena conferir pelas situações inusitadas e bizarras.

Alien – O Oitavo Passageiro (1979)

0986553b-790a-45b0-8010-0284e6e3a872

O clássico de Ridley Scott com certeza é, merecidamente, o filme mais conhecido dessa lista.

Imagine a situação: você está preso com uma criatura com sangue ácido, extremamente ágil, violenta, com uma boca dentro de uma boca (Tem coisa mais maligna do que isso?) e que pode te usar de incubadora de seu filhote, que vai rasgar a sua caixa torácica ao nascer. Como se isso tudo não bastasse, você está em um lugar onde nenhuma ajuda pode chegar e ninguém pode te ouvir gritar. Medo extremo.

O longa, além de trazer toda essa carga aterradora, ainda nos presenteia com uma excelente mitologia de pano de fundo, excelentes efeitos visuais ganhadores de um Oscar, um elenco comprometido em fazer atuações convincentes, ótimos cenários, um design de criatura absurdamente inovador, e uma transição orgânica entre o desenvolvimento dos personagens e a matança.

Se você mora embaixo de uma pedra dentro de uma caverna e nunca viu Alien, por favor, pare tudo o que está fazendo e vá assistir. Mortes, explosões torácicas e muito ácido te aguardam.

PS1: A lista fica por aqui, mas sinta-se livre para comentar qual filme você adicionaria nessa seleção!

PS2: Não deixe que crianças assistam esses filmes, com certeza vai evitar algumas consultas com psicólogos.

One thought on “[ESPECIAL NGF] Top 5 do Terror Espacial!

  1. O Enigma de Outro Mundo foi um dos filmes que mais me colocou medo na minha infância, A cena da cabeça ganhando patas aracnídeas até hoje me da calafrios (Eu sofro de Aracnofobia)

Comments are closed.