[CURIOSIDADES] O que você sabe sobre o Colosso de Rodes? [NSFW]

O Colosso de Rodes (ho Kolossòs Rhódios) foi um monumento erguido entre 292 a.C. e 280 a.C. pelo escultor Carés de Lindos nome piada pronta. A estátua teria, de acordo com historiadores e registros da época, algo em torno de 30 ou 34 metros, cerca de 70 toneladas e foi completamente forjada em bronze. Reza a lenda que cada pé de Hélio estava apoiado em uma margem de um canal que dava acesso ao porto, de modo que qualquer embarcação que chegasse ao posto de Rodes, por volta de 280 a.C., passaria obrigatoriamente sob as pernas da estátua de Hélio, protetor do lugar.

Colosso-de-Rodes

Uma estátua de 34 metros não é exatamente um colosso. Mas se você levar em conta que ele estava de pernas abertas e de saia, fica fácil imaginar o porquê de ele ser chamado de COLOSSO.

11230526

Aliás, conta-se que era uma estátua tão imponente que uma pessoa de estatura normal não conseguiria abraçar seu polegar. Diante da minha constatação acima, creio que a dificuldade era a de abraçar outra coisa.

índiceO povo de Rodes mandou construir a grande (grande???) estátua para comemorar a retirada das tropas do Rei Macedônio Demétrio, que promovera um longo cerco à ilha na tentativa de conquistá-la. O material utilizado na escultura foi obtido da fundição dos armamentos que os macedônios ali abandonaram.

A estátua ficou em pé por apenas 55 anos. Em 226 a.C. um terremoto atirou-a no fundo da baía de Rodes, e os habitantes de Rodes não a reconstruíram. No século VII, árabes venderam os restos como sucata: para ter-se uma ideia do volume do material, conta-se que foram necessários novecentos animais de tração para transportá-lo.

A estátua, uma obra maravilhosa, levou Carés de Lindos a um fim não muito bonito, como propunha seu nome: Carés veio a suicidar-se logo após tê-la terminado, desgostoso com o pouco reconhecimento público. O suicídio de Carés não teve o menor sentido, pois a estátua veio a se tornar uma das Maravilhas do Mundo Antigo. Além disso, ganhou fãs ilustres.

Bom… reflexões à parte, seguem alguma curiosidades sobre esse monumento envolvido em tantos dramas gregos:

– A enorme estátua revestida a bronze representava Hélio (ou Apollo), o deus grego do sol. Hélio era adorado pela população da ilha situada no Mar Egeu, que o via como seu protetor;

– O colosso foi erguido para celebrar a vitória dos gregos contra os macedônios (o povo que habitava a antiga Macedônia, no norte da Grécia, cujo rei mais célebre foi Alexandre, o Grande), que tentaram invadir a ilha de Rodes em 305 a. C., liderados pelo rei Demétrio I;

– A construção do monumento seria iniciada, menos de dez anos depois, em 294 a.C.. Durante muitos anos, pensou-se que cada pé da estátua ficava de um lado da entrada do porto da ilha e que os barcos passavam por baixo, mas esta versão foi afastada mais tarde por estudos arqueológicos, que garantiram que a estátua se situava no cimo de uma colina;

– O custo do Colosso teria sido suportado pela venda do material de guerra abandonado pelos macedônios;

– A medida da estátua seria equivalente à de um prédio de dez andares – perto de trinta metros de altura. O seu peso é estimado em 70 toneladas;

– Calcula-se que tenham sido precisos doze anos para erguer o Colosso. Teria estado de pé pouco mais do que 50 anos. Em 225 a.C. um violento tremor de terra fê-lo ruir. Mesmo em pedaços, o monumento teria continuado a atrair pessoas;

– O que restava do gigante teria ficado em Rodes até 654 d.C.. Nesse ano, os árabes invadiram a ilha e venderam as ruínas em bronze;

– Até hoje, o Colosso de Rodes continua envolto num enorme mistério. Há quem pense que se trata apenas de uma lenda contada pelo povo da ilha, que foi passando de geração em geração;

– Sendo lenda ou não, é sabido que Bartholdi, o escultor que fez a Estátua da Liberdade, em Nova Iorque, se inspirou no Colosso de Rodes. Também o pintor espanhol Salvador Dalí pintou, em 1954, um quadro célebre inspirado no monumento;

– Reza a história que o colosso tinha uma tocha numa mão, para cumprir a sua função de farol. Das 7 Maravilhas do Mundo Antigo, o Colosso de Rodes foi aquela que existiu durante menos tempo.