[COMBO] Memórias de uma Gueixa – O livro e o filme

A vida de uma mulher é complicada desde o nascimento. Cada segundo, em qualquer cultura ao redor do globo, é uma sucessão de normas e padrões estipulados pela sociedade para que esse sexo tão ‘frágil’ seja protegido adequadamente.

Certa vez um amigo árabe me disse que “mulheres eram diamantes e, como tal, deveriam ser guardados a sete chaves”. Foi a explicação que ele me deu para o uso da burca. Não é curioso que em alguns países, e dentro de cabeças mais arcaicas, as mulheres sejam vistas como hímens ambulantes? Nada mais do que uma virgindade ambulante…

Segure a língua aí, que esse não será um artigo feminista! Bem sabemos que os homens têm seu caos particular dado pela sociedade, mas nasci obrigada a determinadas normas de conduta. São nelas, portanto, mesmo que sem perceber, me baseio para esse texto.

” Essas não são memórias de uma rainha ou de uma imperatriz! Essas, são memórias de outra espécie! ” 

Outro dia vi a adaptação de um livro que li anos atrás: Memórias de uma Gueixade Arthur Golden. O filme é de 2005 e recebeu inúmeros prêmios e críticas, claro. Na China, por exemplo, o filme foi proibido, com o receio de que abrisse antigas feridas de guerra. Não sou fã de adaptações. Conto nos dedos as que vi e fizeram minimamente jus ao livro. Creio que é assim para todos que leem o livro antes de ver o filme. Memórias de uma Gueixa, no entanto, foi uma surpresa agradável, tanto a obra escrita quanto sua adaptação.

” O meu pai costumava dizer que a minha irmã era como uma árvore, que se agarra firmemente à terra com as suas raízes. Eu era como a água, que percorre o seu caminho sem que nada a detenha. Se encontrar um obstáculo, desvia-se até poder avançar novamente. “

A vida de uma das mais conhecidas Gueixas de Guion, no Japão dos anos 20, é contada desde sua infância, quando é vendida com sua irmã, passando por seu crescimento e treinamento para se tornar uma obra de arte viva.

Não nos tornamos gueixas para buscar nossos destinos, e sim porque não temos opção! ”

A pequena Chiyo Sakamoto é uma personagem fictícia, baseada nos relatos de Gueixas famosas em seu tempo. Tão profundas são suas histórias, e com tanta riqueza de detalhes, que a história Chiyo se torna real diante de nossos olhos, como se ela tivesse nascido. Uma espécie de biografia de ficção. Através dos olhos dela, que narra suas memórias, se pode mergulhar na história e cultura japonesa, mais especificamente no universo feminino de um grupo de moças orientais do Século XX. Enquanto o mundo vivia as dores das grandes guerras, essas moças (e por isso) encantavam com sua beleza e talentos. Aprendiam desde tenra idade na Okyia (casa de Gueixas) a cantar, dançar e seduzir homens apenas com o olhar.

” Uma gueixa não pode querer, nem pode sentir. Uma gueixa é uma artista do mundo imaginário. Ela canta, ela dança, o que você quiser; mas ela é uma sombra, um mistério. ”

Antes de ler o livro, provavelmente eu via as Gueixas como a maioria dos ocidentais vê: prostitutas de luxo. Sim, há o comércio sexual entre os perfumes e o pó de arroz, mas esse não é seu propósito principal. Infelizmente sua natureza feminina não as exclui do desejo carnal.

” Muitos homens fingem que não perseguem mulheres, só pela chance de entrar debaixo de toda essa roupa, mas você me escute bem, Sayuri: há só um tipo de homem! E já que falamos nesse assunto, aqui vai uma coisa para você lembrar: cada homem sentado aqui em algum momento esta tarde pensou em quanto gostaria de ver você nua. “

Chiyo nos conta de sua vida, de como o que mais queria era se livrar daquela vida, até que, já com as esperanças perdidas, derramando lágrimas sobre uma ponte, a pequena conhece um homem gentil acompanhado de uma Gueixa belíssima. A partir de então, ela empenha sua vida em se tornar o símbolo de beleza que até então repudiava.

Tanto o livro quanto o filme são muito bem armados. O livro, claro, é melhor detalhado, mas a forma como a adaptação foi conduzida não deixa a desejar. Eu diria até que o filme se tornou uma espécie de complemento para o livro.


COMPRE O LIVRO:
AMAZON | CULTURASARAIVA

ADQUIRA O FILME:
DVD | BLU-RAY