[CINEMA] Rei Leão 2019 – Concretizando um Ciclo sem-fim

A história, todos conhecemos: à exemplo de Hamlet, temos a briga por um trono, um Rei cuja vida torna-se frágil diante da cobiça pelo poder, um irmão invejoso e um príncipe que, para achar seu caminho para o trono (que lhe cabe por direito), precisa de ir além de si mesmo. 

"Estou cercado de idiotas"

“Estou cercado de idiotas”

Seria demais dizer que estou dando Spoilers, porque qualquer pessoa inserida na cultura pop ou nerd já viu Rei Leão incontáveis vezes.

O Rei leão fez parte da vida de tantas crianças, tantos jovens e ajudou a construir tantas infâncias de sonhos que, de todo modo, falar desse filme não é fácil.

Quem, em sã consciência, não conhece as falas principais de cor?

 

Quando recebi de um amigo o teaser de Rei Leão, ainda em inglês, acabado de sair da nuvem de notícias, torci o nariz;

E se estragassem tudo? Não foram poucos os ícones de nossas infâncias que, por falta de carinho e perícia, foram destruídos e reduzidos a “qualquer coisa” patética demais para ser classificado.

Mas minha resistência foi pisada e destruída quando, quase por uma distração crônica, acabei vendo o Teaser.

E as comparações passam a ser necessárias… quase como um resgate de algo que nunca se perdeu:

O espírito de quem se apaixonou por Simba e seu drama do passado, parcialmente esquecido por seus amigos leais Timão e Pumba, mas lembrados por Rafiki, jamais realmente deixou para trás ou se perdeu do fio dessa magnífica história.
Desde a formiguinha, até o maior dos antílopes, e até mesmo, até o mais forte dos leões, vale a mensagem do ciclo sem-fim, que vai além da vida e da morte: O ciclo sem-fim talvez seja uma forma sutil de lembrar que, a todo momento, a cada nascer do sol, devemos nos lembrar de quem somos, de onde viemos e o que estamos dispostos a fazer em nome daquilo jamais deixaremos de ser. “Remember Who you are” é muito mais que uma fala solta do babuíno feiticeiro, repetida no novo filme; É um chamado ao retorno, uma alegoria do sol como o Soerguer da vida e da noite como o repousar da alma, que se espalha pela existência.
Rever Rei Leão, agora como adultos, vai muito além de lembrar quem realmente somos.
Rever Simba, Scar, Mufasa e todos os componentes desse drama de todos nós é uma forma de dizer aos nossos filhos, sobrinhos, afilhados: “Eu preciso me reencontrar todos os dias. E você precisará também”.

Rei leão 2019 é o recomeço de um novo ciclo, igual ao que já vimos passar…

Mas é preciso lembrar.
E a ansiedade?

Troquei por lágrimas.

Todos temos um encontro com Simba… E com nossos próprios “eus” em julho de 2019.


4 thoughts on “[CINEMA] Rei Leão 2019 – Concretizando um Ciclo sem-fim

  1. Maravilhoso texto, Raquel! O Rei Leão é um dos meus filmes favoritos e, sem dúvida, o mais importante da minha infância. Já estou cheio de expectativas sobre como será enxergar esta história com um olhar mais amadurecido.
    A julgar pelo teaser, realmente será algo muito bom!

    • Esse filme é um ícone para toda uma geração ( ou algumas).
      Achei que o teaser me deixaria com raiva, mas foi um feliz engano. Estou louca para assistir. Espero que as nossas expectativas estejam corretas.

  2. uau, uma animação da Disney será refeita… como outra animação. Chorando litros aqui. O que virá a seguir? Toy Story 2D?

Comments are closed.