[CINEMA] Porque “Uma Cilada para Roger Rabbit” continua bom até hoje.

Os filmes em que vemos atores de carne e osso contracenarem com personagens animados se dividem entre antes e depois de Uma Cilada Para Roger Rabbit, que particularmente considero um dos melhores filmes de Robert Zemeckis ao lado do primeiro De Volta Para o Futuro. Isto é devido aos impressionantes efeitos visuais que nos permitiu acreditar na interação entre o elenco real e o animado.

No vídeo que abaixo, feito pelo youtube kaptainkristian, é possível ter uma ideia mais detalhada de como a equipe de efeitos especiais e animadores que trabalharam em Roger Rabbit combinaram tão bem universos imagéticos tão distintos, ao ponto do filme funcionar tão bem até hoje, quase 30 anos depois de seu lançamento:

Basicamente o que Kaptainkristian defende é que, diferente de filmes como Mary Poppins e Mundo Proibido, que usaram técnicas semelhantes, Roger Rabbit tomou um cuidado a mais: manter os olhos dos atores alinhados com os olhos de seus companheiros de elenco animados, não apenas através de uma marcação de cena que indicava aos atores para onde eles deviam olhar, mas também através de um constante ajuste feito pelos animadores para manter o personagem de animação alinhado ao seu parceiro real de cena.

Outro fator apontado pelo vídeo é a interação entre os personagens animados e o mundo real, feita com a ajuda de dispositivos construídos pela equipe de efeitos especiais para mover objetos reais manipulados pelas criaturas animadas – como pistolas, charutos ou um jato d’água cuspido por Roger Rabbit – ou para interagir diretamente com os atores, como na cena em que Jessica Rabbit mexe na roupa de Eddie Valiant (Bob Hoskins).

E, por fim, o movimento de câmera, que em Roger Rabbit não para de se mover pelo cenário, acompanhando a ação dos atores, o que levou os animadores da equipe a ajustaram os personagens de animação a este movimento, a fim de criarem uma ilusão ainda maior de interação entre os personagens animados, os atores e os cenários. Isto tudo somado a efeitos de luz e sombra de acordo com a iluminação real dos sets de filmagens, que aumentou ainda mais o efeito de imersão.

2 thoughts on “[CINEMA] Porque “Uma Cilada para Roger Rabbit” continua bom até hoje.

Comments are closed.