[CINEMA] Christopher Nolan: por que os fãs do diretor de “Interestelar” são tão “intensos”?

christopher-nolan-genio-trabalhando

Há 2 semanas atrás estreou Interestelar, o mais novo filme de Christopher Nolan, e com ele ressurgiu o movimento de fãs “extremistas” do diretor, defendendo o longa com unhas, dentes e… ameaças de morte a pessoas que ousaram criticar o filme e apontar seus defeitos.

Isto fez o crítico Matt Singer, colaborador do site Comics Alliance, refletir a respeito do porquê de o diretor ser adorado com tamanho fervor e fanatismo.

Em seu mais recente artigo ao Comics Alliance, Matt citou o caso de Marshall Fine, um colega de profissão que, após criticar “O Cavaleiro das Trevas Ressurge, recebeu comentários de fãs do diretor desejando que ele “morresse num incêndio” (!) ou fosse “espancado com uma mangueira de borracha grossa até ficar em coma” (!?!).

christopher-nolan-dark-knight-rises

Segundo ele, não importa qual seja o ponto de vista exposto pelo crítico, e quais argumentos ele apresente, tais fãs sempre encontram uma forma de contra-argumentar. Um dos exemplos citados pelo autor é caso da crítica Stephanie Zacharek, que, após dizer que Interestelar é “tediosamente assexuado” e sofre de “falta de apelo humano”, foi acusada por um fã do diretor de ser “muito velha e estúpida para entender de crítica”.

E mesmo quando a crítica de um filme de Nolan é mais positiva do que negativa, diz Singer, os pontos negativos citados por ela são atacados como se apenas eles fossem os argumentos apresentados pelo crítico. A respeito disto o autor citou uma resenha de “Interestelar” que ele fez com outros três críticos, que em sua maioria falaram bem do filme, e disseram que ele era uma experiência que valia a pena viver no cinema. Ainda assim, eles foram duramente criticados por acusarem Christopher Nolan de realizar “atividades imorais envolvendo uma fazenda de animais”. Com isto, Singer procurou mostrar que os fãs hardcore de Nolan tendem a ignorar todos os pontos positivos citados, e a focar nos negativos, procurando desbancá-los um a um. Segundo o autor, um dos críticos, David Chen, foi acusado de ser incapaz de apreciar apropriadamente o filme por não ter filhos.

Para tais fãs, Christopher Nolan é totalmente infalível. Se há algum erro ou falha, ela é culpa do espectador, nunca do filme. Não importa qual a situação ou contexto, Nolan está certo e aqueles que discordam dele estão errados.

Tal nível de devoção autoral  é extremamente incomum, diz Singer. Não há diretor moderno alvo de uma lealdade dessa escala. A base de fãs de Nolan é cult e enorme. Nem mesmo diretores como Steven Spielberg, Martin Scorsese, e Quentin Tarantino têm fãs que os defendam tão fervorosamente como Nolan.

christopher-nolan-batman

Disto surge a pergunta que moveu as reflexões de Singer: por que os fãs de Christopher Nolan são tão intensos? Após apresentá-la para alguns colegas, todos deram a mesma resposta: “Batman.” Nolan fez a trilogia Batman (e, especificamente, O Cavaleiro das Trevas) e caiu para sempre nas graças dos fãs do herói.

Porém, depois de muito refletir, Singer chegou à conclusão de que não é só por isto. Para exemplicar, ele citou Tim Burton, que também fez um filme do Batman que, na época de seu lançamento, foi tão amado quanto os filmes de Nolan, e nem por isto os fãs do herói passaram a cultuar Burton ao ponto de defender seus outros filmes com tamanha intensidade. Além disto, Joel Schumacher, que tornou a franquia motivo de piada após dirigir Batman e Robin, não recebeu ameaças de morte dos fãs do Cavaleiro das Trevas. 

christopher-nolan-dark

Em seguida, Singer defende a seguinte hipótese: o maior apelo de Nolan não é o fato de ter feito ótimos filmes do Batman, mas ter feito filmes com um ponto em comum em toda a sua carreira. Qual seria este ponto em comum? Um protagonista solitário, melancólico e muito focado em sua missão. Em “Amnésia” tivemos Leonard, um homem obcecado em descobrir o assassino de sua esposa, mesmo não podendo se lembrar de quem cometeu o crime.  Robert Angier de “O Grande Truque” estava determinado a descobrir o segredo de seu rival e tornar-se o maior mágico de todos os tempos. Dom Cobb de “A Origem” aceita um trabalho supostamente impossível (implantar uma ideia no subconsciente de alguém) a fim de reunir sua família. Já Cooper de “Interestelar” viaja para o espaço sideral para garantir o futuro da raça humana, mas nunca esquece sua promessa de voltar para sua filha. E, claro, Bruce Wayne em sua guerra solitária contra o crime de Gotham City também se encaixa neste arquétipo. Ou seja, todos os filmes do Nolan são protagonizados por homens obcecados por suas missões.

Talvez o fato da cinematografia de Nolan ter protagonistas com tais características dê a seus filmes um apelo que atraia pessoas com tendência a se apaixonarem por uma obra ao ponto de defendê-la com ameaças de morte àqueles que ousam criticá-la, não importa quais argumentos sejam apresentados. É quase como se a obsessão dos protagonistas dos filmes “infectasse” os fãs de Nolan, ao ponto de torná-los cegos a outros pontos de vista a respeito de uma obra do diretor.

Dark Knight Rises

Será que todos os filmes de Christopher Nolan são formas elaboradas de implantar no subconsciente de seus fãs uma ideia tão sedutora que os faça defendê-lo intensamente? Diga nos comentários.

10 thoughts on “[CINEMA] Christopher Nolan: por que os fãs do diretor de “Interestelar” são tão “intensos”?

  1. Isso é ridículo…
    Parece que vocês, críticos/jornalistas, é que estão obcecados com o facto de ele ter fãs que lhe valorizam o trabalho. Extremistas há em todo o lado e no cinema não há excepção.
    O que chateia muita gente é o facto de o Nolan ser um génio perfecionista deste século e por sua vez os ”críticos” em vez de desfrutar tentarão arranjar desculpas sem fundamento para deitar abaixo o seu trabalho.

    • Miguel, o texto acima não representa, necessariamente, a opinião de todos os colaboradores do Nerd Geek Feelings. Se optei por citar trechos do artigo original, foi apenas para levantar discussões e reflexões a respeito da obra do diretor em questão, e não impôr um opinião sobre ele.

      É meramente a exposição de um ponto de vista, ok?

      Da minha parte posso dizer que gosto da filmografia do Nolan, e que ainda não assisti Interestelar. E que sempre vou ao cinema com o intuito de aproveitar a experiência que o diretor se propôs oferecer ao espectador. Mas não é por isto que vou me forçar a gostar de um filme, pois é necessário também ter algum senso crítico para apreciar uma obra, e diferenciá-la das demais.

      Obrigado por sua opinião.

  2. Já assisti mais de 2.500 filmes, a grande maioria estrelado por atores famosos (não sou muito receptivo a filmes B, ou com artistas desconhecidos) tenho o costume de observar a carreira dos grandes artistas do cinema, me considero eclético e receptivo, bastante tolerante. Acompanho a carreira desse diretor desde o início e não vejo nada de especial nos filmes dele. De sua filmografia só não assisti “Following” de 1998 e “Interstellar”. Pessoalmente, não gosto das versões que ele fez para o Batman. Na minha opinião são aborrecidas e modernosas demais com uma mistureba de elementos de outros filmes modernos (007, Missão Impossível, Transformers) mas com um resultado final vazio. Não gosto da interpretação do Heath Ledger que a meu ver não se parece nem um pouco com os coringas que eu já li nos quadrinhos e nem com nenhuma das animações DC que são quase todas de primeira linha. Ele parece interpretar um viciado em cocaína ou heroína com todos aqueles tiques, enfim, sem nenhum carisma, meio asqueroso. Enfim, pra mim Jack Nicholson é infinitamente superior como o Coringa, em todos os aspectos. “The Dark Knight Rises” me lembra muito uma saga que eu li na adolescência chamada “Terra de Ninguém” (No Man’s Land no original) só que bem piorada. A construção do personagem Bane, eu não gosto. Toda aquela palhaçada na bolsa de valores, ridículo. “Amnésia” sim é um ótimo filme, intrigante e te prende até o final mas “O grande truque”, ô filminho infame! Inception peca pelo excesso. Muita bala, explosão, tiro… Sonho dentro de sonho, dentro de sonho… Não tenho mas nada pra falar do cara! É só isso hehehe Um diretor mediano.

  3. Felipe, você não entende nada de cinema e muito menos de interpretação. Falar mal da performance do Heth Ledger como Coringa é atestado de leiguice.

  4. O Coringa de Ledger é a expressão de nosso tempo, Noçan criou um Batman crível, um retrato para nossa época. Mas para que servem os críticos, senão para tentar (muitas vezes, por inveja) denegrir o trabalho alheio, procurar falhas por vezes inexistentes e usar argumentos que se vangloriem de seu imenso cabedal de conhecimentos. O fato de assistir 2500 filmes não o tornou alguém mais capaz de produzir um filme melhor que o do Nolan, mas talvez um crítico mediano que não entenda a abrangência da obra do mesmo!

  5. Eu acho que é tudo uma questão de gosto. Nada mais. O que eu acho é que os filmes dele tem uma pegada mindblown que faz com que tudo fique extraordinário e isso acontece praticamente em todos, fazendo com que crie vários fãs fanáticos. Eu, pessoalmente, sou fã de carteirinha do Nolan, gosto de todos os filmes dele (menos Insônia) e é um dos meus diretores favoritos. Acho que ele tem idéias originais muito criativas e eu gosto muito disso. Eu gosto, mas isso não faz com que todas as pessoas devam gostar também. Viva a diversidade.

    Tem vários outros exemplos também, vai falar mal de Breaking Bad e Quentin Tarantino pra vc ver (tb sou fã dos dois xD). Eu acho que o que falta é uma questão de respeito. Vc pode chegar tranquilo numa página de qualquer filme da saga Crepúsculo, por exemplo, e descer o pau no filme, xingar até a mãe da pessoa que gosta, que tá sussa né, afinal todo mundo acha Crepúsculo uma bosta, é como se fosse senso comum. É claro que vai ter gente defendendo, mas a proporção de pessoas que metem o pau é muito maior, então tá de boa. Eu nunca tive interesse em ver, mas não vou lá na página xingar o mundo inteiro. Acho que se a pessoa gosta, problema é dela, ou seja, fodas velho, se alguém chegar na página do Interstellar e falar que o filme é horrível, sem graça, apesar de eu ter amado, eu vou fazer o seguinte: discordar, fechar e continuar a viver minha vida. Ah, só pra finalizar, é claro, é óbvio, todo mundo sabe, que internet é lugar de gente falar o que quer né, afinal de contas vc não tá frente a frente discutindo com a pessoa.

  6. Bom cara, eu sou um cara que virei fã do Nolan depois de “A Origem”, ai fui assistir o Batman, Amnesia e Interestelar..

    Fiquei fascinado com a genialidade do Nolan, assisto os filmes dele 200x, tento enxergar cada detalhe que passe desapercebido, eu realmente acho fantástico o jeito que ele produziu os filmes

    São diferentes, surpreendentes,

    Vejo os jornalista com criticas absurdas, mas é opinião e gosto, cada um tem um seu.

    Tem um filme Brasileiro que se chama “2 coelhos” ele me lembra muito os filmes do Nolan..cara achei a historia espetacular, mas muita gente acha o filme babaca, talvez se fosse produzido nos EUA mudaria muitas opinoes

    Mas enfim concordo com o texto, o Nolan é muito bom e ele sai do comum e por isso os fãs tem essas atitudes, porque o cara é diferenciado. Nolan deve se sentir honrado com isso e que continue nessa viagem genial em sua mente…porque é muito foda os temas abordados e com muito sentido (Interestelar e A Origem) que venha mais filmes desses para o publico

    Abraço

  7. Preciso dizer q sou fã do Nolan e acho q vcs acharam o x da questão. Eu mesma me vi entendo como passei a gostar dele.

Comments are closed.