[CINE MONIQUE] Geração Prozac: mais do que um filme sobre depressão

prozac nation geração prozacApós um longo tempo em minha lista de filmes, decidi assistir Geração Prozac num dia nublado e meio chuvoso. O que não sei se foi uma ótima ou péssima decisão.

Geração Prozac (Prozac Nation) é uma produção de 2001, dirigida por Erik Skjoldbjaerg, e baseada no best-seller americano de Elizabeth Wurtzel, onde a autora conta as suas próprias experiências no livro.

Lizzie (Christina Ricci) é uma jovem de 19 anos que acabara de ganhar uma bolsa de Jornalismo em Harvard, e ao ir para a universidade, ela acaba passando por constantes recordações, que a fazem entrar em uma profunda crise depressiva.

Devido a seu transtorno, a garota acaba se distanciando de amigos, familiares e até do namorado que recentemente arranjara, em quem via sua suposta salvação.

Ao ir tomando consciência de sua situação, ao se ver há mais de um mês sem escrever absolutamente nada, Lizzie decide retornar à terapia.

Durante o decorrer do filme vamos notando o quão prejudicial isso pode ser para alguém. Com diversos pensamentos suicidas, e ações auto-destruitivas fica completamente visível a péssima saúde física e mental em que a garota se encontra.

Mas para mim o que foi mais interessante no filme não foi mostrar o quão perigoso uma crise depressiva pode ser (reconheço muito bem a gravidade do problema), mas sim as perspectivas de quem sofre com o problema, e das pessoas que a circunda.

Constantemente é exposto no filme Lizzie se culpando, e se punindo por suas crises, como também as pessoas ao seu redor fazendo o mesmo. E isso é extremamente maléfico para quem passa por essa situação. É o tipo de coisa que mais deve ser evitado nesses casos, e em qualquer outro transtorno.

Além disso o filme também toca em outro ponto importante: o uso de medicamentos – no caso, o Prozac.

Ao final da trama, Lizzie faz uma intensa reflexão sobre seu uso de remédios controlados em uma de suas sessões de terapia.

Resumindo: super-recomendo o filme, principalmente para quem curte filmes que tratem sobre transtornos psicológicos. Com uma temática interessante e excelentes atuações, a trama ainda é cobertas de belas frases que definem muito bem alguns períodos de nossas vidas.

nota-4

Abaixo cenas com algumas maravilhosas citações, para te ajudar a decidir se deve ou não assistir ao filme.