[CIÊNCIA] Um novo órgão humano foi descoberto (sim, em 2017).

Você poderia achar que uma das coisas que somos melhores em fazer é abrir nossos semelhantes que esticaram as canelas para dar uma olhada no que tem lá, afinal já fazemos isso há milhares de anos. Só que, diferente da geladeira onde você abre o pote de sorvete e só tem feijão, o corpo humano ainda reserva alguns mistérios que conseguem nos surpreender. Como ter um órgão que estava lá esse tempo todo e ninguém tinha reparado nele ainda.

E não, não estou falando sobre o começo da era dos X-Men. Durante séculos o mesentério (uma coisa que liga o intestino ao abdômen) foi tratado como um conjunto de estruturas distintas em seu sistema digestivo. Não era nada especial, apenas coisinhas que estavam lá mantendo os órgãos no local correto. Muito bacana da parte deles, mas que provavelmente poderiam ser substituídos por pesos de papel na forma de action figures do Naruto ou ações da Petrobrás.

A grande descoberta é que o mesentério é um pouco mais complicado do que isso. Os cientistas determinaram recentemente que o mesentério é na verdade toda uma entidade coesa.

A pesquisa de quatro anos que concluiu que o mesentério era de fato um órgão foi liderada por J. Calvin Coffey, professor de cirurgia na Universidade de Limerick. Os resultados do estudo foram publicados em The Lancet Gastroenterology & Hepatology.

“No artigo, que foi revisado por pares e avaliado, estamos dizendo agora que temos um órgão no corpo que não foi reconhecido como tal até esta data”, disse o professor Coffey. “A descrição anatômica que tinha sido estabelecida ao longo de 100 anos de anatomia estava incorreta. Este órgão está longe de ser fragmentado e complexo. É simplesmente uma estrutura contínua “, ele ainda elaborou.

Os pesquisadores também descobriram pela primeira vez a natureza contínua do mesentério através de exames microscópicos em 2012, mas os últimos anos mostraram que ele tem função suficiente para ser considerado um órgão. Claro, a coisa interessante é que sabemos que ele faz “alguma coisa”, mas isso não significa que a comunidade científica compreenda exatamente o que o mesentério faz.

Na verdade, o professor acha que um novo campo da ciência do mesentério é necessário – tipo como gastroenterologia e neurologia.

“Isto é universalmente relevante porque afeta todos nós. Até agora não havia tal campo como a ciência mesentérica. Agora estabelecemos a anatomia e a estrutura. O próximo passo é a função. Se você entender a função você pode identificar a função anormal, e então entender as doenças. Colocando tudo isso junto e você tem o campo da ciência mesentérica … a base para toda uma nova área da ciência “, disse ele.

Com efeito, os cientistas nem sequer sabem a que sistema pertence o corpo, conforme o paper diz: “Se o mesentério deve ser visto como parte dos sistemas intestinal, vascular, endócrino, cardiovascular ou imunológico é até agora incerto, dado que tem papéis importantes neles todos. “

A série de livros médicos mais conhecida no mundo todo, Gray’s Anatomy, acaba de ser atualizada para incluir a nova definição. Os produtores da série de TV ainda não se manifestaram a respeito (o que não faria nenhum sentido se eles o fizessem, honestamente)

Bom, é isso. Bem vindo à família, parabéns pela ciência-senpai ter finalmente te notado!

Deixe uma resposta